Apostas La Vuelta 2018: Yates e os Colombianos?

Poderá Nairo Quintana repetir o triunfo de 2016 em Espanha?
Ver mercado

Após a primeira semana de Volta a Espanha é tempo de fazer um primeiro balanço do desempenho dos principais ciclistas e projectar aquilo que pode vir a ser a prova após o dia de descanso desta Segunda-Feira...

"Miguel Angel Lopez [3.80] da Astana também deu sinais de força nos dias mais recentes e tende a deixar a sua marca nas mais duras montanhas da Volta a Espanha. Ele é um nome muito sério para as contas finais..."

Tudo em aberto e por acontecer


Apesar do constante sobe e desce da primeira semana de competição não tivemos subidas verdadeiramente susceptíveis de testar as forças dos principais ciclistas do pelotão. Este Domingo, na primeira real chegada em alto verificámos que vários dos ciclistas que vinham brilhando não tinham condições de lutar pelos primeiros lugares.

Michal Kwiatkowski, Rudy Molard ou Tony Gallopin dificilmente poderiam rivalizar com os trepadores do pelotão e isso ficou visível na primeira abordagem montanhosa - mesmo que não muito exigente - e agora começam a sobressair os 'pequenos e combativos' ciclistas que tendem a brilhar nas chegadas em alto.

Entre eles estão - como habitualmente - os colombianos. Nairo Quintana [2.80] deixou excelentes sinais na etapa de ontem e parece apostado em fazer esquecer um Tour de France 2018 claramente abaixo do esperado.

Como rivais e compatriotas terá muito provavelmente Miguel Angel Lopez [3.80] da Astana que também deu sinais de força nos dias mais recentes e tende a deixar a sua marca nas mais duras montanhas da Volta a Espanha. Ele é um nome muito sério para as contas finais...

Outro dos candidatos é Simon Yates [4.80]. O britânico parecia lançado para vencer o Giro 2018 até ver as suas baterias completamente descarregadas na última semana, e agora parece apostado em fazer uma mais sensata gestão das suas energias para poder lutar pela vitória final. Neste momento, é ele quem enverga a Camisola Vermelha.

A completar o top-4 da lista de candidatos à vitória final está Rigoberto Uran [11.00]. O experiente ciclista colombiano teve um Tour azarado e procura salvar a temporada em Espanha, sendo que para já está a ter uma prestação igual a si mesmo, ou seja, tem passado despercebido mas está sempre lá nos primeiros lugares.

Quem pode intrometer-se?


O 'azarado' Wilco Keldermann [25.00], que perdeu um minuto e meio numa etapa devido a furo no momento errado, voltou a deixar indicações de estar forte na montanha, no entanto está já a quase dois minutos do primeiro lugar, e mesmo que venha a estar entre os melhores este handicap negativo pode ser difícil de rectificar, mesmo tendo um contra-relógio onde deverá ganhar tempo à maioria dos seus concorrentes.

Alejandro Valverde [20.00] está a somente um segundo do líder Simon Yates, no entanto tem ganho muito tempo em chegadas para 'puncheurs' ao longo da última semana, acabando por dar sinais de fraqueza na chegada em alto deste Domingo. Deste modo, acho difícil que ele possa intrometer-se na discussão pela vitória, devendo acabar por ser um excelente auxílio para Quintana...

Outros ciclistas com créditos firmados como Thibaut Pinot [46.00], Fabio Aru [34.00] ou Steven Kruijswijk [27.00] poderiam ter uma palavra a dizer se estivessem no seu topo de forma ou se esta Vuelta tivesse outro tipo de perfil. Tratam-se de ciclistas mais fortes quando as montanhas são longas e regulares, e não curtas e explosivas como a maioria das chegadas em alto desta Volta a Espanha...

Uma Camisola Verde à mão de semear


O perfil desta Volta a Espanha torna difícil entender quem poderá vencer a Camisola dos Pontos no final da prova. Com várias chegadas em alto por percorrer e outras ao sprint são vários os ciclistas com aspirações. Alejandro Valverde [1.58] tem 'dinamitado' as chegadas explosivas que não sejam suficientemente exigentes, Peter Sagan [3.20] fica no meio termo com chegadas honrosas tanto em chegadas ao sprint como em inclinação, e Elia Viviani [2.64] domina claramente nos sprints puros...

O espanhol é claramente favorito nesta fase com uma grande vantagem sobre Elia Viviani, enquanto Peter Sagan não está muito longe. Parece-me que esta luta será mais interessante do que os mercados vão sugerindo nesta altura e, por essa razão estou algo tentado em confiar em Sagan para adjudicar mais uma Camisola Verde...

Luis Angel Mate não quer concorrência na Montanha


No que compete à montanha, Luis Angel Mate da Cofidis tem dominado e parece ser o único ciclista que até este momento demonstrou claramente querer vencer esta competição particular. Assim sendo, é natural que ele lidere com larga margem e esteja avaliado a somente [1.50] para vencer esta Camisola.

Ainda assim, parece-me claro que existem vários ciclistas que poderiam 'roubar-lhe' a camisola se apostassem forte nesse objectivo. Bauke Mollema [6.90], Rafal Majka [8.00] ou Pierre Rolland [6.80] são nomes a considerar...


APOSTAS RECOMENDADAS:
Miguel Angel Lopez para vencer a Vuelta 2018 @ [3.80]
Peter Sagan para vencer a Classificação dos Pontos @ [3.20]

"Se gostou de nosso artigo, compartilhe em suas redes sociais"

Ver mercado