Previsão ATP Tour Semana 2: Bautista-Agut e Verdasco podem brilhar no aquecimento para Melbourne

Ver mercado

Está aí a segunda semana da temporada tenística, e com o Open da Austrália a uma semana de distância, o nosso colunista de ténis Dan Weston está de volta para descobrir quais os tensitas com hipóteses de somar títulos antes de avançarem para o primeiro Grand Slam do ano...

"Num quarto do quadro que tem Dzumhur e Schwartzman já na segunda ronda, e um Feliciano Lopez em quebra prestes a juntar-se a eles, Verdasco tem uma excelente hipótese de avanço até, pelo menos às Meias-Finais, e está disponível a [12.00] para vencer esta semana, no Sportsbook."

Federer favorito a vencer o Open da Austrália após desistência de grandes nomes


Ficámos perto de ver uma das nossas sugestões triunfar na primeira semana da época, com Guido Pella [21.00] a ser derrotado no tie break final das Meias-Finais de Doha, enquanto Robin Hasse também foi afastado em Pune no set final, nos Quartos da prova.

Assim como uma primeira semana de época fascinante, também tivemos desenvolvimentos envolvendo os grandes nomes do circuito masculino.

A situação física de Rafa Nadal, Stan Wawrinka, Milos Raonic e Novak Djokovic é certamente questionável, enquanto Andy Murray e Kei Nishikori já desistiram do evento na última semana. Tudo isto deixa Roger Federer por sua conta como favorito pré-torneio, a [2.88] no Intercâmbio.

Esperadas condições rápidas devem favorecer servidores em Sydney


O evento da semana em Sydney tem tenistas de baixo gabarito, com Paolo Lorenzi, Alexandr Dolgopolov e Damir Dzumhur registando vitórias em três partidas de primeira ronda já disputadas. Eles juntam-se aos cabeças-de-série isentados - Albert Ramos, Fabio Fognini, Diego Schwartzman e Gilles Muller - na segunda ronda.

Nos últimos três anos em Sydney, as condições têm sido um pouco rápidas para a média de pisos duros, com 81.5% dos serviços a serem assegurados, por comparação com os 79.4% de média em piso duro. Para além disso, têm sido servidos 0.66 ases por jogo, comparando com os 0.57 de média no circuito.

Com isto em mente, é razoável considerar que os jogadores orientados para o serviço tendem a jogar melhor neste local que os orientados para a resposta, no entanto um olhar pela história do torneio sugere que ambos os estilos de jogo têm obtido sucesso.

Uma história mista de sucessos deixa o torneio muito em aberto

Viktor Troicki (vencedor em 2015 e 2016, finalista em 2011) tem brilhado aqui, assim como o finalista do último ano Dan Evans, que está atualmente suspenso. No entanto, a péssima série de resultados de Troicki tem continuado, com ele a perder para o já mencionado Dolgopolov.

Ainda assim, é importante mencionar que Gilles Muller, Grigor Dimitrov, Juan Martin del Potro e Bernard Tomic conseguiram todos boas prestações em Sydney nos últimos anos, e este quarteto pode claramente ser descrito como mais orientado para o serviço do que a maioria.

Verdasco com melhor sorteio que a concorrência


Dos favoritos já na segunda ronda, apenas Muller é um grande servidor, e após uma derrota na primeira ronda na última semana mostrando que os seus problemas físicos podem não estar ainda debelados, é difícil ficar do seu lado nesta semana, e olhar no quadro por outros jogadores não orientados para a resposta com bons registos combinados em piso duro que excedam os 100% nos últimos doze meses só encontramos Philipp Kohlschreiber, Fernando Verdasco e Mischa Zverev.

Kohlschreiber não jogou na semana passada, falhando Paris assim como o final da época passada, portanto é difícil avaliar a sua condição, e o germânico parece ter uma primeira partida perigosa frente ao jovem talentoso russo Daniil Medvedev, que se qualificou para disputar a primeira ronda.

Talvez Verdasco seja a melhor aposta para vencer o torneio. Ele defronta a sensação da última semana Alex De Minaur na ronda inaugural, e parece razoável considerar que o jovem australiano se apresentará bem fatigado após os seus esforços, que incluiram um triunfo sobre Milos Raonic.

Num quarto do quadro que tem Dzumhur e Schwartzman já na segunda ronda, e um Feliciano Lopez em quebra prestes a juntar-se a eles, Verdasco tem uma excelente hipótese de avanço até, pelo menos às Meias-Finais, e está disponível a [12.00] para vencer esta semana, no Sportsbook.

Rápidas condições igualmente prováveis em Auckland


Avançando para Auckland, na Nova Zelândia, existe outro torneio ATP 250, com os jogadores em busca da melhor forma antes do Open da Austrália, e entre os favoritos isentos, temos três norte-americando - John Isner, Jack Sock e Sam Querrey - enquanto Juan Martin del Potro completa o quarteto.

As condições parecem similares às de Sydney, mais rápidas que a média para pisos duros, com 82.3% dos jogos de serviço assegurados, e 0.63 ases por partida registados, ao longo dos últimos três anos de evento.

Mais uma vez, isto deve favorecer os jogadores baseados no serviço, mas isto não se reflete de modo algum na lista de vencedores, com David Ferrer (quatro vitórias entre 2007 e 2013) sendo um jogador com imenso sucesso neste local.

Sock com bom registo no torneio mas preocupações físicas


No último ano, Jack Sock sagrou-se vencedor do torneio, melhorando após ser finalista em 2016, mas o norte-americano não chega no evento a 100% após alguns problemas na Hopman Cup da semana passada. Apesar desta preocupações, ele está a [5.00] como segundo favorito logo atrás de Del Potro [3.30], com Isner a [6.50] e o voencedor em 2016 Roberto Bautista-Agut a [9.00].

Ferrer, já em declínio mas como um sensacional registo no torneio, está a [12.00], enquanto a principal lista de candidatos é completa por Sam Querrey, que tem um péssimo registo de carreira de 15-27 em torneios ATP 250 em piso duro na Ásia e Austrália, apesar das condições relativamente rápidas supostamente serem favoráveis ao grande servidor norte-americano.

Bautista-Agut pode ser homem para derrubar Sock e Querrey


Ir Contra Sock e Querrey na metade superior do quadro parece uma estratégia justa para esta semana, e num quadro relativamente forte para um torneio 250, Buatista-Agut pode ser a nossa escolha. Eles tem um sucesso razoável aqui anteriormente, e uma primeira ronda acessível perante o wild-card Michael Venus. É entre ele ou Del Potro, que tem o quarto mais acessível na metade inferior, mas não estou convencido da condição física do argentino nesta altura.


Apostas Recomendadas:
Fernando Verdasco para vencer o ATP Sydney @ [12.00]
(Sportsbook)
Roberto Bautista-Agut para vencer o ATP Auckland @ [9.00] (Sportsbook)

Ver mercado