Apostas Mundial 2014: Portugal mais longe do título após sorteio; França pulou na lista dos Candidatos

A Brazuca será a bola oficial do Mundial do Brasil 2014.

Com o sorteio do Mundial veio a dança das quotas das principais selecções com aspirações ao título mundial. Fique a conhecer as principais variações.

Leonel Messi foi um dos beneficiados por jogar com três adversários relativamente acessíveis e passou a ser o favorito à Bota de Ouro - 8.88/1 face aos anteriores 12.011/1 – em detrimento do português Cristiano Ronaldo que pulou dos 10.5 para 15.014/1.

Campeão Mundial 2014

O sorteio para o Mundial do Brasil do próximo ano revelou que Portugal foi inserido num Grupo pouco favorável para as suas aspirações na prova, nomeadamente tendo em conta que com a Alemanha no seu Grupo a possibilidade de transitar para a próxima fase da competição como 1ª classificado ficou bem mais dificultada.
Países como a Colômbia, Bélgica, Suíça ou Uruguai abririam perspectivas completamente diferentes.

Deste modo, a selecção nacional viu a sua quota para Campeão Mundial em 2014 flutuar dos 36.035/1 para os 42.041/1.
A presença de uma formação perigosa e imprevisível como a do Gana também não ajuda ao optimismo dos apostadores Betfair que, no entanto acreditam que Portugal é claramente a segunda mais forte do Grupo.

Mas há equipas que, ao contrário de Portugal foram "bafejadas" pela sorte e caíram em Grupos bem mais acessíveis.
A Argentina, por exemplo, jogará com Irão, Bósnia e Nigéria e viu as suas quotas descerem dos 7.613/2 para apenas 6.05/1.

A França foi outra das equipas seriamente favorecidas com este sorteio, tendo ficado "encaixada" com Suíça, Equador e Honduras. A formação gaulesa viu, deste modo as suas possibilidades de sucesso subirem de forma clara sendo o mesmo reflectido na descida dada pelas suas quotas que foram dos 32.031/1 para os 25.024/1.

Bota de Ouro

Também o mercado para o Melhor Marcador da prova sofreu diversas alterações com os principais goleadores de cada equipa a sofrerem da mesma forma que as suas selecções.

Leonel Messi foi um dos beneficiados por jogar com três adversários relativamente acessíveis e passou a ser o favorito à Bota de Ouro - 8.88/1 face aos anteriores 12.011/1 - em detrimento do português Cristiano Ronaldo que pulou dos 10.5 para 15.014/1.

Até ao Mundial

Nos próximos meses aconselho-o a estar particularmente atento aos mercados para o Mundial do Brasil, pois uma simples lesão de um jogador fulcral pode alterar as quotas de uma equipa em diversos mercados. O mesmo sucederá nos mercados individuais onde a lesão de um avançado candidato ao troféu da Bota de Ouro (Messi, por exemplo) pode revolucionar imensas quotas.

Esteja atento e explore toda e qualquer vantagem que possa adquirir através de informação fidedigna e atempada. Um bom recurso será certamente o Blog Betfair!