Open Australia

Apostas Open da Austrália - Final Masculina: Thiem terá de manter eficácia nos pontos chave

Novak Djokovic está perto do 8º título em Melbourne Park

"Muitos poderão argumentar que a sobre produção nos pontos chave é um aspecto positivo, mas a minha pesquisa iria sugerir que esse é simplesmente um sintoma com variância, com a performance nos pontos chave quase sempre a reverter para a expectativa normal no longo prazo (baseado nos pontos ganhos no serviço/resposta)."

Dominic Thiem terá a tarefa de surpreender Novak Djokovic na final e Dan Weston dá-nos o seus palpites sobre essa possibilidade...

Resultados de Thiem inesperados


Enquanto a chegada de Djokovic a partir da metade inferior do quadro foi esperada - ele era o grande favorito do torneio antes do início do evento - o mesmo não se poderá dizer da caminhada de Dominic Thiem na metade superior, com o austríaco 5º cabeça-de-série a derrotar três adversários do top-10 a caminho desta fase e irá necessitar de bater mais um no Domingo se quiser erguer o seu primeiro título de um Grand Slam.

Thiem já foi duas vezes finalista de Grand Slam, mas ambas aconteceram na sua superfície favorita - terra batida - no Open de França (nas últimas duas épocas) onde teve de se haver com o Rei da Terra Batida, Rafa Nadal. No entanto, ele não pode ser acusado de ter tido um percurso fácil até à final aqui, embora a sua vitória sobre Alexander Zverev na semifinal tenha sido um pouco feliz, já que venceu dois sets via tiebreak e tendo menos cinco pontos de break do que o seu adversário, além de vencer apenas mais três pontos do que o alemão em todo o encontro, mesmo vencendo por 3-1 em sets.
Zverev também teve um melhor registo entre winners e pontos não forçados.

Sobre produção nos pontos chave factor essencial para Thiem


De facto, podemos dizer que os dois encontros consecutivos que Thiem venceu se basearam nas mesmas dinâmicas. Nos quartos de final, Rafa teve mais três pontos de break e perdeu apenas mais cinco pontos numa derrota de 3-1, tendo igualmente um melhor rácio de winners/erros não forçados. Nessa ocasião, o austríaco venceu três tiebreaks e é difícil argumentar de que ele não tenha sido o maior beneficiário do seu elevado aproveitamento nos pontos chave durante os seus encontros.

thiem_training_melbourne.jpg

Muitos poderão argumentar que a sobre produção nos pontos chave é um aspecto positivo, mas a minha pesquisa iria sugerir que esse é simplesmente um sintoma com variância, com a performance nos pontos chave quase sempre a reverter para a expectativa normal no longo prazo (baseado nos pontos ganhos no serviço/resposta) - é uma simples questão de quando, e não se.

Djokovic com dados muito superiores no torneio


Certamente, Djokovic tem dados estatísticos melhores ao longo dos seis encontros disoutados no torneio até à Final. Ele venceu mais 4.5% de pontos no serviço e quase mais 4% de pontos na resposta, necessitando igualmente de menos 61 jogos em court - ele tem todas as vantagens estatísticas aqui.

E isso é reflectido no preço do mercado com o sérvio avaliado em 1.292/7 como favorito, e esta é uma linha com a qual concordo. Thiem tem-se portado razoavelmente contra Djokovic em confrontos anteriores, vencendo quatro dos seus dez embates de carreira no circuito principal, mas com a excepção de uma vitória no tiebreak do set final sobre Djokovic em Novembro na ATP Tour Finals, todos os restantes triunfos aconteceram em terra batida.

Em piso duro ao ar livre - um pouco no início dos seus frente-a-frente - Thiem foi incapaz de criar grandes problemas no serviço de Djokovic e eu penso que ele terá de aproveitar todas as suas chances novamente este Domingo. Pode bem ser possível - ele esteve bem nos últimos dois encontros, afinal de conta - mas na minha opinião, isso será improvável. O preço do mercado reflecte fielmente as probabilidades de vitória existentes para os dois jogadores.

"Se gostou de nosso artigo, compartilhe em suas redes sociais"