As Viradas mais Inesquecíveis na História da Liga dos Campeões

Abrir Conta
Ver mercado

Para marcar o retorno da Liga dos Campeões, analisámos os livros de história do Betfair Exchange para encontrar as maiores viradas na competição. Assista a nosso vídeo acima e leia as histórias...

"Jerzy Dudek fez duas paradas e Serginho atirou uma por cima da trave. Somente John Arne Riise falhou pelo Liverpool e assim eles completaram uma virada memorável, que teve seu máximo em [100.00] para erguer a taça."

Heróis improváveis no Dortmund de Klopp

Dortmund v Malaga
Semi-final - Partida de Volta 2013

Estás perdendo de 2-1 em casa para o Málaga e entrando nos acréscimos necessitando de dois gols para classificar após empate de 0-0 no jogo de ida. Qual seria o preço para obterem dois gols e selarem sua presença na final?

Se estivesses apostando ao-vivo no Exchange da Betfair, então andaria em torno de [660.00]. Com gols da lenda do Betis Joaquin (então no Málaga) e do português Eliseu ensanduichando um gol do atual artilheiro da Champions League Robert Lewandowski, agora no Bayern, as coisas estavam difíceis.

O Dortmund, na altura comandado por um tal de Jurgen Klopp, parecia estar se despedindo de uma impressionante campanha onde haviam jogado aquele tipo de futebol rápido e atacante que temos visto no Liverpool nos últimos dois ou três anos.

Mas Marco Reus tinha outras ideias, aproveitando uma bola perdida que afortunadamente caiu nos seus pés para oferecer ao Dortmund uma esperança renovada. E se o primeiro foi algo afortunado, então o segundo foi de uma variedade bem distinta.

Um juiz de linha da era pre-VAR não conseguiu ver o adiantamento de vários jogadores do Dortmund que estariam impedidos na construção da jogada da virada, que acabaria convertido por Felipe Santana. Também ele parecia impedido quando finalmente atirou a contar bem perto do gol do Málaga. De quebrar o coração dos espanhóis, delírio para o Dortmund, festa para aqueles que apostaram nos alemães com cotações verdadeiramente seculares.

Milagre de um Barça inspirado por Neymar

Barcelona v PSG
Oitavas de Final - Partida de Volta 2017

O PSG tinha se colocado bem adiante rumo à classificação para as quartas de final após uma memorável vitória caseira de 4-0 na partida de ida, porém descontar as chances de um time com jogadores como Andres Iniesta, Lionel Messi, Neymar e Luis Suarez é sempre arriscado.

Suarez marcou a abrir, Layvin Kurzawa marcou um gol contra e Messi adicionou mais um de penâlti após Neymar ser derrubado. Edinson Cavani, que marcou na partida de ida, conseguiu um crucial gol fora e com menos de trinta minutos por jogar, parecia que o Barça necessitaria de fazer mais três gols.

Então, todo o crédito para o 'ama-me ou odeia-me' Neymar por ter seguido acreditando quando o Barça estava negociando a [350.00] na Betfair para classificar, quando estávamos próximo do minuto 90.

Ele marcou de falta no 88º minuto, roubou a bola ao Messi para bater ele mesmo o penâlti ao 91º minuto e ainda encontrou energia para tirar o cruzamento para perto do gol aos 95 minutos, que Sergi Roberto transformaria em gol através de um cabeceio certeiro.

No final, acabou sendo Messi a receber grande parte dos aplausos, e muitos sentiram que terá sido a falta de agradecimento que levou o Neymar a sair para o PSG (de todas as partes) nesse verão. Voltando ao gramado nessa noite, poucos minutos após seu final, o encontro foi rotulado de 'La Remontada/O Retorno'. Outra coisa não seria de esperar.

Roma renasce de suas ruínas

AS Roma v Barcelona
Quartas de Final Partida de Volta 2018

Remontadas memoráveis nem sempre vão em favor do Barça. Nessa ocasião, foram eles quem chegou na partida de volta com uma grande liderança, 4-1, e acabaram sendo eles quem saiu do gramado imaginando o que lhes teria acontecido no final da eliminatória.

Edin Dzeko marcou o primeiro e acabou colaborando para o segundo, quando ele foi derrubado dentro da área por Gerard Pique. Daniele de Rossi, que não marcava um gol na Champions League há três anos, não facilitou e converteu em gol.

Assim, o Barça se via sob grande pressão. Mas poucos terão acreditado que eles realmente iriam acabar concedendo um terceiro gol perto do fim. Mas foi isso que ocorreu.

Um belo escanteio teve o destino da cabeça do zagueiro Kostas Manolas que converteu em gol, causando uma correria do staff técnico para dentro de campo, o choro dos torcedores nas bancadas e a conta de Twitter da Roma a entrar em quebra psicológica.

"Ninguém acreditou em nós antes do jogo - eles nos davam 5% de chances de vencer", afirmou um emocionado Dzeko após o embate.

Ele pode ter estado certo de que poucos acreditaram nele, porém as suas contas não estavam certas; a Roma podia ser apostada a [200.00] na Betfair para Classificar, bem mais do que os 20/1 que ele fez referência.

Gerrard traz o troféu para casa

Liverpool v AC Milan
Final Champions League 2005

Essa é provavelmente a mais famosa virada de sempre na Liga dos Campeões, embora não tenha sido a que causou a maior destruição no Exchange em termos de números.

Vamos recapitular a história. O Milan saiu na frente de 3-0 no primeiro tempo por cortesia de Paolo Maldini e um bis de Hernan Crespo. Harry Kewell, que foi surpresa na escalação inicial do Liverpool, foi forçado a abandonar o gramado apenas aos 23 minutos dando lugar a Vladimir Smicer.

Steven Gerrard apontou um raro gol de cabeça aos 54 minutos para manter os espetadores neutros interessados e Smicer marcou o segundo de fora da área. Gerrard estava novamente ameaçando o Milan e acabou derrubado dentro da área. A classe de Xabi Alonso fez o resto, embora o goleiro ainda tenha defendido à primeira antes do espanhol ser o mais rápido a reagir para rebocar a bola para dentro e confirmar o improvável 3-3.

Tivemos muitas chances em ambos os gols até ao final do tempo regular e prorrogação, porém não teve mais gols e fomos para os penâltis.

Jerzy Dudek fez duas paradas e Serginho atirou uma por cima da trave. Somente John Arne Riise falhou pelo Liverpool e assim eles completaram uma virada memorável, que teve seu máximo em [100.00] para erguer a taça.

O AC Milan acarbia vingando essa derrota dois anos mais tarde, batendo o Liverpool de 2-1 na Final da Champions League de 2007, porém isso não compensou esse enorme desgosto.

Hat-trick de Moura em noite inesquecível dos Spurs

Ajax v Tottenham
Semi-Final Partida de Volta 2019

O jovem time do Ajax teve uma performance realmente memorável para chegar até às semifinais, surpreendendo Cristiano Ronaldo e a Juventus na ronda anterior.
Depois, se colocaram na frente por um lugar na final após gols de Matthijs de Ligt e Hakim Ziyech lhe darem conforto de 3-0 na eliminatória, juntando ao 1-0 conseguido em Londres.

Foi apenas após concederem o segundo gol que passaram a negociar a [44.00].

Qualquer jogador olhará para trás em busca de uma partida em sua carreira onde tudo correu na perfeição, onde tudo esteve em seu lugar quando necessário. 'Aquele jogo em que nem sequer apoiei mal o pé.'

Se tu fosses Lucas Moura, então teu jogo foi este. Jogando no lugar do machucado Harry Kane, ele marcou dois gols no segundo tempo em apenas cinco minutos e num final emocionante onde ambos os times tiveram boas chances para marcar, ele marcou no sexto minuto de prorrogação, com uma bela finalização para guiar os Spues até à Final contra todas as probabilidades.

A final acabou sendo uma deceção, com o Liverpool marcando cedo no calor de Madrid e adicionando um segundo gol mais tarde, porém os Spurs nunca irão esquecer aquela noite em Amesterdão.

PARA VENCER A CHAMPIONS LEAGUE 2019/20
- Manchester City [4.40]
- Bayern Munich [4.80]
- Paris St-G [6.60]
- Atletico Madrid [9.60]
- Barcelona [12.00]
- Atalanta [13.00]

Redaçao Brasil,