Apostas.Betfair

Apostas Rugby: Irlanda pronta para defender o título das Seis Nações

Ver mercado

Simon Mail prevê a edição deste ano da Taça das Seis Nações e acredita que os campeões em título, Irlanda voltarão a reclamar o título para o seu país em 2015... 

"A Irlanda tem de ser apontada como uma das mais fortes candidatas a defender o título depois de um excelente ano sob o comando do técnico Joe Schmidt."

A expectativa em relação às Seis Nações deste ano é ainda maior do que o normal pois as equipas preparam-se afincadamente para estar prontas para o Campeonato do Mundo em Setembro. Os anfitriões Inglaterra têm expectativas ainda mais altas compreensivelmente e estão a partilhar o favoritismo do torneio com o vencedor do último ano, a Irlanda. Será errado assumir que será uma corrida a dois pelo título, pois Gales, França ou uma Escócia inspirada podem ser capazes de se intrometer na discussão da vitória.

Os irlandeses venceram há doze meses atrás, mas tal aconteceu por uma margem mínima já que superaram a Inglaterra na diferença de pontos após uma vitória dramática no último jogo em França. Apenas dois pontos separaram as primeiras quatro classificadas portanto há muitas razões para pensarmos que algo semelhante pode voltar a suceder em 2015.

A Irlanda tem de ser apontada como uma das mais fortes candidatas a defender o título depois de um excelente ano sob o comando do técnico Joe Schmidt. A sua equipa venceu com justiça a última edição e aproveitou a embalagem para dominar nos amigáveis de Outono. Os irlandeses surpreenderam a África do Sul com um triunfo por 29-15 e terminaram 2014 a bater a Austrália por 26-23 e assim demonstrarem o seu inegável valor.

E a estreia no torneio parece ser perfeitamente acessível diante da Itália, prevendo-se um triunfo antes de dois duelos importantes com França e Inglaterra. Estes dois irão testar a equipa irlandesa que, ainda assim pode superá-los e, caso o confirme ficará com as portas de novo título "escancaradas". Tendo em conta a forma em que terminaram o último ano seria uma surpresa se ficassem longe da discussão dos lugares cimeiros. 

A Inglaterra estará sob pressão para realizar uma boa campanha na preparação para o Mundial. A formação de Stuart Lancaster tem estado bem próxima de vencer este torneio com três segundos lugares consecutivos. Mas a Inglaterra não estará certamente a ser ajudada pela longa lista de lesões com que tem lidado. Uma dúzia de jogadores onde se incluem Owen Farrell e Tom Wood estão de fora em vésperas de um início difícil que terá deslocações a Gales e à Irlanda.

O País de Gales é terceiro favorito e uma equipa que venceu o torneio por duas vezes nas últimas três edições é obviamente merecedora de respeito. Warren Gatland tem a sua equipa quase na máxima força neste início de ano e um forte começo contra a Inglaterra pode dar-lhes o ascendente para realizarem uma boa competição. Os galeses desiludiram na última época mas não podem ser descartados da lista de potenciais candidatos à vitória final. 

A França tem desiludido fortemente nos últimos anos mas toda a gente sabe do brilhantismo que a equipa é capaz de atingir. 
A consistência tem sido o grande problema da equipa ultimamente e até perderam com a Itália há dois anos atrás. É difícil confiar na equipa de Philippe Saint-Andre durante todo o torneio mas pode ser que os jogadores finalmente tenham sentido o "click" com o Campeonato do Mundo no horizonte.

A Escócia fez grandes progressos sob o leme do novo treinador Vern Cotter no último ano e não seria uma surpresa se eles conseguissem obter algumas vitórias sobre formações teoricamente mais fortes. Os escoceses estiveram  muito bem ofensivamente quando derrotaram a Argentina antes de pregarem um susto aos campeões mundiais Nova Zelândia, acabando por perder por 24-16 em Murryfield em Novembro. 

E apesar da Itália vir progredindo nos últimos anos, continua a ser muito difícil chegarem ao fim do torneio com uma vitória. Os italianos estão a um preço curto para terminarem no último lugar tal como aconteceu em cinco das últimas sete edições. A Itália foi última há um ano atrás e com o regresso à forma da selecção escocesa é difícil ver outro desfecho que não outra "Wooden Spoon".

As últimas duas temporadas não produziram um vencedor Grand Slam(vencer todos os adversários) e é muito provável que tal volte a suceder. A Irlanda merece o favoritismo mas não há grande diferenças entre as melhores equipas. Esta tem sido a história ao longo dos últimos anos e com o Campeonato do Mundo tão próximo todas as nações vão procurar impressionar. E não havendo nenhuma equipa fantástica, as hipóteses estão repartidas em relação a termos um campeão invicto ou com derrotas numa batalha que se prevê equilibrada.

Apostas Recomendadas:
Irlanda para Vencer as Seis Nações @ [3.2]
Não Haverá vencedor Grand Slam @ [1.73]

Ver mercado
More Outros Desportos