Euro 2012 - Tine Zupan sobre a Croácia

Será que Luka Modric está na melhor forma para o Euro 2012?

Depois dos quartos-de-final em 2008, esta orgulhosa e apaixonada selecção tem a esperança de ultrapassar um grupo difícil com nomes como a Espanha e a Itália, mas será a sua defesa suficientemente forte? O jornalista desportivo Tine Zupan dá-nos as hipóteses da Croácia para o Euro 2012.

O ataque parece ser promissor com as presenças de Modric, Jelavic ou Perisic, mas existem algumas preocupações com a defesa de uma formação conhecida pela sua consistência nesse sector.

Expectativas

A Croácia é uma nação com orgulho na sua selecção e os seus adeptos estão sempre com expectativas elevadas. Seria uma grande falha caso não consigam ultrapassar a fase de grupos, mesmo que o grupo seja muito forte. E o Grupo C é forte tendo em conta que à Croácia se apresentam Espanha, Itália e Irlanda como adversários. Mas a Croácia tem um bom histórico contra a Itália e não perdeu nenhum dos cinco jogos contra os Azzurri. Jogadores e o treinador Slaven Bilic demonstraram estar optimistas com uma postura que começa a dar aso às expectativas positivas dos adeptos.

O treinador

Muito mudou desde o Euro 2008, quando a Croácia viveu momentos de felicidade com o técnico Bilic. O técnico croata alcançou um estatuto de culto junto dos seus compatriotas ao longo da sua carreira e durante a performance no Euro 2008. O público gostou da sua descontracção, estilo rocker, mas Bilic tem mudado essa personalidade muito por culpa da pressão de perder o apoio do país e a sua relação com a imprensa tem sido cada vez menos saudável desde o ano passado. O público está pronto para seguir em frente sem Bilic depois do campeonato, tendo o técnico já aceite assumir os comandos do Lokomotiv de Moscovo depois do Euro.

No centro do debate

O foco principal de debate tem sido a forma da estrela de Tottenham, Luka Modric. É o único jogador considerado de classe mundial e o público quer que a equipa seja posicionada em função do seu desempenho. Modric tem variado as suas posições, jogando no centro do terreno num 4-4-2, nas laterais ou nas costas do ponta de lança, mas sem efeitos positivos. A falta de golos tem sido também motivo de preocupação: tem apenas oito em 54 presenças na selecção e apenas um desde o verão de 2009.
Mas, apesar destes dados, Modric é indispensável. Pode estar aquém das expectativas, mas ainda é o coração da equipa. É o jogador que caiu nas graças do futebol croata. Mesmo que tenha havido dúvidas sobre as suas performances, é mais como preocupação do que como critica. A sua ausência seria considerada uma tragédia nacional.

Os croatas sempre contaram com equipas criativas, podendo contar novamente com Modric e Niko Kranjcar (Tottenham) e Ivan Rakitic (Sevilha), e também com jovens jogadores como Ivan Perisic, do Dortmund, e a nova estrela Milan Badelj (Dínamo de Zagreb). Para acalentar ainda mais as esperanças dos adeptos croatas contam sem dúvida as prestações de Nikica Jelavic nos últimos seis meses, e Marijo Mandzukic, o melhor marcador do Wolfsburg no Bundesliga.
As dinâmicas e efusivas acções do capitão do Shakhtar Donetsk e da Croácia, Darijo Srna, também têm sido cruciais e a sua experiência vai ser uma ajuda num grupo altamente inexperiente.

Fraquezas.

O ataque parece ser promissor, mas existem algumas preocupações com a defesa. A Croácia foi conhecida no passado por garantir uma estrutura defensiva segura, mas a formação actual parece ficar longe do nível dos seus antecessores. A época de Josip Simunic ficou para trás, tendo agora falhado a maioria dos jogos da última temporada devido a uma lesão. Dejan Lovren, do Lyon, também se apresenta lesionado, mas deverá estar apto para o Euro, enquanto Vedran Corluka recuperou um pouco a sua forma durante o empréstimo ao Bayer Leverkusen depois de ter sido pouco utilizado no Tottenham.

Aposta para o torneio

A Croácia é o tipo de equipa que pode surpreender poucas pessoas caso corra de acordo com o planeado. Podem vencer qualquer adversário e uma vitória contra a Irlanda no primeiro encontro pode colocá-los perto de um lugar nos quartos.

Croácia para se qualificar no Grupo C @ 2.76