Apostas Aberto da França Dia 5: Ramos com potencial underdog contra Fucsovics

Albert Ramos pode criar uma surpresa no dia de hoje...

A segunda ronda do Aberto da França continua nessa quinta-feira, e nosso colunista de tênis, Dan Weston retorna para analisar as apostas do dia...

"Será este um efeito da vitória de Fucsovics em cima de Daniil Medvedev na primeira ronda? No ano passado, Ramos teve dados muito superiores em terra batida."

Zverev com quinto set energético


Não conseguimos um hat-trick de apostas ganhas ontem com Juan Ignacio Londero incapaz de cobrir o handicap de jogos contra Marco Cecchinato, e conforme mencionei, não tivemos muitas opções interessantes num quarto dia algo difícil.

As coisas também não foram fáceis para Casper Ruud e Alexander Zverev, que precisaram de um quinto set para bater Tommy Paul e Pierre-Hugues Herbert, respetivamente, apesar de ser notório que o triunfo de Ruud demorou pouco mais de duas horas e meia enquanto o de Zverev foi claramente mais longo, um pouco acima das quatro horas - o que pode ser um problema para o germânico com o progresso do torneio.
Por outro lado, Rafa Nadal e Dominic Thiem passearam até à terceira ronda com vitórias em três sets.

Na quinta, temos mais um dia complicado, embora existam algumas posições interessantes que o meu modelo identificou. A acção, tal como tem acontecido ao longo da semana, começa às 10.00.

Anderson pode testar Lajovic


Kevin Anderson parece um pouco alto a 9/52.78 para seu confronto com Dusan Lajovic. Já mencionámos há alguns dias que Lajovic estava a preço curto antes de ser forçado a quatro sets contra Gianluca Mager, e ele parece novamente curto aqui.

Perante isto, é muito difícil avaliar o atual nível de jogo de Anderson em terra batida, e mesmo a nível geral - ele perdeu 2/2 em terra batida antes desse torneio e 4/5 em todas as superfícies, tendo disputado somente nove partidas no ATP Tour desde que se lesionou em Wimbledon no ano anterior. No entanto, com base nos dados estatísticos que tenho, Anderson parece ter alguma valia aqui.

Ramos com melhores dados em terra batida


Também temos algumas partidas onde verdadeiros especialista em terra batida parecem subvalorizados contra jogadores de todas as supetfícies que alcançaram resultados decentes em piso duro desde o recomeço da temporada.

Albert Ramos deu-nos uma aposta vencedora esta semana, com uma fácil vitória em cima de Adrian Mannarino, e eu estou surpreso por o ver tão elevado a 2/13.00 contra Marton Fucsovics - será este um efeito da vitória de Fucsovics em cima de Daniil Medvedev na primeira ronda? No ano passado, Ramos teve dados muito superiores em terra batida.

Carreno-Busta sobrevalorizado para embate com Pella


O semifinalista do US Open Pablo Carreno-Busta está em posição similar a Fucsovics para seu confronto com Guido Pella - eu tenho dificuldade em justificar o espanhol tão favorito a 30/1001.31. No ano passado, PCB teve dados pouco impressionantes em terra batida, perdendo para Pedro Cachin, Jeremy Chardy (duas vezes) e Reilly Opelka, apesar de ter tido alguns problemas com lesões no ano anterior.

Porém, precisamos recuar até 2017 para encontrar um ano onde Carreno-Busta tenha melhores dados que Pella em terra batida, que continuava tentando saltar do nível Challenger nesse ano. Não será uma surpresa se tivermos aqui um resultado inesperado.

É uma escolha difícil sobre quem é meu preferido de Ramos (para vencer) ou Pella (handicap de jogos) mas vou favorecer Ramos para vencer o encontro a generosos 2/13.00 no dia de hoje.

***

Siga Dan Weston no Twitter @TennisRatings