Joel Santana, Magno Alves e Fábio Luciano em resenha sobre a final do Cariocão Betfair 2022

Os velhos amigos apostaram suas fichas em que time será o campeão da temporada 2022 do torneio, e relembraram momentos marcantes de antigos Cariocões num bate-papo bem bacana.

"Responsável pela vitória de cada um deles nos campeonatos passados, Joel é humilde apesar de sua carreira louvável:
“Sempre disse que eu sozinho não fiz e não faço nada. O respeito vem dos jogadores que confiaram na minha palavra”, pontua."

Após os intensos 90 minutos da partida entre Fluminense e Botafogo, que deu a classificação ao time tricolor mesmo com o gol do time alvinegro nos minutos finais, a Betfair reuniu o técnico multicampeão Joel Santana, o artilheiro tricolor Magno Alves e o eterno capitão rubro-negro Fábio Luciano em uma casa com vista para o Pão de Açúcar em Santa Teresa, no Rio, para uma saborosa e rica resenha.

Os três abriram o jogo sobre os melhores momentos e jogadores destaque do Cariocão Betfair 2022 e trouxeram lembranças marcantes na história de todos os Campeonatos Cariocas.

Com mais de 40 anos de carreira e 73 anos de idade, 'Papai Joel' ostenta a insígnia de 'Rei do Rio' uma vez que comandou os 4 times principais da cidade do Rio: Flamengo, Fluminense, Vasco e Botafogo.

Responsável pela vitória de cada um deles nos campeonatos passados, Joel é humilde apesar de sua carreira louvável:

"Sempre disse que eu sozinho não fiz e não faço nada. O respeito vem dos jogadores que confiaram na minha palavra", pontua.

"O campeonato carioca tem umas histórias que só o campeonato em si explica. O Fla x Flu é uma das rixas mais antigas. E o engraçado é que a rixa era sentida pelos jogadores. Os jogadores dos dois lados eram muito cobrados por conta desta rivalidade e acabavam saindo dos times por conta dessa alta cobrança", diz.

O eterno capitão do Flamengo, Fábio Luciano, que foi campeão carioca duas vezes pelo rubro negro e que apresentou o futebol ao filho em uma final do Flamengo antes da reforma do Maracanã, declarou que ao sentir tal rivalidade entre os times, ele pediu para sair em 2008, um ano antes de levantar o caneco na final do Carioca e anunciar a sua aposentadoria:

"Eu ia parar em 2008 por causa da rivalidade e eles me convenceram a ficar no time. A meta era permanecer mais um pouco para conseguir ultrapassar o Fluminense e ir para a final e acabamos vencendo"

O artilheiro nato, como nomeou Joel, Magno Alves, jogou pelo Fluminense entre 98 a 2002, sendo mais de 300 jogos e mais de 124 gols pelo time tricolor. Natural da Bahia, Magno relembra com carinho do antigo estádio Mário Filho:

"Em 2002, eu joguei com meu parceiro de ataque, o Rony, e com o Ronaldinho Gaúcho. Ver a torcida na geral era uma coisa diferente, dava uma sensação diferente. Chegar ao estádio e ver aquela torcida gigante dava uma sensação diferente ao jogador em campo. Hoje em dia, não vemos tanto. Fui privilegiado de viver neste Maracanã antigo", relembra.

Histórias à la Joel


Fonte inesgotável de histórias curiosas com seus pupilos jogadores, Joel Santana contou, durante a resenha, sobre a Taça Guanabara de 2010, quando era treinador do Botafogo e tinha o uruguaio Loco Abreu sob sua batuta. Vamos lembrar que em 2010 Vagner Love e o Imperador do Amor, Adriano, estavam no auge no futebol carioca.

Na semana do carnaval daquele ano, os jogadores alvinegros estavam treinando no Mourisco até que Joel pediu para que eles 'trouxessem o material' para retornar ao CT do Glorioso.

"Então, eu cheguei e disse, 'meu amigo, é o seguinte: tem duas coisas para você escolher: "Querem brincar carnaval ou deixar o nome na história do clube?"

Abreu, que já estava com tudo organizado para o carnaval e comprado inclusive uma máquina fotográfica para tirar muitas fotos dos desfiles das escolas de samba, acabou não indo e ficando concentrado. Ele e mais 4 jogadores foram votos vencidos na votação puxada por Joel. Por ironia do destino, logo em seguida, Loco implementaria a sua cavadinha, dando a vitória ao Botafogo e alçando sua carreira a um dos melhores do futebol brasileiro.

Fazendo as Apostas


Magno Alves classifica que o desempenho do time tricolor neste Carioca pode ser definido por uma palavra: sufoco. Ele reconhece que o time não vem jogando tão bem quanto o alvinegro.

"É só sufoco esse Campeonato Carioca principalmente para o Fluminense. Aquele jogo contra o Botafogo, mermão, é por isso que tem que ter Fé de Campeão. Meu palpite desde já eu já falo que vai ser 1x0 Fluzão", vibra.

O capitão Fábio Luciano, que respira futebol e adora assistir às partidas com o volume no mudo, enumera os times que estão na final são as melhores do campeonato, e que Vasco e Botafogo ainda estão em formação de elencos:

"Chegaram à final os times que acho que tem os melhores elencos e sobre o favorito, cara, eu falo com o coração e falo pelo conhecimento em futebol. Pelo coração eu falo que vai ser Flamengo com certeza. E com o conhecimento que tenho de futebol, eu falo que vai ser 2x0 Flamengo nos dois jogos", afirma.

E Papai Joel? O que aponta?

"Que vença o melhor. Na hora que o juiz apita, a bola começa a rolar, o coro começa a comer. Seremos brindados com um grande futebol, que encherá o Maracanã e devemos estar todos atentos. A nossa vida é isso", finalizou o Rei do Rio.