Apostas ATP Tour Semana 15: Apostas Each-way em outsiders viáveis no regresso da terra batida

Robin Haase pode tirar partido de evento aberto em Marrakech
Ver mercado

A 'verdadeira' temporada de terra batida inicia-se na semana 15 do circuito ATP, com dois torneios 250 de fraca nomeada em Houston e Marrakech. O nosso colunista de ténis, Dan Weston, olha aos jogadores perfilados para ter sucesso nesta semana...

"Robin Haase é um outsider interessante, com o holandês em razoável forma - as suas mais recentes derrotas aconteceram frente a adversários de qualidade em partidas renhidas e os seus dados no pó de tijolo também não são maus (cerca de 103% combinados em serviço/resposta nos últimos dois anos)."

Ramos como favorito em condições médio-rápidas em Marrocos


A acção tenística começa já esta segunda-feira em Marrocos, com o ATP Marrakech. O quadro principal de 32 tenistas não oferece qualquer isenção aos quatro favoritos, e os jogadores vão lutar por um prémio final de €500.000.

Albert Ramos é o 1º cabeça-de-série naquele que se prevê um torneio com condições relativamente rápidas em terra batida. Nos dois anos em que o torneio teve lugar, 63.0% dos pontos no serviço foram assegurados, por comparação com os 62.4% de todos os eventos ATP nesta superfície. Para além disso, a contagem de ases por jogo de serviço é de 0.41 em comparação com os 0.38 em termos gerais. Na verdade, estou à espera de condições até um pouco mais rápidas do que as vistas no anterior evento marroquino, em Casblanca, que teve lugar até 2015.

Borna Coric tem um excelente registo no evento, perdendo na Final em 2016 para Federico Delbonis, e batendo Philipp Kohlschreiber em 2017, mas o campeão do ano passado não estará para defender o título. Na sua ausência, Richard Gasquet surge como favorito dos mercados Intercâmbio a [5.60] para erguer o troféu, com o cabeça-de-série Ramos a [7.20], Kohlschreiber a [7.40] e Kyle Edmund a [8.20] naquele que parece um torneio muito aberto.

Haase com potencial para dar cartas a preço elevado


Olhando ao quadro, a metade superior parece menos forte que a inferior, com Ramos e Kohlschreiber como principais pretendentes a sair dessa secção. Robin Haase e Alexandr Dolgopolov também têm de ser tidos em conta, enquanto será interessante verificar se Pablo Andujar pode dar sequência ao seu triunfo no Challenger de Alicante - ele foi altamente subestimado pelos mercados em Espanha na semana passada - já que continua a voltar após lesão.

Em termos estatísticos, estou contente por riscar Dolgopolov - os seus dados de serviço/resposta em terra batida nos últimos dois anos são fracos, enquanto também estou apreensivo quanto aos níveis de fadiga de Kohlschreiber nesta semana após uma derrota em cinco sets (e num jogo bem longo, com 57 jogos disputados).

Robin Haase é um outsider interessante, com o holandês em razoável forma - as suas mais recentes derrotas aconteceram frente a adversários de qualidade em partidas renhidas e os seus dados no pó de tijolo também não são maus (cerca de 103% combinados em serviço/resposta nos últimos dois anos). Ele defronta Mirza Basic na ronda inaugural com o seu eventual adversário na segunda ronda, João Sousa, a ter apenas 97% combinado em terra batida nos últimos dois anos. Ele pode valer uma aposta each-way a [23.00] no Sportsbook.

Mais qualidade na metade inferior do quadro em Marrakech


A metade inferior do quadro está mais lotada, com tenistas como Benoit Paire, Gilles Simon, Paolo Lorenzi, Andreas Seppi assim como os já mencionados Gasquet e Edmund, já para não falar de Max Marterer, Roberto Carballes Baena e Marton Fucsovics também. Tendo isto em conta, ir no grande preço de Haase na metade superior é a nossa recomendação para Marrocos.

Rápidas condições em Houston assentam bem ao talento norte-americano


Passando a Houston, as condições também serão mais rápidas do que o normal para terra batida, com 63.9% dos pontos no serviço ganhos e 0.49 ases por jogo de serviço ao longo dos últimos três anos. A representação da casa tem sido forte, com pelo menos um finalista em cada ano com excepção para 2015 desde a viragem da década, e com isso em mente, é evidente que com tenistas como Sam Querrey, Jack Sock, John Isner e Steve Johnson a serem bem sucedidos neste local, os especialistas em terra batida não têm dominado este torneio.

John Isner, a [4.00] e Nick Kyrgios, a [4.30] são os favoritos no Texas, com Sam Querrey e Jack Sock também na casa das unidades, na altura em que escrevo, e estes quatro jogadores compõem a lista de cabeças-de-série que beneficiam de isenção na primeira ronda.

Zeballos um dos poucos outsiders que pode ter oportunidades neste evento


Destes, apenas Querrey e Kyrgios - apesar de com pequena amostra esta época - já mostraram um bom nível no pó-de-tijolo recentemente, portanto este evento parece tentador para ir nos 'underdogs' no mercado para Vencedor, particularmente identificando jogadores na metade superior do quadro que possam avançar até longe a preços elevados.


Esta parte superior parece fraca, com poucos jogadores fãs desta superfície, mas e que tal irmos com Horacio Zeballos a [34.00], each-way? Terra batida é a superfície favorita do argentino, e ele não terá grandes especialistas no seu caminho, enfrentando Yoshihito Nishioka na primeira ronda, antes de potencialmente medir forças com Sock na segunda ronda.

Se a metade inferior do quadro abrir, Fernando Verdasco e Guido Pella parecem bem colocados para aproveitar. Ambos têm excelentes registos em terra batida, e estão avaliados a [15.00] e [41.00], respectivamente.


APOSTAS RECOMENDADAS:
Robin Haase @ [23.00] em each-way para vencer o ATP Marrakech
Horacio Zeballos @ [34.00] em each-way para vencer o ATP Houston

Ver mercado