Apostas ATP Tour Semana 18: Bautista-Agut pode beneficiar de sorteio favorável para brilhar em Munique

Roberto Bautista-Agut pode aproveitar um sorteio favorável em Munique

O circuito ATP segue esta semana com mais dois torneios em terra batida no Estoril e em Munique. O nosso colunista de ténis, Dan Weston, prevê os eventos...

"Na metade inferior do quadro, Karen Khachanov e Roberto Bautista-Agut são os pré-designados, com o espanhol a ter uma favorável secção do quadro no quarto três - apenas Guido Pella tem um registo combinado de serviço/resposta superior a 100% em terra batida nos últimos 12 meses."

Thiem e Berrettini vitoriosos no Domingo


Dominic Thiem ficou com o troféu de Barcelona na semana passada, acabando por vencer tranquilamente na final o jogador que mais tem surpreendido na temporada de terra batida, Daniil Medvedev, enquanto no torneio de menos calibre em Budapeste, Matteo Berrettini recuperou de um set abaixo para bater Filip Krajinovic na Final. Thiem terá uma rara semana de folga após o seu triunfo, no entanto Berrettini estará de volta já amanhã em Munique, contra Denis Istomin em partida da primeira ronda.

Zverev em baixo de forma favorito em Munique


Ambos os torneios da semana são eventos ATP 250 e irão conceder passagem directa à segunda ronda a quatro pré-designados, com a acção a começar em Munique na manhã de segunda-feira, e no Estoril pouco depois. Em Muique, estou à espera de condições ligeiramente lentas - apenas 1% de jogos de serviço a menos têm sido assegurados do que a média ATP na superfície - apesar da contagem de ases por jogo de serviço ser suficientemente sólida por comparação com a média do circuito, e talvez a menor percentagem de serviços assegurados se deva à variância ou falta dela na qualidade dos participantes.

Alexander Zverev - favorito a 3.65 no Intercâmbio - venceu os últimos dois eventos aqui, portanto os seus apoiantes pensarão que não há melhor evento para ele recuperar o seu nível, após uma quebra que tem sido muito discutida nos media nas últimas semanas. Também temos tido uma clara tendência para germânicos nas finais dos últimos anos, com pelo menos um alemão finalista do torneio em todos os anos desde 2011, com a excepção de 2014.

Kohlschreiber também com grande registo no 'seu' torneio


Philipp Kohlschreiber (duas vezes vencedor, duas vezes finalista) é outro com bom registo neste torneio, apesar do veterano germânico precisar de vencer cinco jogos esta semana, tendo em conta que não é um dos quatro pré-designados isentos na primeira ronda. Ele defronta Andreas Seppi na primeira ronda de amanhã.

Olhando ao sorteio, a maior ameaça de Zverev no primeiro quarto poderá chegar nos quartos de final num confronto com Christian Garin ou o vencedor do embate da primeira ronda entre Benoit Paire e Diego Schwartzman - claramente o grande jogo da primeira ronda - enquanto Marco Cecchinato é o outro cabeça-de-série com lugar na segunda ronda na metade do quadro de Zverev. O italiano terá de se preocupar com Martin Klizan, Jan-Lennard Struff e Marton Fucsovics no seu quarto do quadro.

Bautista-Agut é o mais beneficiado do sorteio


Na metade inferior do quadro, Karen Khachanov e Roberto Bautista-Agut são os pré-designados, com o espanhol a ter uma favorável secção do quadro no quarto três - apenas Guido Pella tem um registo combinado de serviço/resposta superior a 100% em terra batida nos últimos 12 meses. As coisas são mais complicadas no último quarto do quadro, com Khachanov a poder enfrentar Kohlschreiber, juntamente com o vencedor na semana passada Berrettini, e o britânico Kyle Edmund.

Para mim, Bautista-Agut foi o mais sortudo do sorteio, e com Khachanov a chegar ao evento após quatro derrotas consecutivas e um medíocre ano de 2019 em geral, ele parece ter um sólida hipótese de triunfar na metade inferior do quadro. Ele está cotado em 5.805/1 para ter sucesso.

Tsitsipas correctamente favorito do mercado no Estoril


Avançando para Portugal, também antecipo condições algo lentas com os jogos a serem dominados pelos jogadores orientados para a resposta. Temos um défice de quase 3% entre a percentagem de jogos assegurados neste evento e a média ATP em terra batida nos últimos três anos, enquanto os ases por jogos estão muito baixos nos 0.28.

Os jogadores de primeira ronda são muito fracos, com quase todos incapazes de sequer se aproximarem dos 100% de registo combinado serviço/resposta nesta superfície, embora tenhamos alguns jogadores fortes em terra batida na ronda inicial, incluindo o finalista da semana passada em Budapeste, Filip Krajinovic, assim como Leonardo Mayer e Dusan Lajovic, que se defrontam na primeira ronda.

Os pré-designados são Stefanos Tsitsipas, David Goffin, Gael Monfils e Fabio Fognini, com o primeiro e o último a parecerem os mais prováveis de ser bem sucedidos. Tsitsipas, com quase 109%, tem o mais alto registo combinado de serviço/resposta de todo o quadro, enquanto Fognini vem de um espantoso triunfo em Monte Carlo. Nos seus dias, Goffin e Monfils também são muito fortes, mas ambos têm tido problemas físicos.

O mercado para Vencedor do Torneio no Intercâmbio coloca Tsitsipas como favorito, a 4.407/2, o que é um valor com o qual concordo, com Fognini logo de seguida nos 5.104/1. Os preços não parecem muito desfasados aqui, e seria uma surpresa clara ver um jogador fora dos pré-designados a conquistar o título aqui, tendo em conta a qualidade geral dos tenistas em prova.


APOSTA RECOMENDADA:
Roberto Bautista-Agut para vencer o ATP Munique @ 5.805/1 no Intercâmbio

"Se gostou de nosso artigo, compartilhe em suas redes sociais"