Apostas US Open Masculino Dia 4: Schwartzman pode ser testado por Munar

Diego Schwartzman deverá ser obrigado a trabalhar para bater Jaume Munar
Ver mercado

A acção desta Quinta-Feira no Open dos Estados Unidos terá mais 16 partidas da 2ª ronda do quadro masculino, e após uma aposta vencedora no dia três, o nosso colunista de ténis, Dan Weston, regressa com os seus palpites...

"Além disso, quando Munar defrontou adversários consideravelmente mais fortes em piso duro, ele não levou lições de ténis. Ele venceu dois de quatro como claro 'underdog' em piso duro, e as suas derrotas foram 6-4 6-4 e 6-4 3-6 6-3 - se usarmos isto como rácio por set, ele iria cumprir o handicap de jogos +6.5 nessas derrotas."

Triunfo merecido de Medvedev sobre Tsitsipas


Escolhemos um 'outsider' vencedor no dia de ontem em Nova Iorque, com Daniil Medvedev a corresponder perante Stefanos Tsitsipas em quatro sets. Com Medvedev também um break acima no terceiro set, quando liderava 2-0, ele poderia facilmente ter vencido em três sets, e apesar de ter só ter ganho 56% dos pontos da partida, é difícil sugerir que Medvedev não mereceu seguir para a terceira ronda, onde defrontará Borna Coric noutro entusiasmante embate da nova geração em perspectiva.

Para além disso, ambas as nossas selecções pré-torneio, Rafa Nadal e Borna Coric, seguiram em frente sem grande esforço, e Nadal está agora a [3.20] no mercado para Vencedor do Torneio, fortalecendo a sua posição na liderança do mesmo.

Djokovic e Zverev com preços curtos no Dia 4


Novak Djokovic não tem tido muito apoio na nossa crónica desde as dificuldades que revelou para superar Martin Fucsovics na primeira ronda, e o ex-nº1 mundial defronta um tenista da casa Tennys Sandgren esta noite. Após esses problemas, eu claramente não irei aconselhar uma aposta no sérvio a um preço tão curto quanto [1.04].

Alexander Zverev também parece um pouco curto a [1.05], tendo em conta a sua tradicional falência em Grand Slams, e ele defronta o lucky loser Nicolas Mahut. Embora Mahut, aos 36 anos de idade, venha apresentando um fraco registo este ano, e possa estar longe de se regozijar com uma grande carreira, ele não será um mero espectador, e com Zverev tendo tanto a provar em partidas à melhor de cinco sets, ele é outro em quem não faço questão de apostar a um preço curto proibitivo.

Baghdatis com hipóteses contra Pouille


Se fosse à melhor de três sets, Marcos Baghdatis pareceria uma hipótese mais atractiva a [2.80] para o seu jogo frente a Lucas Pouille, com o nível do francês ao longo dos últimos meses a não ser propriamente impressionante.

E apesar de também ele ter resultados medíocres, Baghdatis parece ser capaz de se manter à tona no circuito aos 33 anos de idade, e os seus dados em piso duro ao longo do último ano não são assim tão maus, especialmente na resposta ao serviço. No entanto, creio que a melhor hipótese de Baghdatis será evitar uma partida demasiado demorada, onde a sua condição física possa ser testada.

De Minaur com apoio do mercado contra Tiafoe


Apesar de já ter mencionado um encontro da nova geração entre Medvedev e Coric para amanhã, teremos outro no calendário de hoje, com Alex De Minaur a defrontar Frances Tiafoe.

Após bastantes variações de mercado, temos agora um 50/50 que parece adequado. As linhas abriram com De Minaur a cerca de [2.30] mas eram injustas para o talentoso australiano, até porque olhando aos dados de piso duro ao longo desta ano, e dos últimos doze meses, não existe muito a separar os dois jogadores. Se a linha de abertura continuasse disponível, eu teria ido em De Minaur hoje.

Munar pode competir com Schwartzman


Num dia onde não há muito valor à vista, as apostas pré-jogo devem ser mediadas, mas o melhor do pior provavelmente será Jaume Munar no handicap de jogos contra Diego Schwartzman, que está a [1.21] para vencer.

Vindo de Espanha, Munar é provavelmente considerado mais um jogador de terra batida, mas na verdade até tem bons resultados em Challengers de piso duro. Ele bateu Andrey Rublev na semana passada em Winston Salem, e venceu um Challenger da especialista em Segovia na época passada, onde derrotou Marcel Granollers e o já mencionado De Minaur.

Além disso, quando Munar defrontou adversários consideravelmente mais fortes em piso duro, ele não levou lições de ténis. Ele venceu dois de quatro como claro 'underdog' em piso duro, e as suas derrotas foram 6-4 6-4 e 6-4 3-6 6-3 - se usarmos isto como rácio por set, ele iria cumprir o handicap de jogos +6.5 nessas derrotas.

Com isto em mente, favorecer Munar com 6.5 jogos para começar é um plano decente, e o Intercâmbio paga actualmente [2.12] por isso - apesar de eu sentir que ainda poderá subir mais um pouco até [2.20] no início da partida.

Federer num confronto fascinante com Paire


Finalmente, vemos um bom número de estrelas em acção. Marin Cilic passou frente ao eventualmente perigoso Marius Copil na primeira ronda após a desistência do romeno, e agora mede forças com o jovem Hubert Hurkacz - será interessante verificar até que ponto Hurkacz poderá competir aqui.

Roger Federer também disputa o seu encontro da segunda ronda esta noite, com o suíço a defrontar o volátil Benoit Paire. Eu já disse há muito que Paire costuma guardar os seus devaneios para os jogadores que não respeita tanto, e que se torna mais sensato quando enfrenta os melhores jogadores do circuito. Se o melhor Paire conseguir obrigar Federer a constantes movimentações no court com os seus magníficos 'amorties', poderemos ter um confronto fascinante.


APOSTAS RECOMENDADAS:
Jaume Munar +6.5 no Handicap de Jogos @ [2.12]

"Se gostou de nosso artigo, compartilhe em suas redes sociais"

Ver mercado