Cinco mercados de apostas em Política a seguir em 2018

Ver mercado

No final de mais um ano político inesquecível, Paul Krishnamurty deita um olho aos mercados mais interessantes de seguir em 2018...

"Mesmo que o governo esteja a desmoronar, ou May seja substituida, isso não significa que tenhamos eleições...não têm qualquer tipo de incentivo para oferecerem a Jeremy Corbyn a oportunidade de se tornar Primeiro-Ministro antes do legalmente necessário. Neste momento do ciclo eleitoral, eu estou a apostar em 2022 a [3.25]."

A data da próxima Eleição Geral no Reino Unido

Clique aqui para as odds mais recentes

Apesar das apostas na política se estarem a tornar num fenómeno global, nada se compara com uma eleição no país que revolucionou este assunto. Em cada um dos últimos quatro anos tivemos uma grande eleição britânica e a mais recente Eleição Geral envolveu um mais vasto leque de mercados do que nunca. Não há nenhuma grande eleição agendada para 2018 mas, tendo em conta a febril condição atual da política no Reino Unido, isso pode mudar a qualquer momento. Afinal contas, também não havia nada agendado para 2017 e foi o que se viu...

Desde que Theresa May se safou à rasca em Junho, fragilizada e dependente do DUP, a especulação tem sido muita sobre quanto tempo irá durar o seu governo. Em vários setores, analistas previram que ela teria escassas semanas de funções. O governo já perdeu uma peça chave para o voto no Brexit no parlamento, juntamente com outros nos ministérios. A história sugere que tal fragilidade é insustentável no longo prazo, o que explica porque razão 2022 - a data oficial para novas eleições - está a negociar acima de 2018 ou 2019.

Eu não estou convencido. Mesmo que o governo esteja a desmoronar, ou May seja substituida, isso não significa que tenhamos eleições. Será uma enorme distração em relação ás atuais negociações do Brexit e o Partido Trabalhista pode apenas forçar eleições se convencer os não-conservadores para um voto de desconfiança - uma missão extremamente complicada.

Com os Tories a perder votos nas sondagens e a temerem perder novamente como da última vez, não têm qualquer tipo de incentivo para oferecerem a Jeremy Corbyn a oportunidade de se tornar Primeiro-Ministro antes do legalmente necessário. Neste momento do ciclo eleitoral, eu estou a apostar em 2022 a [3.25].


Próximo líder do Partido Conservador

Clique aqui para as odds mais recentes

Ao invés, espera-se que a especulação dos media se centre num mercado famoso por popularizar as apostas políticas. A Primeiro Ministro terminou o ano num lugar melhor do que durante vários meses, mas há imensas armadilhas à sua frente e poucos esperam que ela possa liderar os Tories numa nova eleição. O posicionamento para a sua sucessão já está em vigor.

Nunca tivemos uma mais aberta ou menos previsível corrida à liderança do Tory. Apenas um candidato está a negociar em um dígito, Jacob Rees-Mogg a [7.20] e como favorito, ele que já declarou repetidamente não ter qualquer interesse no cargo. Ele é altamente popular entre os seus pares, mas menos entre os MPs que irão determinar os dois melhores colocados num futuro confronto. O mesmo tipo de comentários se adequam ao anteriormente favorito Boris Johnson.

Temos pelo menos uma dúzia de pessoas nesta corrida. Eu tenho de reiterar as minhas duas últimas seleções neste mercado - Dominic Raab e James Cleverley. Ambos derivam da 'nova geração' de MPs, e espera-se que vão ganhando importância com o progresso do parlamento, e além disso têm potencial de trading com odds acima de [30.00]. A peça chave é a líder escocesa Ruth Davidson - uma figura potencialmente transformativa sobre a qual as odds de [14.00] refletem o facto de ela ainda não ser MP de Westminster. O seu futuro será a base para muita especulação.


Eleições Gerais em Itália

Clique aqui para as odds mais recentes

Com o eurocepticismo em crescimento nos estados da União Europeia como fator crucial, a eleição italian de 20 de Maio terá óbvias implicações internacionais. E também promete ser uma renhida luta nas apostas. Um partido que combate o sistema tem clara liderança nas sondagens e não existe um claro favorito a Primeiro Ministro, com quatro candidatos diferentes entre [2.68] e [5.00].

O Movimento Cinco Estrelas conseguiu rapidamente tornar-se no partido mais popular em Itália mas uma nova lei que permite aos partidos lutar coligados parece ter sido desenhado para os combater. O seu bem parecido líder Luigi Di Maio foi ultimamente negociado a [3.50], colocado na segunda posição atrás de Antonio Tajani da Forza Italia - que deverá liderar uma coligação de direita cujas sondagens combinadas podem valer cerca de 33%. Outro líder dessa potencial coligação - Matteo Salvini da Lega Nord - também é popular e está a [3.60].

O grande derrotado da nova lei é o atual Primeiro-Ministro Matteo Renzi, que é agora o novo outsider dos quatro apesar do partido Democrata ser claramente segundo nas sondagens. Ainda assim teremos ainda um longo caminho a percorrer, com numerosos factores imprevisíveis e sondagens renhidas. Eu não excluiria qualquer deles, pelo menos para já.


Irá Donald Trump completar o seu primeiro Mandato?

Clique aqui para as odds mais recentes

Um único, e incrivelmente divisionário mas ainda assim impossível de ignorar carácter continua em grande destaque no mundo da política, e deverá continuar a conduzir os mercados das apostas que ele tem repetidamente contrariado. Donald Trump divide as opiniões dos apostadores da mesma forma que o faz na política. A cada revelação da investigação russa, uma 'carrada' de dinheiro é movida a favor de uma saída precoce apenas para esse valor ser rapidamente correspondido no outro lado. Deste modo, o mercado para a Data de Saída tem-se mantido nos 50/50 durante todo o ano.

Trump encerra o seu primeiro ano em altas após uma reforma fiscal que lhe dá o primeiro real significativo sucesso e as críticas Republicanas parecem ter sido vencidas ou silenciadas. No entanto, no outro lado da moeda, os seus níveis de aprovação estão historicamente em baixo, e a sua reforma fiscal é muito impopular assim como a investigcação de Mueller que não parece ter fim. Esperam-se novas indicações e mais notícias devem surgir, assegurando que essa história manterá relevância ao longo de todo o mandato. Se pensares que em breve tal se tornará insustentável, então Trump para deixar o seu escritório em 2018 esta disponível para aposta a [4.00].


Eleição do Congresso dos Estados Unidos

Clique aqui para as odds mais recentes

Em Novembro, os 'midterms' irão dar-nos um mais razoável veredito em relação à presidência de Trump. Todos os 435 assentos da Casa dos Representantes, mais 30 do senado, estarão em jogo. Apesar de ambos serem atualmente controlados pelos Republicanos, os sinais mais recentes não são bons para o partido do governo.

Várias sondagens genéricas provam que os Democratas estão com uma liderança de dois digitos. Num país tão dividido, que vota sempre perto dos 50/50 nas eleições presidenciais, este é um sinal significativo. Juntamente com um conjuntos de bons resultados em eleições especiais, eles estão a caminho de vencer os 25 assentos necessários para atingirem a maioria na Casa dos Representantes, para a qual foram pelo última vez avaliados a [1.59]. Eu coloquei-me do seu lado a [1.88] há alguma semanas e não estou a planear fazer qualquer manobra de trading.

O Senado é um alvo bem mais complicado, tendo em conta a natureza dos assentos disponíveis para reeleição, como já foi explicado nesta análise. Os Democratas estão a [5.00] para conseguir a maioria que lhes permitiria comprometer a agenda de Trump e instigar investigações mais aprofundadas que poderiam aumentar as suas dificuldades na segunda metade da sua presidência. Não esperes que algo relacionado com a política norte-americana se suavize nos próximos tempos.


Pode seguir o Paul no Twitter e verificar o seu website, Political Gambler

Redação,