Apostas Final Taça Davis: Factor Casa favorece equipa checa

Ferrer e Stepanek farão as honras de abertura numa partida que poderá ser muito disputada.

A temporada 2012 de ténis termina esta semana com a Final da Davis Cup, que este ano é disputada por Espanha e República Checa, naquela que será uma repetição da final de 2009.

Inclino-me para os checos, uma vez que a pressão em Ferrer será demasiada, tendo em conta que Almagro será um parceiro menos activo nestas tipo de piso.


República Checa para vencer a Espanha a 1.865/6

A final deste ano foi marcada por ser o ano 100 na história da competição e, numa inversão de papéis comparativamente com o que se passou em 2009, o encontro tem os checos como anfitriões na O2 Arena, em Praga.

A República Checa vai tentar garantir que a sua performance seja bastante melhor que o 5-0 sofrido três anos atrás em Barcelona estando neste momento muito melhor posicionada para o fazer com a vantagem do factor casa e da ausência de Rafa Nadal para lhes estragar os planos.

As estatísticas dão ligeira vantagem aos checos com 1.865/6 para ganhar este confronto e para isso, como sempre, contam com o par habitual Tomas Berdych e Radek Stepanek em singulares e pares, com Lukas Rosol e Ivo Minar como suplentes.

A Espanha escolheu David Ferrer e Nico Almagro para os singulares, e o par de campeões das World Tour Finals, Marcel Granollers e Marc Lopez para o encontro de pares de sábado.

E parece ser um encontro bastante renhido, com o desempenho de Almagro em singulares a poder ser a peça chave para o desfecho final.

Em vésperas do encontro, Berdych acusou Almagro de ser o elo mais fraco do lado espanhol dando a entender que o tenista não tem a garra necessária para aguentar grandes encontros.
Berdych tem de facto uma certa razão já que o recorde de Almagro em piso indoor fica bastante aquém de um jogador do seu calibre, sendo que a sua melhor vitória foi conseguida no mês passado em Valência quando derrotou o número 23 do ranking mundial Sam Querrey.

Nunca chegou a derrotar um jogador do top-20 em piso coberto e tem um recorde de derrotas quer para Stepanek quer para Berdych, sendo que o último ganhou os últimos sete sets frente ao espanhol - daí os seus comentários desta semana.

Os anfitriões estão claramente preparados para dificultar a vida aos espanhóis e os visitantes vão apostar principalmente em Ferrer para continuar a sua performance e acabar com Berdych e Stepanek em singulares.

Será uma grande exigência física a fazer a Ferrer, já que os seus jogos contra Berdych e Stepanek podem demorar bastante tempo. Ao longo da sua carreira, o número cinco do ranking mundial já jogou cinco sets contra Stepanek e, mais recentemente, duas vezes contra Berdych.

Stepanek retirou-se de Bercy para se poupar para as finais de duplas da World Tour Finals e para este fim-de-semana, sendo que certamente vai ver isto como sendo a última oportunidade para levar a vitória da Davis Cup para a República Checa.

O lucro irá depender de uma série de factores: o estado físico de Ferrer, a motivação de Berdych nas decisões fulcrais, as duplas, e Stepanek derrotar ou Almagro ou Ferrer, e penso que seria um grande objetivo cumprido para Ferrer levar a Espanha à vitória.

Para Berdych, caso consiga oferecer dois ou três pontos à sua equipa poderá galvanizar-se para melhores desempenhos nos maiores torneios das próximas temporadas, tal como quando Novak Djokovic levou a vitória à Sérvia há uns anos atrás que o levou a registar uma série incrível de vitórias.

Numa decisão difícil de tomar, estou do lado dos checos, uma vez que a pressão em Ferrer será demasiada com Almagro a ser um parceiro menos activo nestas condições.

Aposta Recomendada:
República Checa para vencer a Espanha a 1.865/6

Calendário do Dia:
David Ferrer Vs Radek Stepanek --- 15:00
Tomas Berdych Vs Nico Almagro --- 16:30 ou após o desfecho do 1º encontro