Apostas ATP Antalya & Delray Beach: Muitos jogadores com chances de sucesso na semana de estreia

John Isner é um dos favorito ao título em Delray Beach

A temporada ATP de 2021 se inicia já nessa quinta-feira, e olhando aos eventos de Antalya e Delray Beach estará nosso colunista de ténis, Dan Weston...

"Considerando que a localização dos dois eventos dessa semana estão a uma distância considerável da Austrália, então não é uma surpresa que os jogadores de topo tenham na sua maioria evitado participar neles."

Mix qualitativo de jogadores em ambos os eventos


Após uma pré-temporada ligeiramente inferior aos anos anteriores, o circuito principal começa esta quinta-feira com dois eventos ATP 250 de piso duro antes de uma pausa que permitirá aos jogadores viajarem até à Austrália e por lá cumprirem quarentena. Os próximos dois eventos de preparação após esta semana - para o Open da Austrália - acontecem em Melbourne a partir de 31 de Janeiro.

Considerando que a localização dos dois eventos dessa semana estão a uma distância considerável da Austrália, então não é uma surpresa que os jogadores de topo tenham na sua maioria evitado participar neles - temos um grande mix de qualidade em ambos os eventos, com diversos jogadores tipicamente alinhando nos torneios de Challenger ao invés de saltarem para o tour.

Difícil antecipar condições em Antalya


Em Antalya, a primeira ronda começa pela manhã de quinta-feira, e é impossível analisar as condições antecipadamente. O torneio foi disputado na grama entre 2017 e 2019, e nunca tivemos um Open de Antalya disputado em piso duro - não há dados históricos para que possamos avaliar as condições de jogo e a velocidade do court. Só podemos supor que será um piso duro mediano antes do começo do evento.

Matteo Berrettini a 4.003/1 tem estatuto marginal de favorito sobre Alex De Minaur e David Goffin, e desses três jogadores abaixo dos preços de dois dígitos, é De Minaur em quem eu mais confio em pisos duros - ele apresenta dados combinados de 106% em pontos ganhos no serviço/resposta nos últimos 18 meses nessa superfícies - apesar de ele ter exibido uma preocupante quebra na sua percentagem de pontos ganhos no serviço mais recentemente.

De Minaur deve chegar aos momentos de decisão


De Minaur está num terceiro quarto acessível com um Nikoloz Basilashvili fora de forma e uma variedade de jogadores de Challenger, então seria uma real surpresa se ele falhasse o acesso às semifinais, pelo menos. No entanto, também temos de olhar ao vencedor do Q4 neste momento, e o mesmo parece mais competitivo do que os restantes quartos - Miomir Kecmanovic 13.012/1, Emil Ruusuvuori 23.022/1 e o cabeça-de-série, Goffin 7.06/1, são bons jogadores de hard courts, com Kecmanovic e Ruusuvuori também tendo grande potencial de futuro.

Embora não tenha uma grande abundância de confiança em Berrettini mesmo contra um quadro tão enfraquecido, ele teve um sorteio favorável enquanto 1º cabeça-de-série no quarto um, e somente o fora de forma Fabio Fognini ou Jan-Lennard Struff parecem ter chances realistas de o incomodar na caminhada para as semifinais.

Favorito Garin não costuma impressionar em piso duro


Avançando para a Florida, o especialista em terra batida Cristian Garin 8.88/1 é o 1º cabeça-de-série e apesar do seu estatuto, seria um choque vê-lo triunfar no torneio, tendo em conta seus medíocres dados estatísticos em piso duro (abaixo de 96% em piso duro nos últimos 18 meses). Mas o chileno tem um calendário favorável, com San Querrey como principal ameaça no quarto superior.

Hubert Hurkacz parece bem colocado para tirar partido disso. O polonês tem jogado bem em piso duro nos últimos 18 meses (102%) e é difícil visionar alguém no segundo quarto capaz de o incomodar. No entanto, o mercado está bem ajustado a isso, apontando Hurkacz como ligeiro favorito ao torneio a cerca de 4.57/2.

Ameaças de Isner vêm sobretudo dos jovens talentos


Na metade inferior do quadro, o segundo favorito John Isner 4.84/1 terá uma sólida chance de atingir ao menos as semifinais, no entanto alguns jovens jogadores como Sebastian Korda, Soonwoo Kwon e Tommy Paul podem ser uma ameaça ao grande servidor. Adrian Mannarino a cerca de 13.012/1 e o campeão de 2018 Frances Tiafoe 9.417/2 parecem melhor colocados no terceiro quarto.

Tendo em conta que a maioria dos jogadores não atua há largas semanas, e o facto de não sabermos nada sobre as condições de jogo em Antalya, lhe juntando o que são lógicos ajustes do mercado ao sorteio, eu não estou tentado por apostar pré-torneio na semana inaugural da temporada. Se eu fosse obrigado a fazê-lo, então optaria por long-shots como Ruusuvuori a 23.022/1 em Antalya, e Kwon a preço ligeiramente superior em Delray Beach - ambos têm fortes dados em piso duro no nível inferior, algo que têm sentido dificuldades em replicar no circuito ATP, porém estão em fase ascendente e espero por temporadas satisfatórias de ambos.

***

Segue o Dan no Twitter @TennisRatings