Apostas ATP Tour Finals Dia 5: Federer pode voltar atrás no tempo em partida crucial contra Djokovic

Roger Federer enfrenta Novak Djokovic em partida decisiva esta noite...

O grupo Borg encerra esta quinta-feira no ATP Tour Finals, e com Novak Djokovic e Roger Federer a lutarem pela qualificação, Dan Weston regressa com os seus palpites para os jogos do dia...

"os pontos ganhos por Thiem no serviço/resposta em piso indoor (103%) este ano não reflectem essa percentagem de triunfos e ele precisou de uma espantosa sobre produção nos pontos de break nos seus jogos de resposta (converteu mais 10% do que o esperado na resposta) para alcançar tal marca."

Tsitsipas em frente após bater Zverev


Tivemos alguns assuntos interessantes na quarta-feira com a nossa aposta pré-torneio Stefanos Tsitsipas a vencer facilmente pela segunda vez e a qualificar-se para as semifinais de Sábado com uma partida por jogar após bater Alexander Zverev. Neste momento, o grego desceu até aos 7.006/1 no Intercâmbio (terceiro favorito) a partir de um preço de 18.0017/1 pré-torneio.

Nadal mantém-se vivo após incrível recuperação


Mas esse não foi o grande tema do dia com Rafa Nadal a recuperar de um 5-1 abaixo no set decisivo e a salvar um match point para bater Daniil Medvedev, mantendo assim as suas esperanças de qualificação vivas. O Rei da Terra Batida afirmou ter sido 'super sortudo' em bater Medvedev, e mais interessante ainda reclamou 'este jogo é um daqueles que só vences uma vez em 1000".

Esses números não estão longe da realidade. Ele negociou a 150.00149/1 para vencer o jogo no Intercâmbio ontem e £188,000 foram correspondidos no seu adversário Medvedev a 1.011/100, portanto isto coloca bem em contexto quão improvável era a recuperação que Nadal operou. Ele ainda tem muito que fazer para atingir as meias-finais, mas pelo menos ainda tem as suas chances.

Thiem sobrevalorizado para embate com Berrettini


Matteo Berrettini já não tem essa oportunidade pois o italiano já foi eliminado do torneio após perder os seus primeiros dois encontros do grupo em dois sets. Ele enfrente a surpresa do Borg group, Dominic Thiem, esta tarde no primeiro jogo agendado do dia que não se iniciará antes das 14 horas.

Para o duelo, Thiem está a 1.364/11 para vencer, mas eu estou com problemas em entender isto. Se isto fosse jogado há duas semanas em Paris ele não teria este preço e eu sinto que o mercado está a ser fortemente influenciado pelas vitórias de Thiem sobre Djokovic e Federer até ao momento, que foram surpreendentes considerando que os seus dados de longo termos não são grande coisa em piso duro/indoor. Thiem estava a 1.608/13 para bater Berrettini na semifinal de Viena no final de Outubro e isso pareceu mais realista, na minha visão.

Esta época, Thiem venceu oito de nove partidas indoor mas a maioria delas foram tangenciais. Cinco foram em três sets e outra através de desistência, e as suas vitórias em dois sets foram sempre por margem de três ou quatro jogos. Apesar de tal registo, os pontos ganhos por Thiem no serviço/resposta em piso indoor (103%) este ano não reflectem essa percentagem de triunfos e ele precisou de uma espantosa sobre produção nos pontos de break nos seus jogos de resposta (converteu mais 10% do que o esperado na resposta) para alcançar tal marca. Isto não será sustentável no longo termo.

Tendo em conta estas ideias, parece prudente olhar para Berrettini no mercado de handicap de jogos. Ele perdeu de modo aceitável para Roger Federer (quatro jogos de margem) e Berrettini +3.5 jogos aqui está disponível a 1.9520/21, algo que me parece razoável.

Djokovic favorito em jogo que vale qualificação


Então, embora a recomendação do dia já esteja dada no primeiro encontro, isso será apenas um aquecimento, pois o grande jogo do dia acontece depois entre Novak Djokovic e Roger Federer.

Djokovic comanda claramente o mercado como favorito a 1.384/11 para vencer e eu penso que isto parece um pouco curto, embora não tão pronunciado quanto o preço de Thiem no primeiro jogo do dia. O sérvio, que também procura manter o seu lugar de nº1 mundial, venceu os últimos cinco embates diante de Federer, e isso pode influenciar, embora não exista muito a separá-los em termos estatísticos em piso indoor este ano - Djokovic tem ligeiro ascendente com Federer a ter, na verdade, melhores números de pontos combinados no serviço/resposta em indoors em 2018.

Os mais recentes confrontos - particularmente em Wimbledon em Julho - foram extremamente renhidos e eu não espero muitas diferenças hoje com ambos os jogadores a darem tudo pela qualificação para as Meias-Finais. Djokovic será favorito, mas se Federer recuar uns anos no tempo e surpreender o sérvio não será propriamente algo fora da órbita.