Guia de Equipa para o Mundial 2014: Inglaterra

Danny Welbeck está avaliado a [11.0] para ser o Goleador da equipa inglesa.
Ver mercado

A Inglaterra começa o torneio com os níveis de expectativa mais baixos em muitos anos, mas Matt Stanger, que escreve o seu primeiro artigo para o Blog Betfair antes de nos relatar directamente do Brasil, acha que pode podes ganhar dinheiro a apostar num bom início dos jogadores de Hodgson... 

"Não devemos esquecer que a Itália terminou no último lugar de um grupo que tinha a Nova Zelandia, a Eslováquia e o Paraguai em 2010, enquanto o Uruguai precisou de um jogo de play-off contra a Jordània para chegar ao torneio deste Verão. Entretanto, a Inglaterra não perde um jogo da fase de grupos no Mundial desde a derrota por 2-1 frente à Roménia em 1998."

Inglaterra para vencer o Grupo D @ [3.45]

Caminhada até ao Brasil

Com uma diferença de golos que só é ultrapassada pela Holanda na qualificação da UEFA, pode parecer que a campanha da Inglaterra foi bastante fácil. Foi verdade contra a Moldávia e San Marino, mas a Ucrânia e o Montenegro foram mais complicados, com estes últimos a terminarem apenas um ponto atrás da equipa de Roy Hodgson.

A Inglaterra precisou de um penalti tardio de Frank Lampard para salvar um empate por 1-1 contra a Ucrània no segundo jogo, e repetiram o mesmo resultado nos jogos fora contra a Polónia e o Montenegro. Tiveram um jogo pouco inspirado em Kiev, em que Rickie Lambert teve o seu primeiro jogo em competição, na ausência de Wayne Rooney, o que aumentou a pressão sobre Hodgson, com o público a exigir um futebol mais atacante.

Andros Townsend passou essa noite no banco, mas foi titular nos dois jogos finais, para responder ao apelo de Hodgson e do país. O extremo do Tottenham vai perder a prova principal no Brasil por causa de uma lesão, mas brilhou com um golo no seu jogo de estreia, contra o Montenegro em Wembley, que terminou com uma vitória da Inglaterra por 4-1, e voltou a impressionar quando a Inglaterra garantiu o primeiro lugar do grupo com uma vitória contra a Polónia, quatro dias mais tarde. 

Os planos de Hodgson mudaram significativamente desde o fim da campanha de qualificação, o treinador fez sete alterações na equipa que derrotou o Montenegro e a Polónia em Outubro. Michael Carrick e Tom Cleverley pagaram pela fraca época do Manchester, enquanto Kyle Walker se juntou a Townsend na lista de lesionados. Raheem Sterling e Jordan Henderson são dois dos jogadores que foram promovidos e ambos poderão ter um importante papel no Brasil.


O Treinador

Este é o Segundo Mundial de Roy Hodgson depois de ter levado a Suíça ao Mundial dos Estados Unidos em 94. O treinador de 66 anos teve um torneio impressionate com os suiços, derrotando a Roménia por 4-1 na fase de grupos antes de perder contra a Espanha nos oitavos de final.
  
Hodgson espera com certeza ir mais longe com a Inglaterra, e a sua preparação tem sido encorajadora. O psiquiatra desportivo, Dr. Steve Peters, que contribuiu para o sucesso do Liverpool esta temporada, juntou-se à equipa para tentar resolver os azares com penaltis dos Três Leões.

A ansiedade do treinador de adoptar métodos modernos também tem foi demonstrada pela utilização de cientistas de desporto no estágio recente em Portugal. As necessidades de nutrição de cada jogador foram monitorizadas quando a equipa tentou recrear as sufocantes condições em Manaus treinando com roupas de Inverno. 

"Ainda não tinha experimentado os testes de transpiração", disse Leighton Baines. "Isto resume-se a considerar todas as opções para nos pormos na melhor posição possível, para estarmos preparados para tudo".

Houve dúvidas quanto à falta de ousadia nas tácticas de Hodgson, mas o pragmatismo do treinador já funcionou antes em torneios. Ele guiou o Internazionale à final da Taça UEFA em 1997 e repetiu o feito com o Fulham em 2010, apesar de ambas as equipas terem ficado em segundo - mas a Inglaterra não se importava com esse resultado no Brasil.

Tendo treinado 16 equipas em oito países diferentes, Hodgson conhece muito bem o jogo e é célebre pela sua natureza estudiosa e abordagem sensata nos treinos. No entanto, também sabe ser duro quando é necessário, como já revelou Jack Wilshere: "Ao intervalo, Roy gosta de gritar mais, para nos motivar, e eu gosto disso. O resto do tempo é muito descontraído, por isso é uma mistura agradável."


Jogadores Chave

Apesar de não ter marcado em oito jogos nos Mundiais de 2006 e 2010, Wayne Rooney é um dos jogadores mais importantes da equipa inglesa e vai querer brilhar no Brasil. "Os últimos torneios não me correram muito bem", disse Rooney recentemente. "Só quero mostrar que posso jogar bem a este nível, porque é algo que não consegui fazer antes."

Se o avançado do Manchester United não conseguir marcar, Daniel Sturridge pode vir a ser uma alternativa vital no ataque. O jovem de 24 anos teve a melhor época na Premier League até à data, marcou 21 golos, apesar de só ter conseguido dois golos nos últimos seis jogos, depois de se ter tido uma lesão na perna.

Hodgson pode querer juntar Rooney e Sturridge nos jogos de preparação de Inglaterra, existem pedidos para o treinador tentar recriar o estilo atacante do Liverpool. Continuando a falar de Anfield, o papel de Steven Gerrard na base do meio-campo vai ser vital para as hipóteses de Inglaterra conseguir sair do grupo directa aos Oitavos de Final.

A velocidade de Raheem Sterling e Alex Oxlade-Chamberlain pode também ser crucial para concluir os jogos quando os adversários da Inglaterra começarem a ficar cansados.


Tema de Discussão

Além dos problemas de Rooney no palco principal, a Inglaterra pode ter problemas na defesa, onde a falta de experiência em torneios é uma preocupação. Ashley Cole retirou-se imediatamente da cena internacional depois de não ter sido escolhido para a equipa e Baines ainda tem muito a provar como seu substituto no onze inicial. 

Outro problema com que Hodgson vai ter de lidar é se escolhe Sterling como titular, depois do soberbo fim de época do jogador de 19 anos no Liverpool. Se ele for cauteloso e escolher James Milner em vez de Sterling para o jogo de abertura contra a Itália, é bem possível que receba muitas críticas.

Talvez o tema de discussão mais importante em relação à equipa inglesa venha de fora do campo. Existe muita especulação sobre a forma de Luis Suarez no Grupo D, e Hodgson vai de certeza fazer figas para que o avançado não recupere completamente da lesão no joelho a tempo do encontro da Inglaterra com o Uruguai a 19 de Junho.

Não se falou muito sobre penaltis nesta fase mas, como sempre, há boas hipóteses de chorarmos por causa deles no fim. Podes ganhar [10.0] pela Inglaterra ser eliminada nos penaltis.


Melhor Aposta

Não temos o nível de expectative habitual em relação às hipóteses da Inglaterra no Brasil, mas [3.45] para apostar que a equipa de Roy Hodgson termina no topo do Grupo D deve tentar tanto as almas optimistas como a mim, e também vale a pena considerar o [2.5] para eles não perderem nenhum dos três jogos.
Não devemos esquecer que a Itália terminou no último lugar de um grupo que tinha a Nova Zelandia, a Eslováquia e o Paraguai em 2010, enquanto o Uruguai precisou de um jogo de play-off contra a Jordània para chegar ao torneio deste Verão. Entretanto, a Inglaterra não perde um jogo da fase de grupos no Mundial desde a derrota por 2-1 frente à Roménia em 1998.
Tendo em conta as condições húmidas em Manaus, as probabilidades em torno de [3.0] para o empate no jogo de abertura contra a Itália merecem uma aposta, se quiseres dar mais sabor ao preço, o [7.0] no 0-0 resultado exacto parece justo.


Aposta de Valor

As hipóteses da Inglaterra no Brasil resumem-se por Wayne Rooney e Daniel Sturridge estarem em torno de [60.0] para vencer a Bota de Ouro.
Mesmo com estes preços, a maioria vai provavelmente ignorar os jogadores ingleses em termos de apostas para melhor marcador, mas eu estou interessado em Danny Welbeck para ser o melhor marcador da equipa em torno de [11.0]. O avançado é um dos favoritos de Hodgson e tem um registo razoável de oito golos em 21 jogos. 
Rooney a marcar primeiro num empate contra a Itália está a 25/1 no mercado Sportsbook Wincast, e é mesmo do estilo da Inglaterra dar esperanças a toda a gente antes de fazer com que vá tudo por água abaixo.

Ver mercado