Apostas Tour de France - Etapa 17: Dia para vencedor de odds elevadas

Steven Cummings não terá mais oportunidades para justificar a sua presença no Tour...

Uma etapa estranha, escreve Jack Houghton, que parece desenhada para encorajar uma fuga ou uma vitória a solo. Pode Steven Cummings justificar o seu lugar nesta edição do Tour?

"É o tipo de etapa que parece desenhada para ter uma fuga com sucesso: demasiado acidentada para interessar às equipas dos sprinters, mas não demasiado exigente para interessar aos Candidatos à Classificação Geral."

Que tipo de etapa nos espera?


A última etapa de transição a caminho dos Alpes, num total de 200kms, com muitos vestígios romanos como imagem de marca dos organizadores para este dia.

É o tipo de etapa que parece desenhada para ter uma fuga com sucesso: demasiado acidentada para interessar às equipas dos sprinters, mas não demasiado exigente para interessar aos Candidatos à Classificação Geral. Existe a hipótese de alguns ciclistas terem autorização para forjar uma grande liderança bem cedo e não voltarem a ser vistos pelo pelotão.

A primeira metade da etapa é efectivamente uma longa e penosa subida até aos 900m de altitude, com o pelotão a andar em plano até ao final. Mas a 10kms do fim temos uma contagem de terceira categoria no Col de la Sentinelle, que poderá encorajar ataques a solo rumo à glória durante essa ascensão, enfrentado depois uma rápida descida até à meta em Gap.

Quem são os favoritos?


Se o pelotão se mantiver junto, então poderá ser uma etapa para 'puncheurs'. Eles poderão criar uma vantagem na subida final que lhes permita bater os trepadores na reta da meta. E quando toca a 'puncheurs', Peter Sagan reina supremo. As suas cotações de cerca de 5.204/1 parecem ajustadas, pois existe uma possibilidade de, com a mente já a pensar em sobreviver ás etapas nos Alpes que aí vêm (para que possa vencer a Camisola Verde em Paris), ele pode simplesmente tirar folga nesta etapa.

Quem pode surpreender?


Qualquer outro dos 'puncheurs' são apostas válidas - Michael Matthews 13.0012/1, Matteo Trentin 17.0016/1 e Greg van Avermaet 25.0024/1 - mas com tantos ciclistas de qualidade agora afastados da luta pela geral, há uma boa possibilidade de esta ser ganha por algum outsider de preço generoso.

É uma etapa onde devemos colocar apostas de baixo valor, mas a selecção que vou tentar é em Steven Cummings. Ele é um mestre em vitórias em fugas, foi uma surpresa a sua inclusão na equipa Dimension Data neste Tour - entrando no lugar de Mark Cavendish - e esta pode ser a sua última oportunidade de vencer uma etapa neste Tour. A cerca de 150.00149/1, ele é uma selecção especulativa.

Que efeito terá a etapa nos mercados de longo prazo?


Num ano normal, pouco aconteceria nesta etapa que pudesse afectar a luta pela Camisola Amarela, mas existe uma hipótese de termos Thibaut Pinot em busca de aproveitar cada oportunidade de reduzir distâncias para Julian Alaphilippe. Portanto, não te surpreendas se essa subida final perto da meta acabar por colocar elementos da geral a atacarem-se mutuamente. As diferenças não devem ser muito significativas, no entanto, mas é possível que alguém possa ganhar meia dúzia de segundos que possa depois segurar na rápida descida até Gap.


APOSTA RECOMENDADA:
Steven Cummings para vencer a Etapa 17 @ 150.00149/1 no Intercâmbio