Apostas Open da Austrália Dia 3: Dimitrov pode sofrer para cumprir handicap

Pablo Cuevas pode cumprir um longo handicap de jogos contra Dimitrov
Ver mercado

Esta Quarta-Feira teremos o início da segunda ronda do Open da Austrália e após uma aposta vitoriosa ontem, Dan Weston regressa para prever a acção do dia...

"No entanto, eu antecipo que o jogo seja orientado para o serviço, e a página de Desportos oferece [1.67] por Cuevas no +7.5 Jogos para começar, com Dimitrov a falhar o cumprimento dessa marca em oito de 11 partidas de Grand Slam desde 2016 com preços semelhantes aos actuais [1.20]."

Bolt oferece-nos uma boa vitória ao segundo dia


Nas partidas de terça-feira tivemos poucas surpresas com Alexander Zverev, David Goffin e Novak Djokovic a seguirem para a segunda ronda na quinta-feira, apesar de termos tido muitos pontos de discussão.

O previsível jogo do dia foi uma grande desilusão com Nick Kyrgios a oferecer pouca resistência a Milos Raonic, enquanto Stan Wawrinka talvez tenha sido afortunado pelo abandono de Ernests Gulbis quando perdia por um set a zero. Kei Nishikori teve de recuperar de dois sets abaixo contra o promissor polaco, Kamil Majchrzak, que começou a ter problemas a partir do set e acabaria por desistir. Os abandonos foram claramente um tema - cinco homens no total foram incapazes de prolongar a sua estadia em court no opressivo calor de Melbourne.

Também seleccionámos uma aposta vencedora com Alex Bolt a cumprir o handicap de jogos e até mesmo a bater Jack Sock, portanto a minha suspeição em relação à ideia de que Sock tem muito a melhorar em relação à época passada confirmou-se esta madrugada.

O calendário de Quarta-Feira vê a primeira série de 16 partidas da segunda ronda decorrerem e, na verdade não há muitas opções em que goste de me colocar, pois parece ser um conjunto de jogos perigoso. Eu irei começar com alguns 'outsiders' que podem ter mais hipóteses de cumprir as linhas de handicap do que as odds sugerem.

Tsitsipas continua sobrevalorizado mesmo contra o actual Troicki


Eu mencionei várias vezes no passado que sinto que Stefanos Tsitsipas é um pouco sobrevalorizado pelos mercados, com uma sobre produção nos pontos de break e muitas vitórias em partidas difíceis a contribuírem para o seu sucesso e ambas tendem a ser relativamente insustentáveis. É claro que ele ainda irá evoluir devido à sua tenra idade mas eu sinto que muitas vezes os seus preços não são propriamente justificados.

Tsitsipas está a [1.17] contra Viktor Troicki, que esta muito longe dos seus melhores dias, mas até mesmo a actual versão do sérvio pode oferecer uma boa resistência frente a um adversário que não tende a vencer as suas partidas facilmente.

Travaglia pode dar trabalho a Basilashvili


Eu também penso que o qualifier, Stefano Travaglia, está a pairar em território de valor contra Nikoloz Basilashvili, que está apenas a [1.34] para conseguir o triunfo. Bash melhorou de modo significativo nos últimos seis meses, mas Travaglia não é fácil em piso duro mesmo que as suas estatísticas sejam maioritariamente feitas a partir de encontros frente a adversários de menor calibre do que aquele que irá enfrentar amanhã.

Dimitrov sofrerá para cumprir longa linha de handicap


Outra interessante opção de handicap é Pablo Cuevas contra Grigor Dimitrov, com o búlgaro estatisticamente longe do seu melhor nos últimos meses e até cedeu um set para o virtualmente retirado Janko Tipsarevic na segunda-feira. O uruguaio também não está nos seus melhores dias ultimamente agora que já vai a meio dos 30 anos e tem uma óbvia preferência por terra batida.

No entanto, eu antecipo que o jogo seja orientado para o serviço, e a página de Desportos oferece [1.67] por Cuevas no +7.5 Jogos para começar, particularmente com Dimitrov a falhar o cumprimento dessa marca em oito de 11 partidas de Grand Slam desde 2016 com preços semelhantes aos actuais [1.20]. Nas vezes em que cumpriu o handicap o seu preço rondava [1.07] (Tipsarevic na segunda, mais Vaclav Safranek e Dennis Novak) ou inferior, e Cuevas é uma melhoria substancial em relação a esse trio.

Thompson subestimado contra Seppi


A outra hipótese interessante é Jordan Thompson para vencer o encontro diante de Andreas Seppi, com o tenista da casa disponível a [2.44] como não-favorito. O meu modelo até considera Thompson ligeiramente favorito para o encontro, e ele chega em grande forma - só perdeu para o altamente promissor Alex De Minaur (duas vezes) em 2019, e teve vitórias dignas diante de Feliciano Lopez e Adrian Mannarino. Para além disso, ele encerrou 2018 em altas, atingindo três finais consecutivas de Challengers em piso duro, vencendo os eventos de Traralgon e Camberra.

Seppi foi finalista derrota na semana passada em Sydney - também perdeu para De Minaur - e eu não consigo evitar pensar que isso influenciou o preço do veterano italiano aqui. Eu também imagino como irá Seppi, que faz 35 anos dentro de um mês, lidar com cinco partidas na semana passada seguidas por um embate de quatro sets contra Steve Johnson na segunda-feira.

Nadal um pouco curto no embate com Ebden


Em outras partidas, Rafael Nadal parece um pouco curto já que defronta o homem da casa Matt Ebden enquanto outros grandes nomes também estarão em acção, incluindo Marin Cilic, que defronta Mackenzie McDonald e Roger Federer que mede forças com o britânico Dan Evans. Será interessante ver como irá Evans portar-se aqui já que é obviamente melhor do que o seu actual ranking sugere e também parece motivado em recuperar esse ranking perdido após a sua suspensão.


APOSTA RECOMENDADA:
Pablo Cuevas +7.5 Jogos vs Grigor Dimitrov @ [1.67] em Desportos

"Se gostou de nosso artigo, compartilhe em suas redes sociais"

Ver mercado