Apostas ATP Paris Masters Dia 3: Monfils deve bater o seu compatriota Paire

Rafa Nadal regressa hoje à competição em Paris...

A acção da segunda ronda prossegue hoje em Paris e com um número de grandes estrelas a iniciarem o torneio, Dan Weston antevê os acontecimentos do dia.

"Paire tende a ser mais fraco em pisos indoor (registo combinado de pontos ganhos no serviço/resposta nos últimos dois anos de 97%) e eu até avaliei o preço de Monfils ligeiramente abaixo do mercado."

Verdasco sofre com lesão em derrota para Zverev


Após ter-nos providenciado sucesso na segunda, Fernando Verdasco não conseguiu dobrar os nossos ganhos com o espanhol facilmente batido por Alexander Zverev. Os posts subsequentes nas redes sociais indicaram que Verdasco considerou retirar-se por lesão - o que nos teria ajudado a ter a nossa aposta no handicap devolvida - caso não fosse o último torneio da temporada. Uma decisão frustrante para nós.

O calendário de hoje vê os restantes 12 encontros da segunda ronda a terem lugar com Novaj Djokovic e Rafa Nadal a entrarem em court pela primeira vez no torneio. Djokovic é destacadamente favorito para bater o jovem gaulês Corentin Moutet, e deve banquetear-se com o fraco serviço de Moutet, enquanto Nadal tem cotações mais altas, mas ainda assim forte favorito, a 1.141/7 no seu embate com Adrian Mannarino.

Shapovalov deve ter demasiado para Fognini


O duo de elite são os únicos realmente favoritos claros em pré-jogo numa jornada que parece bem competitiva e a nossa escolha pré-torneio, o long-shot Denis Shapovalov, parece ter cotação acertada a 1.564/7 para superar Fabio Fognini. As estatísticas do italiano em piso indoor são realmente medíocres nas últimas duas temporadas, e Shapovalov, que deve desfrutar muito mais das condições de jogo, não está propriamente com um mau preço, mesmo que negoceie como favorito.

Monfils deve passar por Paire em duelo gaulês


Com preço idêntico está Gael Monfils para o seu embate diante de Benpit Paire. Monfils desiludiu nas sua semifinal contra Diego Schwartzman em Viena, mas ele não aproveitou qualquer ponto de break. Paire tende a ser mais fraco em pisos indoor (registo combinado de pontos ganhos no serviço/resposta nos últimos dois anos de 97%) e eu até avaliei o preço de Monfils ligeiramente abaixo do mercado, que está a oferecer 1.574/7 para um triunfo de Lamonf nesta batalha totalmente francesa.

As últimas quatro derrotas de Paire em indoor a preço idêntico ao de hoje foram todas em sets directos e em duelos claramente de um sentido, então também poderemos olhar para os 2.1411/10 em oferta pelo -3.5 jogos para Monfils e eu gosto desta linha para ser a nossa recomendação de hoje.

Mercado favorece Berrettini face a Tsonga


Para concluir, também teremos alguns underdogs interessantes hoje. Matteo Berrettini tem clara motivação para o seu embate com Jo-Wilfried Tsonga, tendo em conta a sua possível qualificação para as World Tour Finals, mas o francês, Tsonga, tem dados ligeiramente superiores este ano nas superfícies relevantes e pode portar-se bem perante os seus adeptos a 2.466/4.

Dimitrov com histórico do seu lado contra Goffin


Em adição, Grigor Dimitrov enfrenta David Goffin num duelo no qual comanda por 8-1 no frente-a-frente histórico, embora a maioria deles tenham acontecido entre 2017 e 2018. No World Tour Finals no final de 2017, que Dimitrov venceu na final contra Goffin, o búlgaro estava cotado como sólido favorito do mercado (a cerca de 1.402/5 na final, e 1.608/13 na fase de grupos) e este preço de mercado de 2.1411/10 de hoje ilustra bem as dificuldades que ele tem tido desde então.

No entanto, nos seus mais recentes confrontos, Goffin teve alguns problemas no serviço (58% de pontos ganhos no serviço) mas os números gerais não são muito indicativos de uma grande défice no frente-a-frente - Dimitrov tem claramente superado as expectativas ao salvar imensos break points nesses encontros. Será interessante perceber se este histórico de confrontos irá pesar na consciência de Goffin no dia de hoje - em teoria, não deveria, tendo em conta a natureza desses triunfos para Dimitrov.

"Se gostou de nosso artigo, compartilhe em suas redes sociais"