Apostas.Betfair

Cinco Erros "Preflop" que te estão a custar Dinheiro

Imagina que sempre que tinhas um royal flush e alguém te fazia um all-in, tu fazias fold. É um erro tremendo e que te custa dinheiro, mas conseguir um royal flush é tão raro que mesmo que a parada fosse alta, o erro não te custaria muito dinheiro no ano.

Agora imagina que fizeste um erro relativamente pequeno, que te custa algumas fichas num torneio ou uns quantos big blinds aqui e ali, mas que cometes este erro uma e outra vez. Este erro aparentemente pequeno pode ser a diferença entre um jogador que vence e um que perde - ou pelo menos um que equilibra os ganhos e perdas. Assim como uma pequena fuga de água em que não reparas durante meses, as pequenas perdas no póquer podem desgastar os teus lucros.

Frequentemente os jogadores cometem erros no preflop, que por acaso é a única parte do jogo em que é garantido que estás envolvido, mesmo que só faças fold. Abaixo temos cinco erros comuns no preflop, que quase de certeza cometes regularmente e te custam dinheiro a longo prazo.

Abertura Fraca

Fazer limp quando abres o pote é mau. Qualquer mão que consideres suficientemente forte para abrir o pote deve ser aberta com um raise. Fazer limp é jogar passivamente e o jogo passivo reduz o número de formas como podes ganhar o pote. A única excepção a esta regra é quando a tua mesa é completamente louca, e tanto há limpers como raisers. Aqui pode-se justificar fazer limp-raise, mas na maioria das vezes não faças limp, começa com um raise.

Defender as tuas blinds de forma demasiado folgada e/ou fazendo Call

Quantas vezes viste o botão abrir com um raise e decidiste fazer call no big blind com uma mão como Rp-10p e depois tiveste de fazer fold na aposta de continuação quando o flop te é completamente desfavorável. Ou fizeste check-call no flop só para depois fazeres check-fold no turn. Muitas vezes, imagino.

Apesar de ser importante defenderes os teus blinds - especialmente num torneio de póquer - uma grande percentagem dos jogadores defendem-nos demasiado liberalmente ou com mãos fracas. Lembra-te, se estiveres a defender a tua blind, vais estar fora de posição no resto da mão, por isso é melhor teres uma mão forte para jogar. Além disso, se fizeres só call à tentativa de roubar, estás a devolver a vantagem ao teu adversário. Se achas que o teu adversário que rouba blinds está a tentar apanhar as tuas blinds com uma mão mais fraca do que o esperado, então por que não fazer-lhe three-bet e mostrar-lhe quem é que manda?

Alterar o valor das apostas consoante a força da mão

Fico espantado por ainda ver isto hoje em dia, mas vejo-o com frequência. Sou completamente a favor de alterar o valor da aposta dependendo da posição ou da dinâmica da mesa ou do lugar em que estão sentados os jogadores mais fracos, mas acho que nunca se deve alterar o valor da aposta consoante a força da mão.

Acontece muitas vezes um jogador subir 2.5 vezes o valor da blind como aposta standard e depois mudar para um raise 4 vezes a blind, com uma mão vulnerável como dez ou valetes. Estes jogadores bem podiam estar a jogar com as cartas à mostra.

Fazer Three-bets fora de posição

As pessoas subestimam a força das three-bets dos adversários e demasiadas vezes fazem-lhes call. Li um livro de Andrew "BaleiaBeluga" Seidman em que afirmou que nunca se deve fazer call a uma three-bet fora de posição quando se tem 100 big blinds ou menos.

Tens de compreender que a menos que o apostador three-bet esteja louco, a tua vantagem contra ele é muito menor do que gostarias de acreditar. Por exemplo, se abrires com noves, a menos que ele te esteja a fazer three-bet com 7-6 ou oitos então não estás com muita sorte. Uma mão como Rp-Vp tem quase 50% de vantagem contra a tua mão, já para não falar da vantagem da posição do teu adversário.

Se achas que alguém te está a fazer uma three-bet ligeiramente, então toma uma posição e faz-lhe four-bet. Não metas mais fichas no pote quando não tens muito capital e não tens a vantagem da posição.

Controla o tamanho das pilhas de fichas

Apesar de deveres abrir os potes com um raise, deves também dar uma olhada nas pilhas de fichas dos jogadores que vão jogar antes de fazeres o tal raise de abertura. Se ainda houverem pilhas mais pequenas de 10-15 big blinds então provavelmente podes diminuir o número de mãos com que vais abrir porque é muito provável que tenhas de enfrentar um three-bet all in.

De vez em quando faço mini raise a partir do botão num torneio e só depois é que reparo nas pilhas de fichas e dou-me conta que o big blind tinha 12bb com que jogar. Então caíram-me em cima e tive de fazer fold a grande parte das varialções de abertura e entregar algumas fichas.
Controla os jogadores que te rodeiam e adapta-te em conformidade.

Junta-te já à Betfair Poker

More Poker