Dicas do Rivaldo: Superliga Europeia é um absurdo e não acredito que vá adiante

Rivaldo é totalmente contra a criação de uma nova Superliga Europeia...

Em semana recheada de acontecimentos, nosso Embaixador Rivaldo comenta sobre a Superliga Europeia, a demissão de José Mourinho e o começo da CONMEBOL Libertadores...

- Está de acordo com esta ideia da Superliga Europeia?

"Não, de todo. Me parece um absurdo e um grande desrespeito por todos os outros clubes europeus. Os próprios torcedores estão mostrando sua revolta e acredito que isso não irá adiante."

Essa semana o futebol testemunhou o anúncio da criação de uma nova liga europeia organizada por 12 grandes clubes europeus que vem concorrenciar com as provas da UEFA, porém eu penso que essa competição não deve ir em frente nem acredito que irá mesmo acontecer.

Em minha opinião, os clubes que estão criando essa nova liga estão revelando uma grande falta de respeito com os outros clubes intermediários e com seus próprios torcedores que já todos percebemos não estão de acordo.

Não faz sentido resumir a elite do futebol a 12 ou 15 clubes como está sendo pensado nesse novo formato, pois o futebol europeu tem muitos mais grandes clubes e outros intermediários que com certeza têm seu lugar no topo do futebol europeu.

Times como o PSG, Bayern Munique ou Borussia Dortmund estão fora desse grupo e ninguém imagina eles disputando competições menores, então, nunca seria uma competição justa até porque alguns sempre teriam seu lugar reservado independentemente dos seus resultados.

Jogadores e torcedores ingleses já vêm se manifestando com grande força contra essa superliga e eu acredito que também na Espanha e Itália isso irá acontecer pois se trata de uma decisão muito desrespeitosa com todo o mundo do futebol.

Florentino Pérez só fala assim pois é presidente do Real Madrid


O presidente do Madrid vem sendo um dos organizadores e grandes defensores dessa nova liga, mas é claro que ele só fala assim pois é presidente do Real Madrid e sabe que pode tirar ainda maiores proveitos financeiros com essa liga, no entanto, está mostrando grande falta de respeito por times intermediários do seu país como Sevilla ou Valência que precisam de Champions e Europa League para conseguirem um dinheiro extra.

superleague_founders.jpg

Ele está criando uma guerra com a FIFA e a UEFA que até estão considerando proibir jogadores desses clubes de participarem em suas competições, significando que seleções podem ter de atuar em Eurocopas ou Copas do Mundo sem seus melhores jogadores que atuam nesses clubes.

Tudo isso iria criar um caos no futebol e é por isso que eu me recuso a acreditar que isso irá seguir adiante. Há muita gente contra essa liga e os próprios jogadores e técnicos desses clubes já vêm se manifestando contra seus próprios clubes.
Em minha opinião, as competições da UEFA estão bem organizadas e já distribuem muito dinheiro, mas claro, sempre há clubes grandes que ainda ambicionam mais. Pessoalmente, considero uma grande falta de respeito.

Espero que o Barcelona possa retificar sua decisão


Eu não sei se o Barcelona já estava dentro dessa Superliga anteriormente, porém após a chegada de Juan Laporta acredito que o clube possa rever sua posição e dar um passo atrás, até porque desconfio que os torcedores Blaugrana não estarão satisfeitos com essa decisão de criar uma liga à parte dos restantes clubes europeus.

Além disso, o Real Madrid é um dos principais criadores dessa organização e não acredito que os torcedores do clube estejam apreciando que o clube se envolva também nessa superliga que promete revolucionar - para pior - o futebol europeu.

José Mourinho pode olhar para uma experiência no futebol brasileiro


O Mourinho acabou sendo demitido do Tottenham nessa terça-feira e embora o clube pudesse esperar mais um pouco até à Final da Copa da Liga que o clube disputaria no domingo, eu acredito que a diretoria pensou que já nada poderia alterar sua decisão e então avançou já.

mou_spurs_2004.jpg

Eu sou amigo dele e considero que José Mourinho é uma excelente pessoa e um técnico fantástico, então, com certeza ele terá muitos clubes interessados nele nos próximos meses e até já ouvi falar da possibilidade de ele poder treinar um clube brasileiro e essa pode ser uma grande oportunidade para um clube do meu país poder tentar o contratar, além de que seria uma nova experiência para Mourinho e quem sabe ele estivesse interessado em abraçar um projeto na América do Sul.

Superliga sul-americana seria tão descabida quanto a europeia

Quando uma notícia dessas agita todo o futebol mundial é normal que noutros continentes também se comece a considerar se faria sentido tomar uma medida similar, mas eu acho esse tema da Superliga Europeia tão absurdo que também descarto totalmente essa possibilidade na América do Sul onde Brasil e Argentina poderiam pensar em algo similar.

Não faz sentido mexer em competições que estão funcionando bem e dando chance para todos os clubes, sejam eles grandes, intermediários ou menores. É assim que o futebol sempre funcionou e deve seguir funcionando.

DESIGNS-77047_Free_Bet_Drop_Global_VI_CRM_600x234_BR.jpg

Palmeiras precisa reagir na CONMEBOL Libertadores


Depois do sucesso no final da temporada anterior, o Palmeiras vem passando por dificuldades nesse começo de 2021 perdendo duas competições nos penalties e mais recentemente perdendo para o São Paulo nos Estaduais, então, é tempo de mostrar uma reação e nada melhor que vencer na Libertadores.

Ainda assim, eu estou um pouco cauteloso com essa fase do Verdão e aposto que eles vão estrear empatando 1-1 lá no Peru contra o Universitario.

Nas restantes partidas de times brasileiros esses serão meus prognósticos de placar:
- Fluminense x River Plate 2-0
- La Guaira x Atlético-MG 1-3
- Santos X Barcelona 2-1
- Velez X Flamengo 0-2
- Sp.Cristal X São Paulo 1-1

PERGUNTAS DOS FÃS

- Está de acordo com esta ideia da Superliga Europeia?

Não, de todo. Me parece um absurdo e um grande desrespeito por todos os outros clubes europeus. Os próprios torcedores estão mostrando sua revolta e acredito que isso não irá adiante.

- Como foi ser o número 1 do mundo?

É uma sensação incrível e até difícil de descrever. Mas eu lembro que naquele momento fiz uma retrospetiva da minha vida, de todas as dificuldades por que passei desde a minha infância até chegar ao topo do futebol num mundo onde há tantos grandes jogadores. Foi algo impressionante e algo que marcou a minha carreira e todo o meu percurso desde a infância até ser um profissional de excelência.

- Com quantos anos você chegou na seleção e como foi pra você?

Eu estreei em Dezembro de 93 contra o Mêxico e tive a felicidade de marcar o gol da vitória, mas já tinha sido convocado para um jogo contra a Alemanha em Novembro onde acabei não entrando em campo.
Eu tinha 21 anos e ser convocado para a seleção tão cedo foi uma felicidade enorme, mas estava longe de imaginar que iria escrever tantas páginas de ouro do futebol brasileiro de seguida. Disputar Copa América, Olimpíadas, Copa das Confederações, duas Copas do Mundo e conquistar títulos tão importantes foi algo espetacular para mim.

- Futebol Espanhol e Futebol Brasileiro. Uma palavra para cada.

Futebol Espanhol - Maravilhoso
Futebol Brasileiro - Brilhante

- Qual foi o time ou país que você teve mais dificuldade de se adaptar?

Eu sempre tive facilidade em me adaptar a diferentes realidades e diferentes países, no entanto, acabou sendo no Milan que tive maiores dificuldades por razões pessoais. Naquela altura estava passando por uma separação e fiquei longe dos meus filhos, então, foi uma fase difícil para mim que terá contribuído para que não tivesse dado tanto quanto esperava na Itália, mas claro, não vejo isso como uma desculpa, mas sim como um fator que pode ter tido alguma influência.

***

Acesse todas as crónicas de Rivaldo em sua página exclusiva

DESIGNS-77047_Free_Bet_Drop_Global_VI_CRM_600x234_BR.jpg