Apostas Monte-Carlo Rolex Masters: Bem cotado Fognini pode ser alternativa a Rafa e Novak

Conseguirá Fognini aproveitar o ritmo da Taça Davis em Monte-Carlo?

A terra batida está de volta, e com ela chega o primeiro evento Masters 1000 do piso encarnado esta semana, e Sean Calvert procura as melhores apostas para o Monte-Carlo Rolex Masters...

"Fognini parece-me a melhor aposta dos jogadores com quotas elevadas esta semana, com um sorteio que o afasta de Nadal e apenas lhe coloca Jo-Wilfried Tsonga e Philipp Kohlschreiber no caminho nas primeiras rondas."

Aposta em Fognini @ 60.059/1 para CashOut

Aí está o início dos torneios de terra batida para uma boa parte dos melhores jogadores do ATP World Tour, com o Masters 1000 de Monte-Carlo a decorrer esta semana.

A temporada em terra começou na semana anterior em Houston e Casablanca, mas as aspirações de Rafa Nadal e Novak Djokovic só começam a ser jogadas na semana 16 com o seu primeiro torneio na terra batida europeia.

O Monte-Carlo Country Club saúda o campeão em título Djokovic, que espantou o oito vezes vencedor Nadal na fian de há 12 meses atrás e, enquanto nos torneios da semana passada haviam possibilidades sérias de acertar num "outsider", tal será mais difícil esta semana se avaliarmos o histórico, no entanto vamos tentar a nossa sorte.

Campeões de Roland Garros ou finalistas do mesmo têm dominado este evento ao longo do tempo, sendo Cedric Pioline em 2000 e Marcelo Rios em 1997 as excepções pois não chegaram à Final de Roland Garros nesses anos, mas ambos foram finalistas em grandes torneios ao longo das suas extensas carreiras.

O registo de Rafa neste torneio é astronómico com 48-2, enquanto Novak regista 20-6 e Roger Federer, que conseguiu um tardio wild card esta semana raramente conseguiu jogar bom Ténis em Monte-Carlo, com um registo de 23-10 e com apenas uma participação aqui desde 2009.

Federer precisa de treinar em terra batida para se adaptar à sua novíssima raquete, no entanto as coisas não lhe correram bem no ano passado em terra batida, tendo mesmo acabado por colocá-la de parte, e só regressando a utilizá-la no final da temporada. 

Ele não entra claramente nas minhas ideias para potencial aposta esta semana e, na realidade só Fabio Fognini faz sentido para mim em termos de qualidade em terra batida, no entanto têm-se escrito e dito algumas coisas acerca do italiano desde a sua vitória sobre Andy Murray em Nápoles.

Murray é fraco em terra batida comparativamente com a relva ou o piso duro, mas ainda assim a primeira vitória de Fognini diante de um top-10 ao bater com estrondo Andy Murray é muito positiva, no entanto pode não ser suficiente para o galvanizar diante de um Rafa que tem um registo muito superior a qualquer outro adversário no circuito em terra batida.

Foginini nunca roubou um set a Nadal em terra batida e apenas um no geral, já para não falar nas enormes diferenças no aspecto mental claramente a favor do espanhol. Já se ouviu alguém falar no italiano como potencial candidato ao título em Roland Garros mas eu não o vejo ainda preparado para tal.

Ele parece-me, ainda assim a melhor aposta dos jogadores com quotas elevadas esta semana, com um sorteio que o afasta de Nadal e apenas lhe coloca Jo-Wilfried Tsonga e Philipp Kohlschreiber no caminho nas primeiras rondas.

Tsonga defende um lugar na Meia-Final alcançado há 12 meses atrás e, apesar de ter por hábito jogar melhor em França do que na maioria dos outros países, não o vejo a atingir desempenho semelhante ao do ano anterior até porque ele parece em clara quebra e em breve poderá estar mesmo abaixo do actual nº12 mundial.

Fabio também alcançou as Meias-Finais aqui no ano passado, mas parece bem mais capacitado para repetir essa façanha do que Tsonga e a 60.059/1 parece-me a melhor aposta para CashOut.

Federer é o melhor cotado no sector do quadro do italiano, mas o suíço estará mais a ver este torneio como um local para treinar o seu jogo em terra batida e com isso aliado ao seu fraco registo neste torneio, Fognini poderá ter uma excelente hipótese de marcar novamente presença nas Meias-Finais. 

Djokovic está na parte do quadro adjacente e não parece ter tarefa fácil, com muitos jogadores potencialmente perigosos como Ernests Gulbis, Alex Dolgopolov, Gael Monfils, Benoit Paire e Tomas Berdych.

Qualquer uma destas ameaças em dias sim pode derrubar Novak na sua primeira aparição em terra batida desde a Taça Davis no Outono passado e o mais capaz de o fazer é Berdych, que bateu o sérvio na terra batida de Roma na temporada passada e pode muito bem repetir a proeza.

Berdman tem realizado uma boa temporada até agora e já foi por duas vezes semi-finalista em Monte-Carlo. Ele estará a piscar o olho às suas hipóteses nestas condições, que são geralmente lentas e pelo que os jogadores têm dito voltam a sê-lo este ano.

Tomas é um dos poucos com poder para fazer "winners" em superfícies lentas e, apesar de eu não o ver como uma boa aposta para vencer a 29.028/1 ele pode muito bem revelar-se no desmancha prazeres de que Fognini ou qualquer outro jogador precisa para ir longe na competição. 

Rafa, no quadro superior do sorteio terá um início confortável para o seu ataque ao nono título aqui, mas ele pode muito bem ser testado pelo vencedor da secção encabeçada Grigor Dimitrov/David Ferrer e Stan Wawrinka também parece bem colocado no sector adjacente para ir longe. 

Mais uma vez, não vejo Wawrinka sair vencedor deste torneio pois tem andado numa forma muito intermitente desde o triunfo em Melbourne e ele teria de estar a 100% para bater Rafa nesta terra batida.

Nadal deverá voltar a chegar à Final aqui, mas ele foi muito pouco convincente na terra  batida do Rio de Janeiro há uns meses atrás numa altura em que Pablo Andujar o devia ter batido e Dolgo também lhe pregou um susto. A juntar a isto, a tareia que Djokovic lhe aplicou em Miami pode ter minado a sua confiança.

Isso também pode indicar que ele não se encontra na sua melhor forma física e a 1.855/6 para Rafa vencer o torneio, vou ter de ficar de fora. O mesmo sucede com a defesa do título de Djokovic a 3.02/1, no entanto esta poderá mesmo ser a Final se a história se voltar a reeditar.

Rafa está a quotas demasiado baixas e corresponde a uma aposta demasiado óbvia para meu gosto, enquanto que Noavk é um pouquito melhor opção a preço mais elevado, mas se Djokovic cair Fognini torna-se numa aposta muito séria.

Aposta Recomendada:
Aposta em Fognini @ 60.059/1 para CashOut