Apostas.Betfair

Apostas Mundial 2018: Estrelas do Brasil aperfeiçoando em Paris a equipa para o Mundial

Neymar e Dani Alves 'sambam' ao mesmo ritmo em Paris...
Ver mercado

Neymar tem o ambiente ideal à sua volta em Paris para se preparar para um grande Campeonato do Mundo com o Brasil, escreve Andy Brassell...

"Torna-se difícil imaginar uma situação em que Neymar chegue ao Mundial em melhor forma, sendo capaz de comandar uma equipa de um modo que certamente não conseguiria em Barcelona."

Foi a grande transferência falhada deste verão em França. Fabinho pensou que tinha atingido o seu expoente máximo com o Mónaco - tornando-se num médio de topo na Europa, vencendo a Ligue 1 e atingindo as semifinais da Liga dos Campeões - e que teria a benção do clube do Principado para poder seguir a sua vida noutras paragens.

O que ele não terá antecipado é que a disponibilidade para o negociar com outro clube não se estendia ao seu rival doméstico Paris Saint-Germain, especialmente com Kylian Mbappé fazendo o mesmo percurso. Mesmo para um super-profissional como Fabinho, foi difícil de digerir. Ele sabia o que significava não se deslocar para o Parque dos Príncipes nesta época, e não se tratava apenas de ter nova oportunidade na Liga dos Campeões.

Neymar desfrutando no seu pedestal


Essencialmente, Fabinho pode ter dito adeus à sua hipótese de figurar na equipa do Brasil para o mundial do próximo verão. Com Neymar comandando as tropas, acompanhado por Dani Alves que se juntam a Thiago Silva e Marquinhos, a ideia é que o PSG será o local para estar se quiseres ter uma oportunidade de ir à seleção, trabalhando a intuição de grupo e a camaradagem.

Sim, terá que trabalhar para a grande estrela, obviamente. Neymar já leva 18 golos e 11 assistências na Ligue 1, e torna-se difícil imaginar uma situação em que ele chegue ao Mundial em melhor forma, sendo capaz de comandar uma equipa de um modo que certamente não conseguiria em Barcelona. Para o Brasil recuperar o troféu de campeão mundial após a humilhação enquanto anfitrião em 2014, eles precisam do seu nº10 ao melhor nível.

O actual momento de forma de Neymar é um forte responsável para o Brasil ser segundo favorito à vitória final no Mundial a [6.00] no Intercâmbio.

Dani Alves fundamental no balneário


O apoio de Alves tem sido absolutamente precioso neste processo. O veterano de 34 anos já viu, fez e venceu tudo o que havia para ganhar e tornou-se rapidamente figura de proa no balneário parisiense. Ele ajudou Neymar a marcar posição fora de campo e acalmou alguns egos feridos, especialmente na relação por vezes fracturante com Edinson Cavani, que beneficia de muito apoio por parte do grupo. Fazer uma mudança deste género em vésperas de Mundial é sempre arriscado, mas Alves certamente facilitou o caminho para o seu compatriota.

A maior parte dos seleccionadores nacionais prefere compor o seu plantel com boas partes de clubes, com os automatismos já criados, e presumivelmente o Brasil de Tite não será diferente. Mesmo aos 33 anos, Thiago Silva continua em grande forma no centro da defesa, e agora a sua há muito tempo aguardada parceria com Marquinhos está finalmente sintonizada. Tendo em conta os desafios do Brasil há quatro anos atrás, isto já é uma grande notícia, com Allison da Roma - em grande forma - na linha da frente para a baliza. Com o excelente jovem francês Presnel Kimpembe como complemento à dupla brasileira, o treinador do PSG Unai Emery não precisa de forçar uma separação dos dois brasileiros, e eles até podem ter o tempo necessário para descansarem em determinados momentos.

Motivação Partilhada


Acima de tudo, o quarteto brasileiro do PSG está lá para se relembrarem uns aos outros de onde querem estar a cada dia, e já assim funciona há seis meses, motivando-se mutuamente e mantendo o foco na tarefa em mãos. Se o Brasil tiver de ser bem sucedido na Rússia, a sua temporada de preparação em Paris terá certamente muito haver com isso. Entretanto, Fabinho estará mergulhado nos seus pensamentos do que poderia ter sido a sua temporada.

Ver mercado
Mais Futebol