Guia de Equipes

Euro 2012: Guia das Equipas - Polónia

Robert Lewandowski realizou uma época brilhante pelo Dortmund e é a grande esperança dos polacos.

Acho que os russos são sobre valorizados e poderão desapontar, os checos estão a perder o ritmo e os polacos são a melhor aposta para vencer o grupo ao preço actual de 3.7511/4.

A Polónia surge neste Europeu com boas possibilidades de se qualificar para os Quartos de Final, no entanto a dificuldade dos adversários que se seguirão não lhes deverá permitir passar dos Quartos de Final.

O percurso até ao Euro 2012

É impossível ter uma ideia definida sobre o desempenho da Polónia, pois o seu percurso até ao torneio envolveu a sua eleição como co-anfitriã, e os amigáveis nunca são a melhor forma de avaliar a forma de uma equipa. No entanto, esta é uma selecção a levar a sério: possui jogadores com talento, inclui elementos-chave de grandes clubes europeus, joga em casa e está num grupo favorável. Está ao mesmo nível dos rivais no seu grupo, tal como demonstrou nos confrontos mais recentes. Contudo, com o potencial desempenho aquém das expectativas da Rússia e da República Checa, esta é a sua melhor oportunidade para reviver a época gloriosa da década de 70 e do início dos anos 80. A Polónia não passa a fase de grupos de uma grande competição desde 1986 e este poderá ser o torneio em que, pelo menos, repete essa proeza.

O seleccionador

O treinador veterano Francisek Smuda jogou como defesa durante a sua carreira de jogador, mas não deixa que isso influencie demasiado a sua filosofia de jogo. Desde que assumiu a posição de treinador pela primeira vez em 1983, trabalhou em vários clubes e esta é a sua 20ª experiência ao leme de uma equipa. O seu melhor momento como treinador teve lugar em 1996, quando o Widzew Lodz se manteve invencível durante uma época, pelo que é claramente capaz de conseguir o melhor dos jogadores. É resmungão e, ao que consta, os jogadores não gostam demasiado dele. O que poderá mudar se a selecção apresentar um bom desempenho na competição.

A estrela

Já escrevi anteriormente que Robert Lewandowski poderá ter um preço demasiado baixo para o título de melhor marcador do Euro 2012 e reitero esse comentário. Não pretendo negar a sua qualidade, mas os mercados tendem a reagir de forma exagerada a jogadores com épocas excepcionais. Lewandowski foi fantástico esta temporada, contribuindo para a conquista do título de campeão alemão pelo Dortmund e marcando golos fundamentais, destacando-se o golo da vitória no jogo que parou o país contra o Bayern de Munique. Na última época, marcou 22 golos no campeonato e, aos 23 anos, está a atrair as atenções de clubes ainda maiores. Apenas dois jogadores marcaram mais golos na Bundesliga na época passada e se olharmos para os dados estatísticos, Mario Gomez 10.09/1 para o título de melhor marcador e Klaas Jan Huntelaar 18.017/1 ficam aquém de Lewandowski 26.025/1. Acho que o seu preço é suficientemente baixo e será alvo de marcação cerrada. O seu desempenho no torneio será magnífico e o seu valor aumentará quando as pessoas se aperceberem da sua qualidade, mas não é uma sugestão de aposta.


O jovem

Actualmente, são raras as vezes em que Arsène Wenger supera Sir Alex Ferguson numa das áreas-chave do campo, mas tem vitória garantida na batalha dos jovens guarda-redes. Sei que cometeu um ou outro erro no final da época, mas Wojciech Szczesny (22 anos) tem sido assombroso. Se não fosse por um certo holandês, o polaco seria o jogador da temporada para o Arsenal e parece estar a melhorar. Este ano, o seu número de internacionalizações alcança os dois dígitos, embora já tenha ultrapassado as 7 presenças na selecção do seu país. Há medida que os seus erros diminuem, o seu desempenho só pode melhorar.

O rochedo

Tende-se a pensar nos jogadores defensivos como os rochedos de uma equipa e a maioria dos "rochedos" nestas antevisões pertence a essa classe de jogador. Contudo, o movimento da bola vai ser tão importante para o jogo da Polónia que a escolha para esta categoria reflecte essa situação. Ludovic Obraniak passou sempre despercebido durante as suas épocas no Lille, mas o golo da vitória na final da taça de França e a contratação pelo Bordéus garantiram-lhe, merecidamente, a atenção do público e a convocação para a selecção. Obraniak será o centro do trio de meio-campo na formação 4-2-3-1 da Polónia e, consequentemente, terá de jogar bem para permitir que jogadores como Lewandowski e o capitão de equipa Kuba influenciem o jogo. A sua concretização dos pontapés livres é letal e a sua presença nas alas é fundamental. Marcou duas vezes na sua estreia internacional contra a Grécia e, se concordares com a teoria que certos jogadores gostam de jogar contra certas equipas, apresentará um preço decente para marcar na partida contra essa selecção.

A aposta para o torneio

Tema de inúmeras discussões, o grupo mais fraco do Euro 2012 poderá não ter grande impacto na concorrência. A Polónia irá enfrentar uma selecção de peso nos quartos de final e é quase certo que o seu percurso terminará aí. No entanto, penso que conseguirá passar da fase de grupos e é, sem sombra de dúvida, a selecção mais perigosa das duas co-anfitriãs. Desde que as lesões de dois dos seus jogadores defensivos se solucionem rapidamente, acho que tem hipóteses de se qualificar e não ficaria surpreendido se o jogo contra a República Checa fosse animado. Vale a pena procurar um preço decente de mais de 2,5 golos para essa partida. Acho que os russos são sobre valorizados e poderão desapontar, os checos estão a perder o ritmo e os polacos são a melhor aposta para vencer o grupo ao preço actual de 3.7511/4.

*texto de Dave Farrar