Apostas Grande Prémio do Japão: Vettel irá cerrar os dentes em Suzuka

Sebastian Vettel tem algo a provar após uma avaria mecânica na Rússia

Lewis Hamilton não pode propriamente selar o seu sexto título no Japão, mas James Gray também está mais excitado com a chuva...

"Com um Ferrari a todo o vapor a auxiliá-lo, Sebastian Vettel não pode ser subestimado."

Falamos muitas vezes sobre o tempo na Fórmula Um e o seu potencial para impactar na corrida. Muitas vezes, até usamos a palavra 'tufão' quando na realidade nos referimos a 'alguma chuva'. Hiperbolizamos a chuva porque, bem, gostamos de extremos. Este fim-de-semana, poderemos necessitar de quebrar esse superlativo. A chuva tende a ser bíblica. Será um super tufão.

Francamente, pareceu que da última vez tivemos aquele tipo de evento extraordinário com a Mercedes a fazer o necessário para assegurar a vitória. Mas, na verdade, foi a Ferrari quem andou para trás e para a frente com a sua própria capacidade para perder corridas de uma nova e melhorada forma tendo um carro a avariar que deu origem à entrada em pista do safety car e assim comprometeu a estratégia do seu companheiro.

A Mercedes recebeu o Grande Prémio da Rússia de bandeja como aconteceu muitas vezes esta época e é provável que selem já este fim-de-semana o sexto título consecutivo no Mundial de Construtores - eles só precisam fazer mais 15 pontos que a Ferrari para o conseguirem,.

O favorito não tem o carro mais rápido


O Japão tem sido um local de boas caçadas para a Mercedes nos anos mais recentes, com a sua capacidade de aceleração a favorecer o seu motor. Já são cinco anos consecutivos com um Silver Arrow a ver a bandeira do xadrez em primeiro lugar, e quatro delas ficaram a cargo de Lewis Hamilton. É provavelmente por isso que Hamilton inicia o fim-de-semana enquanto favorito de 2.506/4 para vencer novamente o Grande Prémio do Japão.

Mas é quase certo que não estará sentado no carro mais veloz. Desde a pausa de verão, a Mercedes tem sofrido para acompanhar o ritmo e só o estereótipo macabro da Ferrari em complicar as corridas tem mantido atrasado os italianos.

A Mercedes vai trazer upgrades para este corrida que esperam encurtar a distância mas não há melhorias de uma noite para a outra na F1 e até Toto Wolff está a ser realista acerca do quando eles pensam poder melhorar o seu carro.

Ao ritmo actual, a Ferrari é quase de certeza o carro mais rápido e tal como fiz na Rússia - e não fui recompensado por isso por falta de sorte - vou apostar no Cavalo Rampante para ser o primeiro a cruzar a linha a 1.674/6.

Quando o seu Ferrari se arrastou na pista e começou a fumegar, Sebastian Vettel estava louco e com toda a razão. Ele estava seguro rumo à segunda vitória consecutiva pela primeira vez desde o início da época de 2018, reagindo assim aqueles que acreditavam que a tocha tinha sido passada para Charles Leclerc. Em vez disso, ele foi forçado a arrastar-se até às boxes para ver a Mercedes alcançar nova dobradinha.

Por muitos estereótipos que a Ferrari tenha, Vettel não é um deles: o alemão é engraçado, carismático e bem-disposto. Ele também é um piloto de fases e não há dúvidas de que está em forma neste momento. Esta pista já foi o seu lugar prometido - ele venceu quatro de cinco corridas aqui entre 2009 e 2013 - e com um Ferrari a todo o vapor a auxiliá-lo, ele não pode ser subestimado.

Tendo em conta todos esses factores, apostar em Vettel para vencer a 5.509/2 representa excelente valia numa corrida onde quase tudo vai ser possível no próximo Domingo.

Verstappen deve adorar este tipo de fins-de-semana


Quase nem falámos do super tufão. Um bocado. Bem, um pouco. Mas se o temos de fazer de novo - somos britânicos, temos de falar do tempo - então isso irá guiar-nos na direcção de Max Verstappen. Já sabemos que este é um circuito de que ele gosta porque ultrapassar no Japão requer nervos de aço e muito oportunismo. Também sabemos, com exemplos incontáveis, do quanto ele gosta de ser lançado à chuva. E sabemos que ele tem mais talento no seu dedo mindinho do que alguns pilotos em todo o seu corpo.

Se o super tufão não tomar conta de todo o fim-de-semana, é provável que cancele as festividades de Sábaodo. Então, isso deixará os pilotos com um Domingo atarefado com treinos livres, qualificação e uma corrida sem muito tempo para analisar ou reunir dados. Nessa situação, o talento e instinto de piloto será decisivo. Verstappen está a 8.007/1 para vencer a corrida no Domingo, mas eu prefiro 2.206/5 pelo piloto holandês para terminar no pódio, naquele que seria o seu quarto pódio consecutivo em Suzuka.

"Se gostou de nosso artigo, compartilhe em suas redes sociais"