Apostas Tour de France - Etapa 2: Demare e Sagan com mais valor que Gaviria

Azarado na Etapa 1, Arnaud Demare tem um final ao seu jeito este Domingo...
Ver mercado

Fernando Gaviria pode ter ganho ascendente após o triunfo na 1ª etapa, escreve Jack Houghton, mas isso não significa que justifique cotações tão baixas...

"Os ciclistas estarão constantemente em sobressalto, com o calor de 32º a secar o pelotão à séria..."

Que tipo de etapa nos espera?


Uma etapa para roladores que se estende durante 182.5kms pelos terrenos agrícolas de Vendee. Tal como na Etapa 1, a corrida até La Roche-Sur-Yon terminará quase garantidamente em pelotão compacto, mas também terá as suas complexidades, talvez até mais que a anterior. Apesar de termos poucas subidas de registo - Cote de Pouzagues é a única subida categorizada - os ciclistas estarão constantemente em sobressalto, com o calor de 32º a secar o pelotão à séria.

A corrida será complicada pelo percurso ligeiramente ascendente nos últimos 4kms, pelo estreitamento de estrada, e uma curva apertada à direita no último quilómetro. Após essa viragem, a estrada inclina 2% até ao final, significando que qualquer sprinter que lance demasiado cedo o seu sprint poderá ficar sem gás antes da meta.

Quem são os favoritos?


Após a sua contundente vitória na Etapa 1, Fernando Gaviria [2.66] é justo favorito para vencer a segunda etapa em duas, especialmente tendo em conta que a ligeira subida final não deve jogar contra si em demasia face a Peter Sagan [9.00]. Mas esta etapa é um pouco mais técnica, e embora o colombiano tenha sido o primeiro a mostrar credenciais, não estou certo de que mereça cotações tão curtas desde já.

Quem pode surpreender?


Marcel Kittel [5.10] conseguiu terminar bem colocado na Etapa 1, mas tendo em conta que estava no local ideal no lançamento do sprint, foi notório que as suas pernas ainda não estão ao nível de Gaviria e Sagan. Ele pode acabar por encontrar a sua forma durante este Tour, mas talvez só após uma semana ou assim de competição para sprinters, mesmo antes do início da montanha, correndo o risco de deixar o Tour de mãos a abanar. Ele torna-se assim num nome a evitar na Etapa 2.

Num dia diferente e com mais sorte, Arnaud Demare [9.60] e Mark Cavendish [21.00] não devem ser descartados da luta; e dois ciclistas que potencialmente gostarão do final matreiro e em ligeiro ascendente são Michael Matthews [65.00] e John Degenkolb [65.00], que terminaram em 7º e 8º respectivamente no primeiro dia.

Uma aposta dividida entre Demare e Sagan é a minha recomendação.

Que efeito terá a etapa nos mercados de longo prazo?


Podemos esperar que a iniciativa do novo sprint por bónus de segundos na Classificação Geral a poucos quilómetros do fim possa ser novamente uma desilusão reclamada pela fuga, mas isso não significa que os finais de etapa sejam menos acidentados para os candidatos à vitória do que foi na Etapa 1. Tendo em conta que foi feito tanto dano entre alguns sérios candidatos, a corrida será novamente um 'ai jesus' quando os ciclistas se aproximarem de La-Roche-Sur-Yon com todas aquelas curvas e estreitamentos de estrada.

Para além disso, veremos se Kevin Ledanois tentará defender a sua Camisola da Montanha, e se Gaviria está realmente a postos para o assalto à Camisola Verde, ou se os seus objectivos se irão focar mais na vitória de etapas.

*Cotações correctas à altura da elaboração do artigo


APOSTAS RECOMENDADAS:
Arnaud Demare @ [9.60]
Peter Sagan @ [9.00]

Ver mercado