Apostas Ténis: Djokovic legítimo favorito após sorteio simpático

O sérvio costuma dar-se muito bem em Melbourne...

O especialista de Ténis, Sean Calvert, dá uma vista de olhos no sorteio masculino para o Open da Austrália, e acredita que este veio fortalecer as hipóteses de Novak Djokovic de manter o título...

Djokovic e Serena são os favoritos e têm condições para fazer valer o seu jogo...

Aposta Recomendada 

Djokovic/S.Williams como dupla vencedora a 11/43.7

O Open da Austrália de 2013 iniciou-se esta madrugada e estamos todos prontos para o Grand Slam de abertura da temporada.

Com este sorteio, o campeão em título, Novak Djokovic, mantém-se como o vencedor mais provável, já que evitou os segundo, terceiro e quarto favoritos nas apostas, assim o sérvio está a 11/102.1 para a manutenção do título.

O primeiro adversário de Djokovic parece relativamente fraco, sendo pouco provável que o adversário da primeira ronda, Paul-Henri Mathieu, consiga enfrentar tamanho desafio durante cinco sets.

Também não estou a ver que um dos tenistas do trio Radek Stepanek, Viktor Troicki ou Feliciano Lopez possa criar muitos problemas, a não ser que Steps faça o jogo da sua vida, e depois deste Djokovic enfrentará provavelmente Sam Querrey ou Stanislas Wawrinka.

Este último parece ser o adversário mais provável, tendo em conta o péssimo registo de Querrey na Austrália, mas os únicos obstáculos reais que Djokovic enfrentará serão Tomas Berdych, nos oitavos, e talvez David Ferrer na semi-final.

Nole deve estar deliciado com este sorteio, tendo em conta o seu historial de 11-1 contra o checo, e 8-0 em piso rápido contra o espanhol.
Os quartos contra Ferrer serão a zona mais provável a que um jogador de preço alto pode chegar, e muitos vão considerar que Jerzy Janowicz é esse homem, mas parece um bocado fantasista pensar que um bom torneio num recinto coberto, no fim da temporada, possa ser comparado a uma participação num Grand Slam. E ele parece com poucas hipóteses a 189/1190.0.

Se não fosse o facto de ser um bocado inconstante, preferia apostar em Kei Nishikori a 249/1250.0 ou Janko Tipsarevic a 369/1370.0, se conseguir evitar o "cansaço súbito" ou outros achaques. Ambos têm jogo para derrotar Ferrer, e o japonês em particular poderia ser um candidato, se não se lesionasse de cinco em cinco minutos.


A segunda metade do sorteio está carregada de talento, com Andy Murray, Roger Federer e Juan Martin del Potro como principais adversários, juntamente com personalidades como Jo-Wilfried Tsonga, Bernard Tomic, Milos Raonic e Richard Gasquet.

O grupo de Murray, que começa com a primeira ronda contra o vistoso mas inconsistente holandês Robin Haase, parece bastante confortável para o escocês.

Só um Alex Dolgopolov inspirado parece capaz de abalar as esperanças de Murray, mas não estou a ver que isso aconteça, e ele deverá progredir até aos quartos de final, onde provavelmente enfrentará Del Potro.

O argentino nunca passou dos quartos em Melbourne e não sou grande fã dele, já que não jogou em nenhum torneio de aquecimento, excepto Kooyong. Se esse jogo acontecer, espero que Murray o ganhe.

Claro, Federer e Djokovic também não jogaram no tour em 2013 e, logo de início, o destaque irá para o maestro suíço, que enfrenta Benoit Paire, Nicolay Davidenko e Bernard Tomic, em rápida sucessão.

Federer não ganha num slam em piso rápido desde há três anos, aqui em Melbourne, que foi também a última vez em que atingiu uma final em piso rápido, e com o seu grupo composto também por Tsonga, Raonic, Gasquet, Tommy Haas e Philip Kohlschreiber, deve ter desejado algo mais fácil.

Raonic deveria estar acima de 169/1170.0, com base nos seus esforços médios na Austrália até agora, mas ainda tem de provar que é forte fora do piso rápido em recinto fechado e de alguns tipos de terra.

Tomic está baixo a 59/160.0, tendo em conta a sua vitória contra Djokovic e um desempenho decente num ATP 250 em Sydney esta semana. Ficaria muito surpreso se ele conseguisse passar Federer.

Tsonga deve estar satisfeito com o seu mini-grupo, que poderá vir a ser um combate directo entre ele, Gasquet e Haas para um lugar nos quartos de final. Em teoria, poderíamos considerar Gasquet, mas ele nunca passou dos últimos 16 em Melbourne e ainda joga demasiado do fundo do court para incomodar os jogadores de topo.

Assim, Murray terá provavelmente de ultrapassar Del Potro e talvez Federer para atingir a final, onde quase de certeza jogará contra Djokovic, e o sorteio fácil que o sérvio teve torna-o um grande favorito difícil de enfrentar.

Como está com quota baixa de 11/102.1, a minha jogada aqui será de apostar a favor da dupla vencedora Djokovic e Serena Williams, porque será igualmente difícil ver a Americana perder nos singulares femininos.

Para apostas a favor com vista ao trading, só Berdych é que atrai a 84/185.0, mas não muito, e as alternativas possíveis a Ferrer são os únicos bom preços que vale a pena tomar em consideração.

Aposta Recomendada 

Djokovic/S.Williams como dupla vencedora a 11/43.7