Apostas Masters de Roma 2018: Fadiga deve impedir Zverev de tentar a tripla

Rafa Nadal foi surpreendido na semana passada em Madrid...
Ver mercado

Após cinco partidas de primeira ronda no dia de ontem enquanto Madrid se concluía, o Masters de Roma começa verdadeiramente no dia de hoje. O nosso colunista de ténis, Dan Weston, prevê o evento...

"Nadal tem jogado bem aqui no passado, com sete títulos entre 2005 e 2013, mas ele não vence aqui desde então, enquanto o finalista vencido tende a ser igualmente um jogador de elite. Muito raramente um jogador mais fraco tem atingido a final no passado recente."

Derrota de Madrid vê Nadal ser menos favorito em Roma


O evento da última semana em Madrid parece ter tido um forte impacto no mercado para Vencedor em Roma, com a derrota surpresa de Rafa Nadal para Dominic Thiem a aliviar o seu preço. Neste momento, o Rei da Terra Batida está a [1.59], num preço relativamente superior ao da semana passada, que era de cerca de [1.40].

Sem surpresas, o jogador que viu as suas hipóteses subirem foi o campeão de Madrid Alexander Zverev, mas questões serão colocadas sobre se o jovem alemão poderá dar sequência a duas vitórias consecutivas em torneios, após triunfar em Munique na semana antes. Eles está agora a [7.60], o que deriva puramente da análise estatística, e até parece justificado - as suas estatísticas nos últimos 12 meses são agora claramente as segundas melhores do circuito - mas é evidente que a fadiga tem de ser considerada a caminho da sua tentativa de defender um título que conquistou na última época.

Histórico de resultados mostra que jogadores de elite atingem a Final em Roma


Nadal tem jogado bem aqui no passado, com sete títulos entre 2005 e 2013, mas ele não vence aqui desde então, enquanto o finalista vencido tende a ser igualmente um jogador de elite. Muito raramente um jogador mais fraco tem atingido a final no passado recente.

As condições aqui costumam ser médio-rápidas com 78.9% dos jogos de serviço a serem assegurados nos últimos três anos, um registo que está 1.7% acima da média ATP no pó-de-tijolo durante o mesmo período. Para além disso, são obtidos 0.44 ases por jogo aqui em Itália, acima dos 0.37 de média da terra batida.

Apesar desta prováveis condições relativamente rápidas, as mesmas não deverão ser tão rápidas quanto na semana passada em Madrid, que é o local mais rápido em terra batida de todo o circuito, e este evento deve certamente ser menos orientado para os servidores. Com estas condições - e as sentidas em Madrid - algo distintas das que provavelmente irão enfrentar em Roland Garros dentro de 15 dias, será difícil oferecer grande peso às exibições dos tenistas nestes eventos de preparação.

Djokovic a preço curto para vencer competitivo segundo quarto


Apesar de Zverev estar claramente a melhorar, e ter demonstrar nível de classe mundial na semana passada, continua a ser Nadal o jogador a bater, tanto do ponto de vista estatístico como com base nos preços do mercado.

Como 1º cabeça-de-série, as principais ameaças a Nadal no primeiro quarto do quadro são Tomas Berdych e o desafortunado Thiem, que foi sorteado pela segunda semana consecutiva no segmento de Nadal.

Novak Djokovic parece favorito para vencer um competitivo segundo quarto, com John Isner e Grigor Dimitrov como principais ameaças, embora elementos como Kei Nishikori e Phillip Kohlschrebier também tenham as suas hipóteses.

Embora Djokovic mereça ser favorito, odds de [2.50] para vencer o quarto parecem curtas. Talvez o valor esteja em Nishikori a [7.00], tendo em conta que o seu jogo com Djokovic na semana passada foi extremamente competitivo, e ele tem igualmente um grande nível potencial em terra batida.

Forma de Cilic em causa no 3º Quarto


O terceiro quarto parece mais fraco. Marin Cilic, Kevin Anderson, Steve Johnson, Richard Gasquet, Pablo Carreno-Busta e Diego Schwartzman parecem os principais candidatos mas nenhum deles figura entre os melhores no mercado para Vencedor. Cilic tem os melhores dados em terra batida mas não está em grande forma, e todos estes jogadores parecem muito falíveis a este nível.

Fadiga é a grande questão em relação a Zverev


O último quarto terá muito haver com a forma como Zverev estará esgotado após duas vitórias em torneios nas últimas duas semanas. A lógica sugere que ele estará assim mesmo, e se for esse o caso, jogadores como Juan Martin Del Potro, Kyle Edmund, David Goffin e Borna Coric podem superar o desafio até às fases mais avançadas.

Após tudo isto, só posso antecipar uma semana fascinante em Roma. Embora as condições não sejam propriamente idênticas às de Roland Garros, esta é a última oportunidade realista para os jogadores obterem um vital tempo em court antes do Open de França, e com base nisso, a motivação dos jogadores deve estar extremamente elevada.


APOSTA RECOMENDADA:
Kei Nishikori para vencer o 2º Quarto @ [7.00]

Ver mercado