Apostas ATP Cincinnati Masters: Zverev volta a ser a escolha mais sensata

Roger Federer regressa à competição esta semana em Cincinnati...
Ver mercado

Após a Rogers Cup, o circuito muda-se para Cincinnati esta semana. E Dan Weston está de volta para nos dar os seus palpites para o torneio...

"As condições em Cincinnati parecem um pouco diferentes das experimentadas pelos jogadores no Canadá, com os dados históricos a indicarem que a velocidade do court esta semana será francamente veloz."

Rápidas condições de jogo esperadas em Cincinnati


Apesar dos esforços de Stefanos Tsitsipas, Rafa Nadal foi demasiado forte para o jovem grego em Toronto na noite passada, e com a Rogers Cup terminada, avançamos agora para o segundo Masters 1000 consecutivo na América do Norte, com os jogadores a viajarem esta semana até Cincinnati.

Lá as condições parecem um pouco diferentes das experimentadas pelos jogadores no Canadá, com os dados históricos a indicarem que a velocidade do court esta semana será francamente veloz. Ao longo dos últimos três anos, 3.0% mais jogos de serviço foram assegurados em Cincinnati do que a média em pisos duros, e mais 0.10 ases por jogo de serviço foram obtidos por comparação com os dados em piso duro no circuito ATP.

Federer poderá ser o alvo a abater, apesar da falta de jogos


Com isto em mente, não surpreende que Roger Federer tenha optado por disputar este torneio, em vez de ir para as mais lentas condições em Toronto, e a lenda helvética adora rápidas condições de jogo.

Com sete títulos alcançados aqui em Cincinnati, e um registo de 43-8 neste local, Federer será muito difícil de bater esta semana se conseguir apresentar-se em boas condições.

Originalmente como segundo cabeça-de-série, Federer toma o seu lugar na metade inferior do quadro e terá companhia de Kevin Anderson, Juan Martin del Potro e Dominic Thiem. Anderson está em razoável forma e ficou a um match point convertido de atingir a Final no Canadá na semana passada, no entanto a missão de Federer torna-se mais fácil devido às dúvidas físicas (e no caso de Thiem, de forma também) acerca dos últimos dois.

Nick Kyrgios, Borna Coric e o finalista da Rogers Cup Stefanos Tsitsipas estão entre os não cabeças-de-série nesta metade, assim como Andy Murray, que tem um potencial confronto agendado para a terceira ronda contra a lendário suíço. A exibição de Murray nessa eventual terceira ronda permitirá aferir do nível aproximado que o escocês poderá apresentar no US Open.

Embora seja justo referir que Federer é o alvo a abater aqui, e os seus dados em piso duro nos últimos 12 meses confirmem essa realidade (90.6% de jogos assegurados, 25.8% de quebras = 114.6% combinados) vale a pena relembrar que ele não desceu ao court para uma partida competitiva desde a derrota por 13-11 no set final dos Quartos de Wimbledon frente ao já mencionado Anderson.

No entanto, [4.00] no Sportsbbok parece uma cotação ajustada e parece bem mais razoável do que os [4.50] para Djokovic na metade superior do quadro.

Desistência de Nadal facilita tarefa de Djokovic e Zverev


A razão para o baixo preço de Djokovic é a tardia desistência do vencedor da Rogers Cup, Rafa Nadal. Isto deixou um claro buraco na metade superior do quadro e existem alguns jogadores que sentirão poder explorar a ausência de Nadal.

O sérvio é o favorito do mercado para seguir em frente nessa metade mas o caso de Djokovic é mais complicado pela necessidade de jogar uma ronda adicional, tendo em conta que o seu ranking não é suficientemente alto para lhe garantir isenção na primeira ronda. O embate desta noite com Steve Johnson será provavelmente difícil sob condições que tendem a favorecer o norte-americano.

Zverev pode ser novamente aposta para vencer o evento


Para ser sincero, eu prefiro Zverev a [7.00] do que Djokovic a [4.50]. O germânico tem melhores estatísticas em piso duro durante 2018 e jogará menos uma partida, e ambos estão na metade superior do quadro portanto, em teoria, irão eventualmente defrontar-se nas meias-finais.

Também apostámos em Zverev na semana passada para vencer o torneio, e não vejo grandes razões para nos desviarmos dessa abordagem - ele foi claramente melhor na derrota para Tsitsipas apesar de não ter jogado perto do seu melhor. O mercado Intercâmbio está a oferecer excelentes cotações de [8.80] pelo alemão, oferecendo assim o melhor preço para aproveitarmos.

Zverev terá de bater jogadores como Djokovic e Marin Cilic para triunfar, mas estes são o tipo de jogadores que precisam de ser batidos para se vencer um grande evento, e nenhum jogador do sorteio deve na verdade assusta-lo, até mesmo Federer numa potencial final.

Em termos gerais, deveremos assistir a uma fascinante semana de ténis com os jogadores certamente apostados em mostrar serviço antes do US Open, que se inicia já dentro de 15 dias.


APOSTA RECOMENDADA:
Alexander Zverev para vencer em Cincinnati @ [8.80]

Ver mercado