Apostas Tour de France - Etapa 4: Colbrelli e Sagan com valor

Sagan e Colbrelli disputaram a vitória na Etapa 2 e podem voltar a brilhar esta terça-feira...
Ver mercado

Todas as etapas até este momento foram mais complexas do que esperado, escreve Jack Houghton, que pensa que os puros sprinters poderão voltar a sofrer...

"Qualquer tipo de inclinação final favorece Sagan em relação a qualquer elemento do pelotão. Gaviria poderá bate-lo no sprint final, mas às cotações actuais, a experiência de Sagan torna-o na aposta de valor."

Que tipo de etapa nos espera?


Uma recomendação bem sucedida na Etapa 3 faz dois em três até este momento, e dá-nos alguma margem para arriscar ao olhar para mais uma etapa interessante: uma daquelas que tem sido descrita como dia para sprinters, mas que parece longe de ser assim tão clara.

A fase final, pelo menos, não tem curvas perigosas, oferecendo uma larga e visível recta da meta. Portanto, se os ciclistas evitarem os perigos da estrada, não deveremos ter acidentes devido a nervos como vimos nas primeiras etapas.

Mas tal como nessas etapas iniciais, o final não é plano - o último quilómetro terá uma série de falsos planos, com o percurso a ganhar calmamente alguma inclinação. Não é suficientemente pronunciado para afastar os spriners, mas tal como Arnaud Demare descobriu a seu próprio custo na Etapa 2, quem for para a frente demasiado cedo poderá acabar ultrapassado. Tomem nota apostadores ao-vivo.

Quem são os favoritos?


A sensação colombiana, Fernando Gaviria, tem dado sinais de ser o melhor sprinter em prova até ao momento, mas a cerca de [2.62], a sua cotação parece novamente muito curta e, tal como na Etapa 2, eu vou recomendar que olhemos para outro lado. Ele foi apanhado demasiado atrás nesse final e sem dúvida que terá aprendido a lição, mas também demonstrou que ainda não é o tipo de ciclista em quem possamos confiar cegamente a cotações baixas.

Uma aposta mais segura é Peter Sagan a cerca de [6.00]. Pode estar a começar a parecer que eu gosto de recomenda-lo a cada etapa, mas tal como previsto, tem existido alguma falta de forma entre os sprinters de topo ultimamente, o que significa que Sagan conseguiu vencer onde noutras alturas não iria além de um lugar aceitável. Para além disso, qualquer tipo de inclinação final joga a seu favor em relação a qualquer elemento do pelotão. Gaviria poderá bate-lo no sprint final, mas às cotações actuais, a experiência de Sagan torna-o na aposta de valor.

Quem pode surpreender?


Arnaud Demare [8.00] deu uma boa resposta na Etapa 2 e espera escolher a melhor táctica aqui. Se ele o conseguir, então é capaz de poder superar Sagan e Gaviria. E Demare é certamente uma opção mais atractiva do que Kittel [6.00], Greipel [24.00] e Groenewegen [7.00]: todos eles decepcionantes até ao momento.

Mark Cavendish tem tido pouca sorte nos primeiros dias, e eu não o excluiria a cerca de [19.00], mas continua incerto que tipo de forma ele trará à corrida. Portanto, um candidato com melhor preço talvez seja Sonny Colbrelli [25.00]. Ele levou a melhor sobre Gaviria e Sagan na Etapa 3 da Volta à Suíça e esteve muito perto de vencer na Etapa 2 no Domingo. A cotações exageradas, ele pode causar uma surpresa.

Que efeito terá a etapa nos mercados a longo prazo?


Um dia para sobreviver ileso para os candidatos à Classificação Geral, que procuram despender o mínimo de energia possível, sabendo que têm uma espécie de clássica agendada para os próximos dias, que culminará no empedrado na Etapa 9.

Para além disso, valerá a pena atentar ao sprint intermédio em Derval para compreender as intenções de Gaviria em relação à Camisola Verde, mas provavelmente teremos muito pouco assunto no que respeita à Camisola da Montanha, que só deverá começar realmente a sério na Etapa 5, quando tivermos cinco subidas categorizadas a oferecerem pontos.


APOSTAS RECOMENDADAS
Peter Sagan @ [6.00]
Sonny Colbrelli @ [25.00]

Redação,