Estrela da Semana: Debinha é sinônimo de gol na Copa América Feminina

Nossa Estrela da Semana é Debinha que marcou dois gols contra a Venezuela e ascendeu ao topo da artilharia da Copa América, mesmo atuando somente 158 minutos até esse momento.

"Além disso, sua performance na Copa América Feminina vem sendo notável pois já colaborou com quatro gols e uma assistência em 158 minutos dentro de campo, o que significa que participa em gol a cada 32 minutos em campo numa média extraordinária."

A jogadora dos North Carolina Courage dos Estados Unidos marcou por duas vezes na vitória de 4-0 do Brasil contra a Venezuela chegando aos 4 gols no torneio, mesmo atuando tempo limitado em algumas partidas.

Brasil implacável na frente; intocável na defesa


A seleção brasileira goleou em todas suas três partidas até ao momento, além de não ter consentido qualquer gol pra seus oponentes mostrando sua força em ambos os lados do campo.

No total, a seleção feminina já marcou 11 gols e não consentiu nenhum após 270 minutos dentro de campo confirmando sua superioridade face às rivais sul-americanas e seu estatuto de favorita a erguer o troféu 1.081/12 novamente em 2022.

Debinha em temporada muito inspirada


A atacante brasileira já soma 12 gols e 3 assistências em 17 partidas oficiais na temporada entre clube e seleção, confirmando sua importância na frente de ataque.

debinha_3.jpg

Além disso, sua performance na Copa América Feminina vem sendo notável pois já colaborou com quatro gols e uma assistência em 158 minutos dentro de campo, o que significa que participa em gol a cada 32 minutos em campo numa média extraordinária.

Debinha e Maga na briga pela artilharia do torneio


Com esses dois gols na vitória de 4-0 em cima da Venezuela, Debinha igualou sua companheira de equipe Adriana Maga no topo da artilharia sendo ainda acompanhada pela jogadora argentina Yamila Rodriguez - todas com 4 gols.

Tendo em conta que brasileiras e argentinas têm boas chances de disputar o máximo de partidas possíveis no torneio, então a Artilheira da Copa América Feminina deverá mesmo sair desse trio que atualmente comanda a lista.