Apostas.Betfair

Tour de France 2017 Etapa 12: Froome e Pinot podem brilhar a caminho de Peyragudes

Ver mercado

Este será um dia para os ciclistas da Geral Individual, afirma Jack Houghton, que pensa que Froome é o mais forte do momento, mas Thibaut Pinot pode beneficiar de liberdade para fugir sem concorrência...

"Eu não acredito muito que Aru possa fugir a Froome após uma etapa mais desgastante que teremos desta feita."

Que tipo de etapa nos espera?

Um longo e complicado dia nas montanhas que começa de forma calma, antes de progressivamente se inclinar até ao final em topo em Peyragudes, o cenário do famoso incidente em 2012 quando o então super-doméstico, Chris Froome, parecia estar em condições de deixar o seu líder para trás, Bradley Wiggins, antes de ser chamado via rádio para regressar.

A etapa contém seis subidas categorizadas, com três delas nos últimos 30 quilómetros, incluindo uma de categoria especial em Port de Bales. Mais importante que isso poderá ser a ascensão final até à meta, que será a única chegada nos Pirinéus. Apesar de ter somente 2.4 quilómetros de extensão, a secção final da mesma chega aos 16% de inclinação.


Quem são os favoritos?

Três ciclistas têm dominado as subidas no Tour até ao momento: Chris Froome [6.60], Romain Bardet [10.00] e Fabio Aru [6.00], com Aru a ser fortalecido pelo seu companheiro Jakob Fuglsang, actualmente na 5ª posição na Classificação Geral já depois de ter vencido o Dauphine.

Ter dois ciclistas tão fortes na luta pela Camisola Amarela oferece à Astana opções para enviar um estrada acima, desgastando os colegas de Froome e isolando o britânico, antes de Aru tentar o ataque final. Bem, pelo menos em teoria é assim que deveria ser, e é preciso dar crédito à exibição de Fabio Aru na Etapa 5 quanto pareceu ser o trepador mais forte em prova. Mas isso foi na Planche des Belles Filles, uma montanha bem distinta, e no final de uma etapa bem mais fácil em termos de subidas. Eu não acredito muito que Aru possa fugir a Froome após uma etapa mais desgastante que teremos desta feita.

Bardet irá desfrutar da longa descida de Port de Bales, mas como vimos em Mont du Chat, as suas qualidades como descedor, que têm de ser reconhecidas, não são assim tão superiores às de Froome, que terá pernas para recuperar qualquer tipo de margem que o francês possa adquirir.

Isto não quer dizer que Froome venha a vencer a etapa - ele disse que poderá correr defensivamente - mas às quotas a que está é o mais tentador dos três.


Quem pode surpreender?

Dan Martin [20.00] tem sido muito consistente na montanha este ano, mas embora esteja a correr bem, ele tem sofrido no passado para resistir com os melhores nas subidas mais longas. E apesar da sua forma estar um pouco abaixo do esperado este ano, a Team Sky continua a temer que Nairo Quintana [14.00] encontre a sua forma numa etapa como estar e comece a desafiar Chris Froome na segunda metade do Tour.

Uma melhor aposta como outsider será Thibaut Pinot [17.00]. Ele está quase a uma hora do líder da Geral e não será perseguido por qualquer dos grandes nomes se decidir atacar na fase final do dia.


Que efeito poderá a etapa ter nos mercados gerais?

Teremos uma luta por parte das equipas dos sprinters para se manterem no pelotão na subida de 4ª categoria, com Marcel Kittel a tentar aumentar a sua liderança sobre Michael Matthews na Camisola Verde ao lutar pelo sprint intermédio em Loures-Barousse. Por outro lado, este será mais um dia para a luta pela Geral Individual e Camisola da Montanha.


Apostas Recomendadas:

Chris Froome @ [6.60] e Thibaut Pinot @ [17.00]

Ver mercado
More Apostas desportivas