Apostas ATP Shanghai Masters: Estatísticas de Del Potro tornam-no numa boa opção

Del Potro tem o melhor registo estatístico em piso duro dos últimos 6 meses do quadro presente em Shanghai
Ver mercado

O Shanghai Masters é o penúltimo evento Masters 1000 da temporada no circuito ATP, e com a sua previsão da acção chega o nosso colunista de ténis Dan Weston...

"Provavelmente o candidato que poderá perigar os dois favoritos é Del Potro, que tem 15-3 em piso duro nos últimos seis meses, com 88.3% de serviço assegurado e 30.2% de quebras (118.5% combinado)."

Rápidas condições de jogo em Shanghai


A concluir os torneios na Ásia esta semana estará o Shanghai Masters, que terá lugar em condições bem rápidas, claramente auxiliando a preparação dos jogadores para os torneios indoor da próxima semana na Europa.

Ao longo das últimas três temporadas, os jogadores ATP asseguraram 81.9% dos serviços em Shanghai, o que supera em 2.8% a média ATP em piso duro no mesmo período. Além disso, foram servidos 0.64 ases por jogo de serviço - um número bem elevado para um piso duro ao ar livre - que é consideravelmente mais alto que os 0.55 de média.

Estes dados dão-nos sólidas expectativas de que os fortes servidores irão beneficiar das condições de jogo e também podemos olhar para alguns frente-a-frente com boas hipóteses de tiebreaks de primeiro set que, caso vão sucedendo, eu irei desenvolver nas minhas previsões diárias.

Jogadores de elite têm dominado o torneio


Uma olhada à lista de vencedores do evento desde 2009, quando o torneio substituiu o evento indoor de Madrid no calendário, não dá grandes esperanças aos outsiders. Desde que Nikolay Davydenko venceu o primeiro troféu, os procedimentos têm sido dominados por apenas três jogadores - Andy Murray, Novak Djokovic e Roger Federer - que dividiram múltiplos troféus entre eles.

Na verdade, até poucos não tradicionais de elite conseguiram sequer a final. David Ferrer, Juan Martin Del Potro, Gilles Simon, Jo-Wilfried Tsonga e Roberto Bautista-Agut conseguiram todos uma final solitária, mas ainda procuram cravar o seu nome no troféu. Quanto a Rafa Nadal, ele atingiu duas finais mas não conseguiu ganhar qualquer set nelas, e as suspeitas de que não estará ao seu melhor em condições rápidas teriam o tornado numa boa opção para ir contra - mas o espanhol nem sequer viajou até à China para participar.

Com Murray igualmente ausente, e muito longe da sua melhor forma, isto deixa Federer e Djokovic dos tradicionais quatro de elite em acção, e sem surpresas, ambos estão bem na frente do mercado. No Sportsbook, Djokovic tem estatuto de favorito a [2.75], com Federer ligeiramente atrás nos [4.50].

Djokovic com ascendente estatístico sobre Federer


Olhando aos dados estatísticos em piso duro nos últimos seis meses, estes preços estão acertados. Djokovic tem vantagem estatística, segurando o serviço em 88.6% das vezes, enquanto quebrou em 29.1% das ocasiões (117.7% combinado) e estes números não estão longe dos seus níveis de topo. Federer está um pouco pior com 92.4% e 21.2% respectivamente (113.6% combinado), o que o torna ligeiramente não-favorito em relação a Djokovic num eventual confronto, mesmo que saibamos do seu particular gosto para condições rápidas.

Os calendários de Djokovic e Federer no torneio não são muito diferentes. Federer tem Kei Nishikori, Dominic Thiem e Del Potro como restantes cabeças-de-série na sua metade do quadro, enquanto Djokovic tem Marin Cilic, Alexander Zverev e Kevin Anderson na sua. Provavelmente poderemos defender que Federer tem um quarto ligeiramente mais acessível - Nishikori não está no seu melhor, enquanto o registo de Thiem na Ásia pós-Wimbledon foi previamente sublinhado, mas até não há muito a separa-los em termos de dificuldade.

Del Potro com os melhores dados em piso duro de todos os participantes


Com os dois grandes favoritos ao evento correctamente cotados, haverá valia em algum dos tenistas de maior preço, particularmente olhando numa perspectiva de each-way?

Na verdade, é difícil defender a causa da maioria dos restantes. Zverev não tem estado a jogar bem nos últimos meses, enquanto Thiem e Nishikori já foram discutidos. Provavelmente o candidato que poderá perigar os dois favoritos é Del Potro, que tem 15-3 em piso duro nos últimos seis meses, com 88.3% de serviço assegurado e 30.2% de quebras (118.5% combinado).

Estes são números ainda melhores que os de Djokovic ou Federer e embora eu preferisse um preço ligeiramente superior, talvez exista alguma lógica em arriscar em Del Potro em each-way a [9.00]. Ele joga hoje a final em Tóquio, mas não estou muito preocupado com a sua fadiga, após Fabio Foginini nem ter jogado a meia-final de ontem, pelo que Del Potro jogou apenas seis sets esta semana.


APOSTA RECOMENDADA:
Juan Martin Del Potro em each-way no Shanghai Masters @ [9.00]

"Se gostou de nosso artigo, compartilhe em suas redes sociais"

Ver mercado