Dicas do Rivaldo: Sem jogadores não haverá partidas da La Liga nos Estados Unidos

Girona e Barcelona podem se confrontar nos Estados Unidos...
Ver mercado

O Embaixador da Betfair, Rivaldo, dá sua opinião sobre a possibilidade de termos um derby catalão nos Estados Unidos em Janeiro, e sugere que problemas podem acontecer...

"Eu acho que é preciso respeitar a opinião dos jogadores, e se eles tomarem uma posição firme talvez essa inovação acabe não acontecendo, e todos os jogos sigam sendo jogados em Espanha, como deve ser."

Girona vs Barcelona nos EUA pode ampliar polêmica


Eu acredito que a polêmica com alguns jogos da Liga Espanhola virem a ser disputados nos Estados Unidos da América já existe, porém, uma partida entre times catalães para promover o futebol espanhol poderá ampliar essa polêmica.

Na minha opinião, essa decisão de jogar nos Estados Unidos é incorreta e prejudica jogador e torcedor espanhol pois seus ídolos vão jogar para muito longe, onde dificilmente poderão assistir às partidas no campo.

Agora, sendo um Girona vs Barcelona, um derby catalão, isso irá causar muita polêmica pois essas questões Catalunha-Espanha devem procurar ser resolvidas entre eles, dentro do país, e não sair para o estrangeiro evidenciando essas situações internas. Esse jogo não irá ajudar, e até pelo contrário, pode complicar essa situação política no país.

Vai obrigar os jogadores contra a sua vontade?


Eu acredito que todos os jogadores estão contra esse evento na América, e as decisões devem sempre passar pelos jogadores, não por um ou dois elementos que não jogam futebol, por isso os jogadores precisam se unir e tomar uma decisão se vão jogar, ou não.

Quando todo o mundo está falando o mesmo idioma, fica mais fácil encontrar entendimento não deixando um/dois tomar a decisão.
Assim, eu penso que caso os jogadores cheguem a entendimento, e sua conclusão seja não jogar, não tem como haver jogo, porém muitas vezes há jogadores que têm algum medo de tomar essa responsabilidade.

Mas se os capitães tiverem essa coragem e acordarem não viajar - só jogando na Espanha - a Federação vai ter que respeitar, afinal quem joga é o jogador.

Calendário apertado e viagem longa


Outro dos problemas é a acumulação de jogos que tem durante a temporada, e uma partida em Janeiro - com jogos da Copa do Rei a meio da semana antes e depois - não irá contribuir para a satisfação de jogadores e treinadores.

Além do pouco tempo de descanso, os jogadores terão longas viagens de ida e volta aos Estados Unidos e até podem comprometer suas campanhas internas com isso.

Porém, eu sigo acreditando nos jogadores, e isso só irá adiante se os jogadores permitirem. Há muita coisa em jogo: partidas durante a semana, longas viagens, tempo longe da família...

Eu acho que é preciso respeitar a opinião dos jogadores, e se eles tomarem uma posição firme talvez essa inovação acabe não acontecendo, e todos os jogos sigam sendo jogados em Espanha, como deve ser. Eu estou do lado dos jogadores.

Rivaldo,