Apostas Goleador da Premier League: Harry Kane pode reclamar trono dos marcadores

Harry Kane aponta ao terceiro título da Bota de Ouro na Premier League
Ver mercado

Jack Lang olha aos homens da frente que podem guiar as suas equipas à glória - e sobrevivência - esta época e escolhe quatro do topo e fundo do mercado...

"Ainda temos de ver se o Tottenham se adapta rapidamente à vida no novo White Hart Lane. Mas Kane é o mais perto que o futebol inglês tem duma aposta garantida e vai ser difícil batê-lo."

Quem tiver uma memória vagamente boa deve lembrar-se duma altura - há uma década, mais ou menos - em que 20 golos marcados davam uma boa hipótese de ganhar a Bola de Ouro da Premier League. Didier Drogba, Carlos Tévez e Dimitar Berbatov conseguiram todos sair por cima com esse total modesto, enquanto Anelka nem sequer o atingiu e ganhou o prémio com 19 golos em 2008/09.

Mas agora vivemos tempos inflacionados. Desde a temporada Tévez/Berbatov, talvez inspirados pelos disparates de Já Sabem Quem e pela corrida aos golos na La Liga, os avançados da Premier League subiram a parada: os últimos sete vencedores marcaram 30, 26, 31, 26, 25, 29 e 32 golos sequencialmente. O total de Mo Salah na última temporada foi o mais alto desde 1994/95.

A lição é que agora a corrida à Bota de Ouro é para sobre-dotados. É preciso ser implacável para conseguir marcar 25 golos numa temporada, mas também é preciso uma linha de apoio fiável atrás, razão pela qual todos os favoritos - o Top 11, na realidade - jogam nos seis grandes.

Não quer dizer que não possa haver um vencedor fora deste grupo, mas seria um feito extraordinário para qualquer jogador mais abaixo na divisão conseguir armar-se em Kevin Phillips e entrar na lista de melhor marcador.

Os três amigos


Mo Salah passou a temporada passada na Premier League a cortar pelas defesas adversárias adentro como uma catana na manteiga, pelo que não é nenhuma surpresa que esteja a [7.00] para repetir o feito este ano. O egípcio faz parte duma linha ofensiva explosiva e equilibrada que lhe cria espaços, não lhe vão faltar oportunidades - e com reforços no meio campo, esta temporada pode ter ainda mais liberdade.

As equipas adversárias devem ter aberto os olhos para a ameaça Salah. Isto pode facilitar a vida a Sadio Mané e Roberto Firmino, e as coisas podem não ser tão simples para o jogador de 26 anos. Tendo em conta que o seu melhor total anterior numa temporada na liga foi de 15 golos (2016/17 com a Roma), a forma de Salah na marcação de golos pode voltar à média.

Tendo isto em conta, não vão faltar apostadores em Harry Kane a [4.20]. O jogador dos Spurs falhou a temporada passada, mas pode consolar-se com o facto de ter melhorado o seu total na Premier League pela quarta temporada consecutiva (30, depois de ter conseguido 29, 25, 21 e 3 nas campanhas anteriores). Esta melhoria gradual é um mau sinal para os rivais.

Há várias razões para ter cuidado: o esforço no Mundial pode levar a um início de temporada lento (algo que ele já tem tendência para fazer) e ainda temos de ver se o Tottenham se adapta rapidamente à vida no novo White Hart Lane. Mas Kane é o mais perto que o futebol inglês tem duma aposta garantida e vai ser difícil batê-lo.

Sergio Aguero tem sido um dos rivais mais consistentes de Kane, marcou 20 golos em cada uma das últimas quatro campanhas. Poucos jogadores conseguem estar ao nível do argentino na marcação de golos instintivos na grande área - vejam o fantástico bis na Community Shield - mas o preço de [9.00] mostra bem a competição feroz para conseguir tempo de jogo no Manchester City. Aguero só jogou 1960 minutos na temporada passada, comparado com os 3,074 de Kane e os 2,905 de Salah.

Fora da caixa


Depois duns impressionantes seis meses no Arsenal, Pierre-Emerick Aubameyang também quer fazer parte da lista quando chegarem os prémios do fim da temporada. O jogador de 29 anos teve uma média de um golo a cada 105.6 minutos depois de chegar do Borussia Dortmund em Janeiro e agora está ainda em melhor posição para crescer, com uma pré-temporada completa jogada.

A forma na pré-temporada tem sido excelente, e sem futebol da Liga dos Campeões, pode aproveitar se os Gunners melhorarem sob o comando de Unai Emery. Alguns estão preocupados com a possibilidade dele operar a partir do flanco, mas não é obrigatório que isso prejudique o potencial de marcar dum jogador, como Salah provou na temporada passada. Aubameyang está a [7.40] para vencer a Bota de Ouro.

Já que falamos do Arsenal, também tenho de falar de Alexandre Lacazette como uma hipótese intrigante a [28.00]. O francês teve um início de carreira mediano no Emirates (14 golos), o que lhe custou o lugar na selecção francesa, mas já deve estar mais ambientado e tem estado bem nos últimos amigáveis. Se conseguir ganhar a posição central - Aubameyang também deve querer o lugar - pode ser uma boa escolha.

Podemos dizer o mesmo de Roberto Firmino e Sadio Mané, disponíveis a [29.00] e [50.00] respectivamente. Têm ambos jogado à sombra de Salah, mas são mais que capazes em frente à baliza, se o Liverpool aproveitar os resultados da temporada passada.

Nomes importantes desviados


Ninguém duvida da capacidade de Romelu Lukaku em frente à baliza, mas a ambição de ganhar a Bota de Ouro outra vez pode ser prejudicada pelo seu treinador. José Mourinho abusou em 2017/18 e o avançado belga foi uma das principais baixas: marcou 16 golos na liga, mas passou a maior parte do tempo com as costas para a baliza, à espera de serviço.

[11.50] não é tentador, especialmente com a campanha do Mundial nas pernas e sem sinais de que Mourinho vá abrandar. O mesmo se aplica a Alexis Sánchez - a [44.00] - mesmo que beneficie de ter tido um Verão descansado.

Não são só os nomes importantes a sofrer por apoiantes. Gabriel Jesus está disponível a [22.00] mas teve um Mundial horrível pelo Brasil e vai ter de lutar pela titularidade no Etihad, enquanto Raheem Sterling tem de provar que o total de 18 golos na temporada passada não foi um acaso. O preço de [70.00] sugere que a maioria das pessoas acha que foi.

Jamie Vardy pode ser uma escolha ligeiramente mais interessante a [55.00] mas vai sentir a falta de Riyad Mahrez, enquanto a falta de evolução de Álvaro Morata no Chelsea se reflecte no preço de [40.00]. Olivier Giroud, a maravilha sem golos da selecção francesa, é uma aposta ainda mais irreal a [120.00].

Terra dos Long-Shots


Há duas apostas com probabilidades altas que são vagamente interessantes. A primeira - bebe o teu café antes de acabar esta frase - é Christian Benteke, disponível a [151.00] no Sportsbook. Sim, fez uma péssima campanha no ano passado, mas tem havido sinais na pré-temporada de que está a voltar à sua forma normal. A temporada com 19 golos no Aston Villa provou que consegue jogar a este nível, com o estado de espírito certo.

A nossa outra aposta é Cenk Tosun do Everton, actualmente a [160.00]. Marcou uns modestos cinco golos em 14 jogos (12 titularidades) sob o comando de Sam Allardyce, mas só teve uma oportunidade a cada 52 minutos ou mais e desta vez estou à espera de muito melhor. Richarlison, Theo Walcott, Gylfi Sigurdsson e Seamus Coleman são todos capazes de o apoiar. O avançado turco é um verdadeiro caçador e quer voltar à forma com que marcou 20 golos na última temporada completa no Besiktas.


APOSTAS RECOMENDADAS:
3 pts em Harry Kane @ [4.20]
1pt em Alexandre Lacazette @ [28.00]
0.5pts em Christian Benteke @ [151.00]
0.5pts em Cenk Tosun @ [160.00]

Ver mercado