Apostas Próximo Treinador do Arsenal: Jardim assentará como uma luva no Emirates

Leonardo Jardim é um dos nomes cogitados para suceder a Arsene Wenger.
Ver mercado

A procura do Arsenal por um novo treinador começou finalmente após Arsene Wenger anunciar a sua decisão de abandonar o clube no final da temporada. Alex Keble avalia os mais prováveis candidatos...

"Jardim assentaria como uma luva no Emirates, oferecendo experiência enquanto continuaria a ser capaz de olhar como um projecto a longo termo."

As primeiras apostas sugerem muitos treinadores com possibilidades de assumir a posição - e que o Arsenal ainda estará a decidir em que direcção seguir daqui em diante. Muitos adeptos desejam um jovem estratega para chegar e reconstruir o clube com uma visão de longo prazo, com Patrick Vieira e Mikel Arteta sendo opções populares para os românticos, no entanto também existe a tentação de apontar alguém com experiência e provas dadas para catapultar o clube rapidamente de regresso ao top-4.

Aqui está uma olhada a oito dos actuais favoritos para suceder a Wenger como técnico do Arsenal:


Patrick Vieira - [12.50]

Vieira acaba de entrar na sua terceira temporada como treinador do New York City FC, como parte da rede do Manchester City, e parecia por uns tempos que o ex-médio do Arsenal iria um dia substituir Pep Gaurdiola.

No entanto, os comentários de Wenger no dia de ontem onde avaliou que Vieira "tem potencial" para um dia treinar o Arsenal - parecem ter chegado no timingo certo. Vieira certamente que seria uma contratação popular junto dos adeptos, apesar de ter alguma falta de experiência e isso poder ser um problema para um Arsenal em busca de uma grande renovação.

Carlo Ancelotti - [7.60]

Talvez a maior razão para Ancelotti estar perto do topo da lista se deva ao seu desejo pessoal de regressar à Premier League, e especificamente a Londres. Um forte currículo torna o ex-técnico do Bayern num forte candidato, no entanto o jornal Mirror reportou em Março que o Arsenal procura um jovem sucessor para Wenger.

A reputação de Ancelotti é talvez maior do que deveria ser. Ele só venceu quatro títulos de liga como treinador, falhando esse objectivo na Juventus e Real Madrid, embora talvez o seu melhor feito desde os atarefados tempos no AC Milan tenha sido em Inglaterra, quando conquistou a dobradinha com o Chelsea.

Ancelotti é conhecido como um treinador pouco exigente nos treinos - o que é exactamente aquilo de que o Arsenal não precisa neste momento. A sua adaptabilidade (deixando mesmo os jogadores ditarem leis) é certamente a opção errada para um clube que precisa de uma nova identidade, e em busca de um treinador capaz de abanar os jogadores cujo estatuto está há muito estabelecido.

Leonardo Jardim - [19.50]

O treinador do AS Mónaco, que venceu a Liga Francesa na última temporada e atingiu as meias-finais da Liga dos Campeões deve, ao que tudo indica sair neste verão. Existe pouco de sobra para ele conquistar no clube, enquanto um forte registo recente - particularmente em fazer evoluir jovens jogadores num futebol atractivo - o tornam numa excelente opção para o Arsenal.

Jardim assentaria como uma luva no Emirates, oferecendo experiência enquanto continuaria a ser capaz de olhar como um projecto a longo termo. É uma espécie de mistura perfeita entre os dois estilos de treinador que os Gunners estão a avaliar, e vale a pena apostar em Jardim para assumir a posição.

Max Allegri - [12.00]

Allegri tem vindo a receber algumas lições de inglês com a ideia de assumir um lugar na Premier League, e de acordo com o The Sun ele preferia a missão de reconstruir o Arsenal do que uma rápida estadia em Stamford Bridge. No entanto, a sua marca futebolística e estilo de treino abrasivo assentam melhor no Chelsea, o que pode dissuadir os Gunners de atacarem o italiano.

Por outro lado, eles é claramente um vencedor, e honestamente o Arsenal poderia dar-se bem com alguém habituado a isso. Não restam dúvidas de que Allegri é a opção de maior calibre disponível - mas não é clara a forma como o clube se poderá reconstruir na sua habitual perspectiva de longo termo com ele ao comando.

Mikel Arteta - [28.00]

Outra escolha romântica seria Arteta, actual técnico adjunto de Pep Guardiola no Manchester City. Todos os sinais saídos do Etihad sugerem que o espanhol irá um dia ser um treinador de topo ao estilo de Guardiola, mas certamente a função no Arsenal chegaria muito cedo para ele.

Com tão pouca experiência como treinador, Arteta provavelmente não permanecerá nesta lista de opções. Se eles quiserem apostar no coração em vez da cabeça, então Vieira é muito melhor opção, pois já desempenhou funções de treinador principal. Vieira também fi parte do período glorioso de Wenger, ao passo que Arteta ficou mais associado a anos decadentes.

Rafa Benitez - [12.50]

O triunfo do Newcastle por 2-1 sobre o Arsenal no início do mês lançou rumores que Benitez poderia trocar os Magpies pelo Arsenal. Certamente que seria uma escolha surpreendente; Benitez é um táctico conservador que não corresponde à imagem do clube, e se eles estivessem em busca de alguém desse estilo, provavelmente o Arsenal optaria por Allegri.

Para além disso, Benitez pode nem sequer querer a função. Ele gastou mais de dois anos a trabalhar forte na reconstrução do Newcastle, e com os frutos prestes a colher no horizonte seria estranho que abandonasse agora o clube. O ex-Liverpool construiu uma forte ligação sentimental com os Magpies e a sua família está bem instalada no noroeste.

Joachim Low - [8.20]

O técnico da Alemanha pode dar um passo atrás após o Mundial e procurar um regresso ao treino de clubes, mas na verdade ele pode provavelmente arranjar melhor que o Arsenal. O Bayern de Munique está aparentemente interessado nos seus serviços, enquanto o Paris Saint-Germain também tem Low debaixo do radar.

A sua escolha representaria um grande risco para o Arsenal, que sabe precisar de actuar com grande cautela nesta fase crucial. Low não treina um clube desde 2006; imenso se alterou ao longo deste 12 anos.

Thomas Tuchel - [7.20]

O CEO do Bayern Karl-Heinz Rummenigge disse no final de Março que Tuchel tinha rejeitado o clube alemão pois já tinha acordado ir para outro lado, aumentando a especulação de que Tuchel iria em breve substituir Antonio Conte. O ex-Borussia Dortmund tem sido ligado ao Chelsea há já algum tempo - tornando uma mudança de última hora para o Arsenal pouco provável.

O Arsenal não parece ter ainda alinhavado um sucessor, o que afasta Tuchel por já ter desenvolvido contactos com o clube londrino no último mês. Seria uma surpresa se Tuchel - cujo futebol funcionaria muito bem no Emirates - rejeitasse uma proposta do Bayern para assinar com o Arsenal.


APOSTA RECOMENDADA:
Leonardo Jardim para Próximo Treinador do Arsenal @ [19.50]

Ver mercado