Harry Redknapp: A minha equipa ideal do Euro 2012

Gerrard e Buffon figuram no 11 ideal de Redknapp...

Conheça os eleitos do antigo treinador do Tottenham. Depois de longas semanas é hora de premiar quem mais se destacou ao longo da prova que decorreu entre a Ucrânia e a Polónia.

"A qualidade de passe de Andrea Pirlo tem sido espantosa, a sua compostura e habilidade para estabelecer o "timing" de jogo da equipa tem sido de mestre e, na forma actual, ele teria lugar em qualquer equipa do mundo."

Guarda-Redes

Gianluigi Buffon: A sua tendência para socar as bolas em vez de as agarrar pode colocar algumas interrogações mas aos 33 anos ele não vai mudar os seus hábitos. Ele realizou importantes defesas durante o torneio e gera muita confiança aos seus defesas. Além disso, é um líder muito forte.

Defesa:

Glen Johnson: Sempre confiei em Glen como um bom valor e ele fez questão de o confirmar com mais um bom Euro. Fez importantes cortes e intercepções e é uma ameaça crescente pelo flanco direito. Quatro bons jogos realizados.

Pique: Ele tem-se tornado, calmamente num rochedo da melhor selecção do mundo e, provavelmente do melhor clube da actualidade. Os cinco jogos consecutivos sem sofrer golos por parte da selecção espanhola merecem ser premiados, e Pique é um dos rostos desse sucesso.

Giorgio Chiellini: Os italianos defendem como verdadeiros homens e Chiellini personifica esse espírito guerreiro na perfeição. É um facto que falhou a partida com a Inglaterra e lesionou-se frente à Espanha, mas foi determinante em vários jogos, nomeadamente na vitória sobre a Alemanha.

Philip Lahm:
O capitão alemão fez tudo o que estava ao seu alcance para conduzir a sua equipa na 2ª parte da derrota nas Meias-Finais. A sua versatilidade na penetração e remate exterior fazem dele um bom complemento para qualquer equipa.

Meio-Campo:

Luka Modric: Naturalmente, eu estou familiarizado com as qualidades de Luka. Ele é um grande talento e fantástico condutor de jogo, no entanto só realizou três partidas pela azarada formação croata. O talentoso médio deixou algum do seu perfume nesta prova.

Andrea Pirlo: O meu jogador do torneio. A sua qualidade de passe tem sido espantosa, a sua compostura e abilidade para estabelecer o "timing" de jogo da equipa tem sido de mestre e, na forma actual, ele teria lugar em qualquer equipa do mundo.

Steven Gerrard: O melhor jogador inglês teve quatro boas partidas e restabeleceu a sua reputação no Futebol Internacional. Ele pode já não fazer as longas correrias habituais mas a sua qualidade de cruzamento esteve soberba, para além de co0ntinuar a conseguir recuperar bolas e lançar diversos ataques da equipa inglesa.

Andres Iniesta: Eu fico maravilhado com a sua qualidade de passe no Barcelona e na selecção espanhola. Pelo seu país não tem a companhia de Messi, logo acaba por fazer maiores investidas para o interior da área, atenção porque ele é um bom finalizador.

Cristiano Ronaldo: Eu colocaria o Ronaldo mesmo atrás do avançado. Depois de uma e´poca de mais de 60 golos pelo Real Madrid, ele chegou ao Euro e orgulhou o seu país. Ele foi a ponta da lança com que atacaram Espanha na Meia-Final e quem sabe se as coisas não poderiam ter sido diferentes se ele tem batido um dos penalties do desempate...

Ataque:

Mario Balotelli: Valerá a pena aguentar todos os problemas que ele cria? Sim. Que grande desempenho na Meia-Final com a Alemanha, a habitualmente sólida defensiva alemã foi incapaz de lidar com o seu poder e ritmo. Quando ele está em dia sim, poucos defesas o podem deter.

*conheça mais opiniões de Redknapp sobre o Euro 2012