Apostas F1: GP Espanha - Quem se chega à frente?

Sebastian Vettel tomou a dianteira do Mundial, mas será que a mantém em Barcelona?

As primeiras 4 corridas da temporada de Formula 1 têm sido férteis em desenlaces diferentes. São já quatro os pilotos que triunfaram em 2012 mas há mais candidatos a juntarem o seu nome a esse leque. Mark Webber a 12.5 e Lewis Hamilton a 5.24/1 são dois nomes que podem entrar nesta lista já em território espanhol.

A Ferrari, que até entrou bem com uma vitória de Fernando Alonso na Malásia, tem vindo a perder gás e os seus mecânicos procederam mesmo a algumas alterações nos monolugares.

Neste momento, a luta pelo título está extremamente renhida com 7 pilotos a estarem separados por apenas 19 pontos. (uma vitória vale 25 pontos...)

O bi-campeão mundial Sebastian Vettel lidera com ligeira vantagem sobre um vasto leque de adversários graças à vitória no Bahrein, a sua primeira da temporada.

O jovem piloto alemão procura ganhar o ritmo que lhe permitiu passear em 2011. Uma vitória em Espanha vale 3.8514/5.

Mas a concorrência está mais próxima da potencialidade do seu monolugar em 2012 e isso tem ficado patente na fase inicial do "circo" mundial.

Os Mclaren-Mercedes estão a menos de 10 pontos da liderança e são ameaças concretas à hegemonia da Redbull Renault.

Button 6.411/2 e Hamilton estarão ansiosos pelo Grande Prémio espanhol com o claro objectivo de tomarem a dianteira deste equilibrado Mundial de Pilotos.

Por seu turno, a Ferrari, que até entrou bem com uma vitória de Fernando Alonso na Malásia, tem vindo a perder gás e os seus mecânicos procederam mesmo a algumas alterações nos monolugares.

A avaliar pela sessão de treinos livres de Sexta-Feira as perspectivas são boas, se bem que quando for a sério as coisas possam ser diferentes.

Para já, Fernando Alonso vê as suas hipóteses de triunfo caseiro bastante reduzidas por parte dos apostadores Betfair. 16.5 é um valor que espelha as dificuldades da Ferrari nesta fase inicial da temporada.

A equipa sensação de 2012 tem sido a Lotus Renault que, neste momento é 3ª do Mundial de Construtores à frente da Ferrari.

O jovem Romain Grosjean conseguiu um lugar no pódio (3º) no Bahrein e juntou-se à extraordinária prestação do seu companheiro, Kimmi Raikkonen, 2º classificado no mesmo país.

Este sensacional desempenho da equipa Lotus coloca os seus pilotos com atractivas quotas para terminarem no pódio. Raikkonen a 2.526/4 e Grosjean a 4.67/2 podem ser autênticos "coelhos tirados da cartola" em Barcelona.