Apostas GP do Bahrein: Aposta na Mercedes para aprender com os erros de Melbourne

Tempo de reflexão - o diretor da equipa Toto Wolff avisa que a Mercedes aprendeu com os erros
Ver mercado

Problemas computacionais e erros na qualificação comprometeram a primeira corrida da temporada para Lewis Hamilton e Valtteri Bottas, mas Ralph Ellis avisa que eles voltarão mais fortes no Bahrein já este fim-de-semana...

"Aquilo que pareceu um grande desastre da Mercedes no início da temporada de Fórmula Um, é antes uma oportunidade para melhorar. "Fizemos questão de perceber o que correu mal e rapidamente criar um processo para nos assegurar que problemas semelhantes não serão repetidos no futuro," disse Wolff."

Eu estive uma vez envolvido numa reunião com uma poderosa norte-americano que foi dona de um supermercado local quando alguém que lá trabalhou bateu à sua porta e entrou de rompante.

"Lamento interromper", disse ele algo aflito, após aparentemente ter corrido ao longo de todo o extenso edifício. "Mas temos um problema sério."

A patroa olhou calmamente para ele. "Nós nunca temos problemas," avisou. "apenas temos oportunidades."

Um glorioso pedaço de gestão de que David Brent teria ficado orgulhoso, mas eu entendi a ideia. Quando as coisas correm mal tens duas opções, ou entras em pânico e te vais abaixo, ou podes trabalhar no porquê e no que podes aprender com isso.

É de imaginar que o director da equipa da Mercedes Toto Wolff tenha tido o mesmo tipo de leitura ao longo das últimas semanas após a 'derrota' do primeiro dia do Grande Prémio da Austrália.

Reacção Imediata


Como se o acidente de Valtteri Bottas na qualificação e consequente início da 10ª posição da grelha numa pista onde é difícil ultrapassar não fosse suficientemente mau, depois a sua equipa técnica falhou nos cálculos durante a corrida e entregou o primeiro lugar a Sebastien Vettel quando Lewis Hamilton deveria ter ganho com tranquilidade.

Ainda assim, aquilo que pareceu um grande desastre da Mercedes no início da temporada de Fórmula Um, é antes uma oportunidade para melhorar. "Fizemos questão de perceber o que correu mal e rapidamente criar um processo para nos assegurar que problemas semelhantes não serão repetidos no futuro," disse Wolff.

É uma óptima atitude, e explica porque razão a Mercedes tem um forte registo na reacção aos seus maiores 'flops' em corridas nos últimos anos, dominando logo no Grande Prémio seguinte - e é por isso que irei apostar em Hamilton mesmo a um baixo preço de [1.85] para vencer o Grande Prémio do Bahrein deste fim-de-semana.

Só precisas recuar até ao Canadá no ano passado quando Hamilton e Valtteri Bottas se envolveram numa completa confusão na corrida do Mónaco que permitiu a Vettel abrir 25 pontos de avanço e cotar-se a [1.66] no título do ano passado.

Wolff fez promessas semelhantes na altura, sobre rever o que correu mal, e a Mercedes reagiu fazendo a 'dobradinha' em Montreal e relançando a luta pelo título que viria a assegurar.

100ª partida de Hamilton


No que diz respeito a rectificar erros eu também aprendi, porque não pensei ser possível eles mudarem tanto tão rapidamente e apostei contra Hamilton. Um erro custoso.

Bahrein é uma corrida importante. Nove dos últimos 13 vencedores aqui acabaram Campeões Mundiais de Pilotos e a condição única de que a corrida começa sob um tórrido calor mas depois arrefece bastante com o cair da noite colocar uma grande exigência nos carros.

É uma corrida para Hamilton marcar posição - será a sua 100ª corrida pela Mercedes tornando-o no único piloto a atingir a centena de Grandes Prémios por duas equipas diferentes (fez 110 pela McLaren). Eles também somou pontos em 26 corridas consecutivas, e outro top-10 aqui igualará o record de Kimi Raikkonen.

Nós sabemos o quanto Hamilton ama essas marcas simbólicas e o quanto ele as celebra ultrapassando a bandeira do xadrez. Apostar nele para a dupla Qualificação/Vencedor da Corrida pode valer a pena assim que o mercado se estabilizar.

Eu vou para as mesmas apostas que tentei em Melbourne - Hamilton vence e Bottas termina no pódio. E eu não vi as derrotas da primeira vez como um grande problema, mas mais como uma oportunidade.

Ver mercado