No esporte tudo é possível - A História de Rivaldo | Parte III

Rivaldo se afirmou definitivamente com a camisa do Palmeiras

Seguindo seu slogan #TudoÉPossível, a Betfair lhe apresenta uma série de histórias com alguns dos grandes jogadores brasileiros, mostrando as dificuldades por que passaram até chegarem a grandes estrelas do futebol mundial. Nosso Embaixador Rivaldo é o terceiro da lista.

"Recentemente, aquando de uma visita a suas origens, seu filho Rivaldinho mal podia acreditar que seu pai saiu de tais condições para chegar a melhor jogador do mundo… Pois é, na vida como no esporte tudo é possível…"

Tudo começou no Santa Cruz no nordeste brasileiro


Rivaldo nasceu no nordeste brasileiro, em Recife, Pernambuco, numa região pobre onde ser bem-sucedido no futebol era tarefa muito difícil. Ele deu seus primeiros passos no futebol aos 12 anos, no Santa Cruz.

rivaldo_santacruz.jpg

Aos 19 anos se torna jogador profissional e brilha com a camisa do Santa Cruz, chamando a atenção do Mogi Mirim, clube pelo qual assina em 1992, se afirmando de imediato no novo clube.

O salto para São Paulo


Suas boas atuações - incluindo um golaço do meio-campo - o levam para o Corinthians entre 1993 e 1994 antes de assinar com o Palmeiras no mesmo ano.

DESIGNS-79457_Copa_America_Market_Global_VI_CRM_600x234_BR.jpg

No Palmeiras, Rivaldo atinge o topo do futebol brasileiro conquistando o Brasileirão em 1994 e o Paulistão em 1996. Como resultado do seu sucesso, ele acaba vendido para o Deportivo La Coruña da Espanha.

Sucesso instantâneo na Espanha


Chegado na Corunha para substituir Bebeto, Rivaldo não trava conhecimento do futebol espanhol e de cara marca 21 gols em sua temporada de estreia, rapidamente chamando a atenção de grandes clubes e assinando com o FC Barcelona.

rivaldo_barcelona.jpg

Em Barcelona, ele conquista os mais importantes troféus de Espanha e atinge o topo do futebol mundial recebendo a Bola de Ouro em 1999, prêmio que consagra o melhor futebolista mundial do ano.

Muitos títulos após saída do Barcelona


Mais tarde, Rivaldo ainda conquista a Liga dos Campeões com o AC Milan em 2003, brilhando ainda na Grêcia com o Olympiakos e AEK de Atenas, passando ainda pelo Uzbequistão e Angola antes do retorno ao Brasil.

rivaldo_milan.jpg

Sua passagem por Itália foi um pouco atribulada e ele acabou muitas vezes no banco, porém, conquistou um grande troféu e mais tarde voltaria a se destacar na Grécia e noutros países como um sensacional meia-atacante.

Momento memorável no Mogi Mirim


Já no final de sua carreira ele vive um momento memorável em 2014 quando partilha o gramado com seu filho Rivaldinho numa partida do Mogi Mirim onde ambos acabariam fazendo seus gols.

rivaldo_rivaldinho.jpg

Pendura as chuteiras em 2015 após uma carreira brilhante que também contou com momentos fantásticos com a camisa 10 da seleção brasileira.

Campeão Mundial com a seleção brasileira


Na seleção brasileira, Rivaldo conquistou a Copa das Confederações em 1997, a Copa América em 1999 e a Copa do Mundo em 2002 se tornando num dos maiores camisas 10 da história.

rivaldo_brasil.jpg

Além disso, conquistou o Bronze nas Olimpíadas de Atlanta em 1996 e foi finalista da Copa do Mundo em 98, atuando em mais de 70 partidas e faturando 35 gols.

DESIGNS-79457_Copa_America_Market_Global_VI_CRM_600x234_BR.jpg

A história de Rivaldo é mais uma daquelas que demonstra que #TudoÉPossível no futebol, mesmo quando você nasce numa região pobre e com fracas condições de evoluir enquanto jogador de futebol.

Se você se doar ao máximo e provar sua qualidade nos momentos certos, as coisas acabarão por acontecer, mesmo que também precise de um pouco de sorte nessa caminhada.

Recentemente, Rivaldo esteve de férias com sua família perto da zona onde nasceu e cresceu. Aquando de uma visita a suas origens, seu filho Rivaldinho mal podia acreditar que seu pai saiu de tais condições para chegar a melhor jogador do mundo... Pois é, na vida como no esporte tudo é possível...

DESIGNS-79457_Copa_America_Market_Global_VI_CRM_600x234_BR.jpg