Dicas do Rivaldo: Eleição de Laporta pode reabrir possibilidade de Messi permanecer no clube

Terá sido o último jogo de Lionel Messi com o Barcelona na Champions?

Em sua coluna semanal em exclusivo para a Betfair, Rivaldo comenta sobre a eleição de Juan Laporta e a eliminação do Barcelona da Champions, além de responder a seus fãs que enviaram perguntas em seu Instagram...

- Quem é o seu maior ídolo no futebol?

"Eu gostava muito do Zico. Do modo como ele se comportava dentro e fora do campo e me espelhava muito nele e em sua forma de jogar."

Tal como eu tinha mencionado na semana anterior, seria quase impossível ao Barcelona reverter a eliminatória contra o PSG em Paris, porém o time chegava em boa forma e tinha a oportunidade de limpar sua imagem na partida de volta. E foi exatamente isso que sucedeu com o Barcelona tendo uma excelente atuação que até me levou a pensar durante o primeiro tempo de que ainda poderia ser possível uma remontada.

A equipe criou muitas chances para marcar - o Dembele perdeu umas duas e o Messi acabou também perdendo um pênalti - então o time poderia ter saído para o descanso vencendo por 1-2 ou 1-3 e isso poderia intranquilizar o time francês que, em minha opinião, entrou somente para deixar o tempo correr e acabou apanhando alguns sustos por conta disso.

Jogando dessa forma, ainda é possível conquistar o Campeonato Espanhol


O Barcelona está fora da Liga dos Campeões por conta daquela fraca atuação no Camp Nou no jogo de ida contra o PSG, mas atualmente o time está jogando muito melhor e mostrando grande atitude e confiança dentro de campo, então, é preciso acreditar que ainda há títulos pra conquistar na temporada.

Com a Final da Copa do Rei assegurada e o Atlético Madrid somente com seis pontos no topo da La Liga, o Barça ainda tem duas taças ao seu alcance e eu acredito que existem boas possibilidades de o time conseguir comemorar no final.

Além disso, a chegada de um novo presidente - bem conhecido dos jogadores e com grandes sucessos no clube - sempre dá uma animada no grupo e aumenta sua confiança e responsabilidade, então, há que acreditar que o final de temporada ainda pode ser feliz.

Com Laporta na presidência, Messi poderá reconsiderar sua permanência no clube


Juan Laporta acabou eleito presidente do Barcelona e isso pode reacender a esperança do clube e torcedores de que o Messi possa ficar e renovar por mais algum tempo.

Eu digo isso porque Laporta e Messi se conhecem muito bem e o atacante argentino conquistou muitos títulos coletivos e individuais aquando da primeira passagem de Laporta pelo clube, então, com certeza ele estará agora mais predisposto a conversar com o clube no sentido de tentarem entrar em um acordo.

messi_laporta.jpg

Claro, se ele já tiver algo acordado com outro clube - como Man.City ou PSG - tudo fica mais difícil, porém oficialmente nada se sabe, então, tudo pode ainda acontecer até ao verão e com Laporta suas chances de permanecer no clube aumentam consideravelmente.

Eliminação precoce de Cristiano Ronaldo e Messi é um sinal dos tempos

Como em tudo na vida o tempo não perdoa e o facto de pela primeira vez desde 2005 não termos Cristiano Ronaldo nem Lionel Messi nas quartas de final só vem confirmar que nada é eterno no futebol. Com a idade chegando para ambos é natural que se torne mais complicado para eles fazerem a diferença dentro de campo e que seus times nem sempre acabem chegando às decisões.

Por outro lado, isso marca o território para que outros mais jovens possam aparecer e eu destacaria aqui o atacante do Borussia Dortmund, Erling Haaland, que vem fazendo uma campanha espetacular com os alemães e está se afirmando como grande estrela do futebol.

haaland_dortmund.jpg

O mesmo posso dizer do Kylian Mbappe que quase sozinho acabou eliminando o Barcelona com aquela atuação em Espanha, e embora não tenha se destacado tanto no jogo de volta, com certeza voltará a fazer das suas no que falta disputar na competição.

Tomara que o Milan retorne rapidamente a disputar a Champions


Nessa quinta-feira vai ter um confronto entre grandes clubes europeus pela Europa League com o Milan visitando Old Trafford para encarar o Manchester United.Se trata de dois clubes históricos que com certeza estarão nessa competição brigando para conquistar o troféu e qualquer delas poderá sair na frente da eliminatória.

Naturalmente, torço pelo Milan pois foi um clube onde atuei e pelo qual ganhei um grande carinho e meu maior desejo para o clube italiano é que rapidamente possa retornar à Liga dos Campeões pois é lá que pertence. Nesse final de temporada, o time ainda briga pelo título da Serie A e isso o deixa mais próximo da Champions, porém, a Liga Europa também é uma competição importante que deve ser levada em conta.

Old Trafford sem torcida será óbvia vantagem para o Milan


O Estádio de Old Trafford é um dos mais emblemáticos do mundo com toda aquela torcida vibrando pelo time da casa e eu tive ocasião de lá atuar e sentir toda aquela atmosfera. Então, acredito que o Milan terá essa pequena vantagem de não precisar de enfrentar esse ambiente típico do futebol inglês, podendo atuar com maior tranquilidade e quem sabe trazer um bom resultado para a Itália.

Brasil tem grandes condições de ficar com a Libertadores pelo 3º ano em sucessão


Com o Santos e o Grêmio bem encaminhados em suas classificações para a Fase de Grupos da CONMEBOL Libertadores, o futebol brasileiro poderá chegar a oito times na competição em 2021 e isso abre ainda maiores possibilidades de sucesso para nosso país.

O Palmeiras é o campeão e tem um elenco que lhe dá garantias de poder brigar novamente. O Flamengo continua sendo o melhor elenco da América do Sul e em circunstâncias normais será um dos grandes favoritos e também o Atlético-MG pode ambicionar com o troféu agora que tem Hulk do seu lado e o retorno de Cuca, obreiro de seu título continental em 2013.

hulk_galo.jpg

Os times tendem a crescer nessa competição e com oito clubes brasileiros em ação eu acredito que pelo terceiro ano consecutivo poderemos ter um time canarinho comemorando no final da competição.

Mudança do nome oficial do Maracanã será bonita homenagem ao Rei Pelé


Se vem falando da possibilidade de mudar o nome do Estádio Jornalista Mário Filho para Estádio Rei Pelé e apesar de estar gerando alguma polêmica, eu penso que seria inteiramente justa essa decisão pois seria uma forma de homenagear Pelé, que para mim é o Rei do Futebol.

Muitas vezes, as pessoas homenageiam seus ídolos após sua morte, porém eu considero que o mais correto é fazê-lo ainda em vida pois acredito que o Pelé ficaria muito feliz por poder vivenciar esse momento e uma vez mais sentir o respeito que todo o Brasil tem por ele.

Respondendo aos Fãs

- Do que você mais sente saudades do tempo de jogador?

Eu sinto saudade das concentrações antes dos jogos, todo aquele convívio com seus amigos e companheiros. Aquele dia antes, lá no hotel em confraternização com seus colegas. E claro, saudade de estar em campo naqueles grandes jogos.

- O time atual da seleção brasileira tem alguma possibilidade de disputar a final da Copa do Mundo de 2022?

O Brasil tem grandes jogadores e ainda falta algum tempo para a Copa, então ainda tem tempo para se preparar para a competição e ver mais alguns jogadores despontar.

Mas o Tite com certeza irá escolher os melhores jogadores e o Brasil tem grandes opções com muitos jogadores experientes e talentosos para levar a seleção muito longe. Depois, chegando na competição e caso chegue numa Final, isso já demonstra que o time estará pronto para disputar essa Final e vencer.

- Você já pensou em ser treinador?

Meu filho Rivaldinho sempre fala que eu deveria apostar numa carreira de treinador, e de momento eu estou tirando minha carteira de treinador - algo que deve estar concluído dentro de uns dois três meses.

Depois disso eu vou decidir se vou ou não, pois sempre pensei em desfrutar da vida após terminar minha carreira de futebolista profissional junto da família e amigos, então, é algo que ainda não decidi, mas que poderá ser uma possibilidade no futuro. Veremos...

- Qual foi o melhor técnico com quem já trabalhou?

Eu trabalhei com muitos técnicos fantásticos como Vanderlei Luxemburgo, Louis van Gaal, Felipão, Carlo Ancelotti ou até mesmo o Vadão lá no Mogi Mirim.

Todos eles me ensinaram muito embora tivessem estilos muito diferentes uns dos outros, mas pela importância que teve em meus primeiros anos de carreira e por tudo que me ensinou e ajudou a evoluir eu destacaria o Vanderlei Luxemburgo como aquele que talvez mais me tenha marcado.

- Quem é o seu maior ídolo no futebol?

Eu gostava muito do Zico. Do modo como ele se comportava dentro e fora do campo e me espelhava muito nele e em sua forma de jogar. E depois acabei privando com ele várias vezes. Ele era coordenador técnico da seleção brasileira na Copa do Mundo de 98 e me lembro que foi ele quem me anunciou que eu iria atuar com a camisa 10 na competição.

zicio_brazil.jpg

Ele me deu tranquilidade para jogar com o peso da 10, e eu respondi que sim que estava tranquilo, embora tivesse perfeita noção da responsabilidade que teria. Lembro como se fosse hoje. E ele também acabou me treinando lá no Uzbequistão.

- Qual o segredo da mente vencedora?

Acima de tudo eu acho que minha tranquilidade para jogar foi aquilo que mais me ajudou a vencer em minha carreira de futebol. Quando você confia em suas qualidades e sente que fez seu trabalho durante a semana nos treinamentos, só tem de pensar que tudo irá dar certo quando chegar a hora do jogo.

Essa tranquilidade e confiança é essencial para que você não trema quando chegam os momentos de decisão e sempre foi assim que eu pensei. Mesmo quando as coisas não iam tão bem num jogo, eu não me deixava afetar pelas críticas na imprensa pois sabia das minhas qualidades e que na próxima oportunidade daria uma melhor resposta dentro de campo.

***

Acesse todas as crónicas de Rivaldo em sua página exclusiva