Apostas Open da Austrália: João Sousa subestimado pelos mercados vs Kohlschreiber

João Sousa terá de puxar dos galões se quiser transitar para a terceira ronda em Melbourne
Ver mercado

Depois do suado triunfo sobre Guido Pella, João Sousa defronta Philipp Kohlschreiber na Segunda Ronda do Open da Austrália já está madrugada. André Guerra, colunista da Betfair, analista o embate...

"Num piso mais rápido como o de Melbourne, cabe ao adversário de Kohlschreiber pressionar o seu jogo de fundo do court retirando-lhe tempo para a execução das suas fortes pancadas, em especial da esquerda a uma mão que requer maior tempo de preparação."

Mais de 37.5 Jogos no Sousa vs Kohlschreiber @ [1.90] no Intercâmbio

João Sousa vs Philipp Kohlschreiber
Esta Noite, 02:00 (Portugal) / 00:00 (Brasil)
Em Directo no Eurosport Player

Conquistador não vira a cara à luta


Conforme antevi, o encontro entre João Sousa e o argentino Guido Pella acabou por ser extremamente disputado com o tenista português a superiorizar-se ao fim de cinco sets e mais de quatro horas de jogo.

Agora, o conquistador vimaranense terá pela frente na segunda ronda da competição o veterano germânico Philipp Kohlschreiber, que teve um embate de primeira ronda bem mais acessível, despachando o desconhecido Z.Li em três sets e pouco mais de duas horas.

João Sousa é considerado não-favorito para este embate a interessantes [3.20], e avaliando o histórico de confrontos entre os dois jogadores é notório que não existe uma grande diferença entre ambos. Regista-se um 2-2 no histórico de confrontos com a particularidade do tenista luso ter vencido em ambas as ocasiões em que se defrontaram em piso duro, como irá suceder aqui em Melbourne.

O facto de Sousa ter gasto mais duas horas que o germânico para seguir em frente pesará nesta discrepância de cotações, no entanto não me parece que justifique uma diferença tão substancial. É certo que Kohlschreiber é um tenista com maiores pergaminhos ao longo da sua carreira, no entanto também é justo dizer que se costuma dar melhor sobre o pó-de-tijolo.

Para além disso, Philipp Kohlschreiber [1.44] tem actualmente 35 anos de idade e não vejo que esteja entusiasmado com a ideia de jogar frente a João Sousa à hora de maior calor em Melbourne pelo que a condição física e a adaptação às condições adversas pode ser crucial, e aí parece-me que o lutador Sousa poderá levar vantagem.

Quanto mais a partida se prolongar, melhor


Atendendo aos factores idade e condições meteorológicas, acredito que a chave de um eventual triunfo de João Sousa passará por prolongar ao máximo os pontos e não dar nada de mão beijada ao adversário, que tenderá a ir baixando de produção com o decorrer do tempo e o acumular de fadiga.

Temo que o germânico entre melhor na partida e até vença o primeiro set, mas João Sousa terá de manter-se altamente intenso durante toda a partida em busca de explorar o desgaste alheio. O português tem um ténis agressivo que não permite ao seu rival estar demasiado confortável na troca de bolas, e se esse desconforto for crescente acredito que o português tem aqui uma oportunidade de vencer.

Piso rápido favorece o português


As maiores conquistas de João Sousa no circuito profissional aconteceram em piso duro e, em sentido contrário o germânico foi mais feliz sobre a terra batida, num tipo de piso mais lento que lhe permite aplicar a sua forte pancada de direita e uma esquerda a uma mão.

Ora, num piso mais rápido como o de Melbourne cabe ao adversário de Kohlschreiber pressionar o seu jogo de fundo do court, retirando-lhe tempo para a execução das suas fortes pancadas, em especial da esquerda a uma mão que requer maior tempo de preparação.

Se levarmos em conta o agressivo estilo de jogo de João Sousa, que procura a todo o momento forçar a nota com a sua direita, acredito que o português conseguirá vários períodos de superioridade no jogo, podendo assim adjudicar pelo menos um set ou dois.

E é nesse sentido que vejo a aposta em Mais de 37.5 Jogos nesta partida a [1.90] como uma excelente opção.

Outro dado que me parece digno de registo é o carácter enganador da vitória do alemão frente ao chinês na primeira ronda. Apesar de ter ganho em três sets aparentemente fáceis, a verdade é que Kohlschreiber teve de salvar 10 pontos de break, acabando o encontro sem conceder qualquer break.

A título de comparação, João Sousa concedeu 13 pontos de break frente a Pella salvando nove deles. Serve isto para demonstrar que o alemão não está assim tão consistente no seu jogo de serviço, ou pelo menos não esteve na partida de estreia, e supera-lo pode ser possível para João Sousa.


APOSTA RECOMENDADA:
Mais de 37.5 Jogos no Sousa vs Kohlschreiber @ [1.90] no Intercâmbio

APOSTA DE RISCO:
João Sousa para bater Philipp Kohlschreiber @ [3.20] no Intercâmbio

"Se gostou de nosso artigo, compartilhe em suas redes sociais"

Ver mercado