Apostas Vencedor Mundial 2018: Espanha forte hipótese para reinar na Rússia

A Espanha é uma das mais sérias candidatas a vencer o Campeonato do Mundo em 2018...
Ver mercado

As atenções estarão centradas em Moscovo a partir da próxima Quinta-Feira quando o Campeonato do Mundo finalmente se iniciar. Mark O'Haire analisa o mercado para Vencedor do Torneio antes do pontapé de saída...

"A rota de colisão com a Alemanha é um sério obstáculo a ultrapassar mas ao preços actuais, os ibéricos são a opção de maior valor a aproveitar."

Todos os olhos estarão postos em Moscovo a 15 de Julho quando o Campeonato do Mundo atingir o seu clímax. Embora todas as 32 nações tenham as suas aspirações este verão, apenas algumas têm realísticas possibilidades de reclamar o troféu.

Com os 20 anteriores torneios a produzirem apenas oito vencedores diferentes, o Campeonato do Mundo não está longe de ser uma loja fechada. A Final do Mundial de 2010 é a única final que não teve pelo menos um de Brasil, Alemanha, Argentina ou Itália, enquanto a média de preço de um campeão do mundo desde 1986 ronda os [7.00], sugerindo que e difícil olhar para além do top-4 do mercado. E será aí que iremos começar.


Os favoritos do mercado...

Brasil [5.60] com caminho sinuoso até à Final


O Brasil tem sido uma selecção popular com os apostadores ao longo dos últimos 18 meses e acabou por assumir o favoritismo no início do ano. É fácil entender porquê, com o seu treinador Tite a revitalizar e reconstruir a Seleção após dois anos desastrosos na ressaca da horrenda eliminação do Mundial de 2014.

Os Meninos do Samba passearam na qualificação sul-americana e aterram na Rússia em óptima forma. Fundamental parece ser a aparente recuperação total da sua estrela Neymar de uma lesão, podendo assim fazer parte de um trio da frente temível.

No entanto, a ausência de Dani Alves é uma preocupação. Um sensacional e veterano lateral ofensivo é peça-chave no balneário e dúvidas começam a surgir à superfície em relação à sua capacidade defensiva.

O Brasil é a única equipa não-europeia a obter sucesso neste continente nos últimos 10 torneios - isso remonta até 1958 - e a equipa actual tem um percurso potencialmente complicado até à Final, sugerindo que podem acabar por não conseguir justificar a sua posição no topo do mercado.

Alemanha [6.00] é muito séria candidata


O interesse dos apostadores na Alemanha arrefeceu em 2018 com os pupilos de Joachim Low sem vencerem os últimos cinco amigáveis antes da chegada à Rússia. No entanto, poucos estarão propriamente a pensar ir contra Die Mannschaft com o campeão em título a dispor de um registo fenomenal em torneios desta dimensão.

Os germânicos atingiram pelo menos as Meias-Finais em 13 das últimas 18 participações em Campeonatos do Mundo e discutiram o troféu na final da competição em metade das últimas doze edições. Os quatro vezes campeões são a verdadeira definição de uma equipa de torneios.

Como se costuma dizer na Alemanha, 'uma má Alemanha vai à Final do Mundial, uma boa vence a competição' e existem poucas falhas no plantel de 2018. Uma junção de juventude e muito talento que se mistura com experiência e conhecimento, ao passo que poucas equipas podem igualar o temperamento da Die Mannschaft, tornado-os como sérios candidatos a renovar o ceptro.

Espanha parece a mais valiosa a [7.40]


A Espanha procura encontrar a sua rota após dois fracos torneios e o preço da La Roja é realmente apelativo. Mas um grupo bastante difícil levou as tropas de Julen Lopetegui a subir o seu preço no mercado e um eventual confronto com a Alemanha na Meia-Final está previsto de acordo com as odds.

Sete dos seus prováveis titulares jogam no Barcelona ou Real Madrid e mais importante, o plantel tem agora opções e versatilidade nas áreas ofensivas. Lopetegui também recuperou o selo espanhol da troca de bola e passe curto e implementou um impiedoso e sufocante sistema de pressão sem bola.

La Roja está imbatível desde a eliminação nos Oitavos de Final frente à Itália no Euro 2016 e a energia, confiança e motivação foram recuperadas. A rota de colisão com a Alemanha é um sério obstáculo a ultrapassar mas ao preços actuais, os ibéricos são a opção de maior valor a aproveitar.

França [7.80] deverá ficar-se pelas Meias-Finais


A França tem claramente a sua melhor geração de talento desde o triunfo em 1998 em sua casa. Les Bleus estão recheados de potencial mas será que esta competição chega quatro anos adiantada para alguns? Possivelmente.

Onze dos convocados de Didier Deschamps têm menos de 12 internacionalizações e a equipa parece ter falta de liderança em zonas chave. A qualificação não foi impressionante e também há um argumento válido para sugerir que o seu comandante não está certo do melhor onze inicial tendo em conta o alargado leque de opções ao seu dispor.

Uma chegada à Meia-Final foi definida como objectivo e parece perfeitamente ao seu alcance. Mas perceber se a França conseguirá juntar o seu talento individual para formar uma união colectiva e equilibrada ainda está por descobrir.


Os melhores da segunda linha

Argentina [11.00] com falta de equilíbrio


É difícil entender o que esperar desta Argentina. La Albiceleste pode lutar pelo título, ou simplesmente sair logo na fase de grupos, tal é o tumulto em que a equipa nacional se envolveu ao longo dos últimos 18 meses.

Três treinadores - todos eles com diferentes filosofias - deixaram uma equipa de qualidade assinalável sem qualquer coesão. Existe uma excessiva dependência em Lionel Messi e o famoso pelo seu sistema de pressão Jorge Sampaoli pode precisar de inserir o seu instinto para oferecer a este grupo uma oportunidade de ir longe na prova.

Bélgica [12.50] irá entusiasmar mas há situações que preocupam


A Bélgica não conseguiu convencer há quatro anos apesar da sua invejável geração de ouro ter aparecido e sob o comando de Roberto Martinez, os Diabos Vermelhos tomaram uma diferente abordagem. Muito mais focados no aspecto ofensivo, os rapazes do Benelux esperam poder recorrer a Kevin De Bruyne e Eden Hazard sempre que possível.

Ainda assim, as duas estrelas mais cintilantes de uma equipa recheada de talento raramente produziram o seu melhor futebol com as cores belgas e existem sérias preocupações em relação à capacidade dos seus laterais, assim como da condição do capitão Vincent Kompany.

Inglaterra [19.00] pode ser quarto finalista


A Inglaterra olha para o futuro com um renovado conjunto de jogadores sem a bagagem de outros tempos e existe um optimismo crescente entre os mais patriotas. Um sorteio favorável oferece à equipa de Gareth Southgate uma bela oportunidade de seguir para a fase seguinte com os 'Three Lions' favoritos para chegar até aos Quartos de Final.

No entanto, os quartos de final devem ser o fim da linha inglesa com Brasil ou Alemanha como prováveis adversários à sua espera. O novo sistema de três centrais pode funcionar bem contra adversários de topo mas se os jogadores estão confortáveis nessa nova formação é algo que ainda está por verificar.

Portugal de tracção atrás [27.00] pode tornar-se vulnerável


O campeão europeu Portugal parece vulnerável na sua tentativa de sair com vida do Grupo B, esquecendo já a ideia de ir até ao título. A Selecção das Quinas venceu apenas um encontro nos 90 minutos a caminho do título há dois anos e muitas dessas estrelas que venceram o torneio estão agora em baixo de forma e em fracas condições físicas.

O futebol trabalhador e muito defensivo de Fernando Santos assenta bem às fases a eliminar, e com Cristiano Ronaldo em sintonia, eles não devem ser totalmente descartados. Mas é difícil ver uma repetição do sucesso na Rússia que os ibéricos mantiverem o seu estilo.

Urugua parece exagerado a [32.00]


Tal como o meu colega no Blog, Ben McAleer escreveu, é uma surpresa ver o Uruguai com preço tão elevado quase ao dobro da Inglaterra. Os sul-americanos têm jogadores de classe mundial em ambas as áreas e foram bafejados com um sorteio favorável para chegarem à fase seguinte.

As tropas de Oscar Tabarez terão uma rota infernal até à Final mas poucos podem igualar a agressividade e mentalidade a cada jogo por parte de La Celeste e ninguém estará ansioso por defrontar os bi-campeões mundiais este verão.


Outsiders com potencial para trading...

Senegal [260.00] pode ir longe


Sem um favorito de topo no seu grupo, o imprevisível Senegal pode causar sensação. Os africanos evoluíram bastante sob o comando de Aliou Cisse, que brilhou em 2002 e têm os talentos de Sadio Mane para compor uma excitante linha avançada.

O meio-campo deverá estar recheado de músculo mas com pouca criatividade, no entanto os Leões estão fortemente alicerçados no defesa do Nápoles, Kalidou Koulibaly e numa competente linha defensiva. Se Cisse conseguir unir a equipa, o Senegal pode causar surpresa e não receará um confronto com Inglaterra ou Bélgica nos Oitavos de Final.


APOSTAS RECOMENDADAS:
Espanha para vencer o Campeonato do Mundo 2018 @ [7.40]
Senegal para vencer o Campeonato do Mundo 2018 @ [260.00] antes do Cash Out

Ver mercado